Desde quando é que a Opel usa os motores da Fiat ? - Página 5
 Rede MPL:
Página 5 de 5 PrimeiraPrimeira ... 45
A mostrar resultados 121 para 149 de 149

Título: Desde quando é que a Opel usa os motores da Fiat ?

  1. #121
    Piloto de Troféu
    Data de Registo
    Aug 2016
    Posts
    6,006

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Fabulous Ver Post
    Depende dos anos e das versões, o 1.5 dCi é um dos motores a diesel mais vendidos e populares do Mundo e hoje em dia é usado por várias marcas como a Mercedes no Classe A e na Citan. Atualmente é um motor fiável, nas versões mais antigas convém mudar as capas das bielas a cada 150.000km, é simples e barato, cerca de 60€ na Renault.
    Mudar as capas 60€ na Renault? Era bom era... Nem na Renault somente as capas custa isso.

    Mete 60x7. E mesmo assim..
    Última edição por Carmaniaco90 : 19-10-17 às 02:30:22


  2. #122
    Piloto de Kart
    Data de Registo
    Nov 2011
    Localização
    Braga
    Posts
    324

    Por Defeito

    Um primo meu tem um Punto 1.3 90cv + 20cv extra, problemas? Não houve, tem quase 200mil, 100mil desses com a repro. É um bom carro, mexe-se bastante bem para um 1.3, mesmo sem repro não achei nada mau. E faz muitos bons consumos, 5 a 6l/100

  3. #123
    Piloto de Kart
    Data de Registo
    Nov 2011
    Localização
    Braga
    Posts
    324

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por brkncrss Ver Post
    Já conduzi um C4 1.6 HDI de 110cv e não notei assim grande diferença para o Punto. Puxa um pouco mais, o que é natural. Mas não há grande diferença de andamentos.
    Mas é lógico que um 1.3 para um Astra/Tipo não é muito apropriado.
    Isso é como meter um 1.2 TDI num ibiza, e em carrinha ainda por cima...

  4. #124
    Piloto de Troféu freefall2900's Avatar
    Data de Registo
    Jun 2007
    Localização
    Na verdadeira República das Bananas
    Posts
    5,004

    Por Defeito

    Sendo eu dono de um Astra H 1.7 CDTi com 287.000km de 2016, só posso dizer muito bem do carro. Fui também dono de um Corsa 1.3 CDTi, de 2007 e também não relato problemas de maior, fiabilidade acima de tudo.

    O que posso afirmar é que o bloco 1.7 do Astra H (Isuzu) é muito fiável, assim como os componentes que o servem. Claro que há problemas crónicos bem conhecidos deste carro, tais como os tubos de água que rompem, sensor da cambota que avaria, portinhola do ar que parte...mas o principal à volta tem fiabilidade muito boa.

    Para mim a Opel a partir dos modelos 2007 piorou bastante, sobretudo depois de ter instalado os carros com FAP.

  5. #125
    Chefe de Equipa
    Data de Registo
    May 2003
    Localização
    charneira anti-lápis vermelho
    Posts
    28,907

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Fabulous Ver Post
    Acredita que se a Mercedes escolheu a Renault/Nissan é porque é o parceiro que lhe deu mais garantias a todos os níveis, tanto de fiabilidade como de know-how. A Mercedes antes de criar uma parceria desta dimensão estudou muito bem todos os fatores. A fiabilidade dos motores sempre foi um fator muito importante para a Mercedes. A Renault/Nissan é atualmente um dos maiores produtores de motores do Mundo e a nível de fiabilidade atualmente está bastante bem posicionada nos testes e estatísticas de fiabilidade e resistência mecânica que são efetuados por todo o Mundo.
    Isso é um discurso muito genérico para dizer nada, desculpa a franqueza.

    A Mercedes chegou a um ponto onde não conseguia manter a Smart sem uma parceria. Aliás chegou a um ponto onde precisava de começar a não perder dinheiro com cada Smart vendido.
    A Renault precisava de partilhar custos porque também já não conseguia manter o Twingo sozinho após um flop de 2ª geração e reaproveitar a plataforma do Clio II pela enésima vez já colocava sérios problemas a nível de segurança passiva para um badge Renault.

    E a parceria entre as duas começou por aí. O banco de órgãos de cada uma, tinha do lado da Mercedes uma gama medíocre de pequenos motores tricilindros e quadricilindros que tinham sido desenvolvidos em seguimento da defunta parceria com a Mitsubishi (e que iam precisar de uma grande volta para serem adaptados às novas normas) e uma plataforma RWD curta a precisar de ser rentabilizada.

    Do lado da Renault havia um motor de baixa cilindrada otto novo o e um 1.5 dCi com um bom historial no mercado para poder ser aproveitado no substituto do Classe A que ia deixar a arquitectura tipo sandwich. A Renault ganhou uma plataforma para colocar no Twingo que não teve que desenvolver.

    E na onda de chegar a todo e qualquer segmento que a Mercedes tem tido, nada como completar a sua gama de comerciais por baixo com um clone do Kangoo que só é o comercial de maior sucesso dos últimos 20 anos no mercado europeu.

    Depois, como tudo na vida, foi-se percebendo as potenciais maximizações dos seus recursos. A Mercedes não tinha motor de jeito para ocupar potências em torno dos 130cv a diesel para ter no Classe C. O 1.6 dCi surge como a solução natural.
    A Infiniti para chegar sem grandes custos ao segmento C criou um mega clone do Classe A/GLA com uma roupagem totalmente diferente.

    Entretanto uma pick-up da Nissan já foi clonada na versão Renault e Mercedes, permitindo à primeira chegar a mercados extra-europeus com uma oferta que por si não tinha rentabilidade desenvolver de raiz e a Mercedes idem.

    E as coisas não vão ficar por aqui.

  6. #126
    Piloto de Provas de Perícia speedyssj3's Avatar
    Data de Registo
    Aug 2012
    Posts
    762

    Por Defeito

    por acaso, é coisa que não compreendo é o discurso "a Mercedes foi buscar os 1.5dci porque são fiáveis". até aceitava isto se a única relação entre Mercedes e Renault fosse mesmo estes motores, mas não é o caso. O pessoal tem de parar de por a Mercedes naquele pedestal. Continua algo de espectacular onde já o era (como no classe S e todas as suas qualidades), mas nos segmentos do povo está cada vez mais "normal".

    Estas coisas raramente são porque "os motores são bons". Isso acontece em casos específicos, como a pagani a usar motores AMG. Há uns tempos lembro-me de ler uma parceria em que a Toyota ia usar o N47 de 143cv da BMW em troca do sistema eléctrico da toyota. E duvido que a fiabilidade japonesa case bem com o N47...

    O mundo gira à volta de números, de euros, dólares, ouro, papel! e a Mercedes, no meio disto tudo, não é excepção.

  7. #127
    Piloto de Rallye Fabulous's Avatar
    Data de Registo
    Feb 2014
    Localização
    リスボン
    Posts
    12,485

    Por Defeito

    Apagar
    Última edição por Fabulous : 19-10-17 às 12:38:14

  8. #128
    Piloto de Rallye Fabulous's Avatar
    Data de Registo
    Feb 2014
    Localização
    リスボン
    Posts
    12,485

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Andre Ver Post
    Isso é um discurso muito genérico para dizer nada, desculpa a franqueza.

    A Mercedes chegou a um ponto onde não conseguia manter a Smart sem uma parceria. Aliás chegou a um ponto onde precisava de começar a não perder dinheiro com cada Smart vendido.
    A Renault precisava de partilhar custos porque também já não conseguia manter o Twingo sozinho após um flop de 2ª geração e reaproveitar a plataforma do Clio II pela enésima vez já colocava sérios problemas a nível de segurança passiva para um badge Renault.

    E a parceria entre as duas começou por aí. O banco de órgãos de cada uma, tinha do lado da Mercedes uma gama medíocre de pequenos motores tricilindros e quadricilindros que tinham sido desenvolvidos em seguimento da defunta parceria com a Mitsubishi (e que iam precisar de uma grande volta para serem adaptados às novas normas) e uma plataforma RWD curta a precisar de ser rentabilizada.

    Do lado da Renault havia um motor de baixa cilindrada otto novo o e um 1.5 dCi com um bom historial no mercado para poder ser aproveitado no substituto do Classe A que ia deixar a arquitectura tipo sandwich. A Renault ganhou uma plataforma para colocar no Twingo que não teve que desenvolver.

    E na onda de chegar a todo e qualquer segmento que a Mercedes tem tido, nada como completar a sua gama de comerciais por baixo com um clone do Kangoo que só é o comercial de maior sucesso dos últimos 20 anos no mercado europeu.

    Depois, como tudo na vida, foi-se percebendo as potenciais maximizações dos seus recursos. A Mercedes não tinha motor de jeito para ocupar potências em torno dos 130cv a diesel para ter no Classe C. O 1.6 dCi surge como a solução natural.
    A Infiniti para chegar sem grandes custos ao segmento C criou um mega clone do Classe A/GLA com uma roupagem totalmente diferente.

    Entretanto uma pick-up da Nissan já foi clonada na versão Renault e Mercedes, permitindo à primeira chegar a mercados extra-europeus com uma oferta que por si não tinha rentabilidade desenvolver de raiz e a Mercedes idem.

    E as coisas não vão ficar por aqui.
    A escolha da Renault/Nissan por parte da Mercedes foi por uma série de fatores, são grupos que se complementam, são grupos que estão presentes em todo o Mundo, os custos da Renault/Nissan não são muito diferentes da PSA ou da GM, acredita que não foi por aí que foram os escolhidos. A Renault/Nissan tem atualmente uma gama de motores com muitas provas dadas, tanto a diesel como a gasolina, 1.5 dCi, 1.6 dCi, 2.3 dCi, a família TCe, etc., que complementa na perfeição os motores de cilindrada mais elevada da Mercedes.

    Depois a Nissan e a Renault estão presentes em áreas onde a Mercedes tem pouco ou nenhum know-how, pick-ups, motores de baixa cilindrada, segmentos A e B, ou seja, são grupos que se completam quase a 100% , reduzir isto apenas a uma questão de custos é muito redutor.

    Foi das melhores Alianças/Parcerias dos últimos anos e os resultados estão aí, ambos os grupos com produtos cada vez mais competitivos.

    A fusão Peugeot/Citroen/Opel também pode correr bem, porque há know-how e objetivos comuns, pelo menos na teoria.

  9. #129
    Piloto de Testes LuisPedro's Avatar
    Data de Registo
    Dec 2005
    Localização
    Longe
    Posts
    4,198

    Por Defeito

    Há um Astra 1.3 de um amigo que desalvorou por motivos de filtro de partículas. Ficou nesse processo até se desligar por ele próprio dado o total desconhecimento (por parte do meu amigo) de como proceder para o interromper. Estamos a falar entre 10 a 15min a BERRO.

    Foi removido o filtro de partículas, óleo trocado (o pouco ou nenhum que sobrou), dar à chave.... E anda aí com 260.000 sem nunca ter dado qualquer problema além desse.

    Se isto não é fiabilidade
    Última edição por LuisPedro : 19-10-17 às 12:34:02

  10. #130
    Piloto de Rallye Fabulous's Avatar
    Data de Registo
    Feb 2014
    Localização
    リスボン
    Posts
    12,485

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por speedyssj3 Ver Post
    por acaso, é coisa que não compreendo é o discurso "a Mercedes foi buscar os 1.5dci porque são fiáveis". até aceitava isto se a única relação entre Mercedes e Renault fosse mesmo estes motores, mas não é o caso. O pessoal tem de parar de por a Mercedes naquele pedestal. Continua algo de espectacular onde já o era (como no classe S e todas as suas qualidades), mas nos segmentos do povo está cada vez mais "normal".

    Estas coisas raramente são porque "os motores são bons". Isso acontece em casos específicos, como a pagani a usar motores AMG. Há uns tempos lembro-me de ler uma parceria em que a Toyota ia usar o N47 de 143cv da BMW em troca do sistema eléctrico da toyota. E duvido que a fiabilidade japonesa case bem com o N47...

    O mundo gira à volta de números, de euros, dólares, ouro, papel! e a Mercedes, no meio disto tudo, não é excepção.
    A Mercedes é uma das marcas mais exigentes do Mundo automóvel nomeadamente a nível de fiabilidade dos motores. Os motores da Renault/Nissan são dos têm mais provas dadas no mercado, a Aliança Mercedes/Renault/Nissan abrange muito mais motores, 1.6 dCi, 2.3 dCi, 0.9 TCe, 1.0 SCe, etc.. Acredita que a Mercedes não iria colocar motores nos seus carros se não tivessem a sua fiabilidade comprovada.

  11. #131
    Piloto de Rallye Fabulous's Avatar
    Data de Registo
    Feb 2014
    Localização
    リスボン
    Posts
    12,485

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por brkncrss Ver Post
    Já conduzi um C4 1.6 HDI de 110cv e não notei assim grande diferença para o Punto. Puxa um pouco mais, o que é natural. Mas não há grande diferença de andamentos.
    Mas é lógico que um 1.3 para um Astra/Tipo não é muito apropriado.
    Por acaso o 1.3 no Tipo tem umas prestações bastante aceitáveis, em termos de recuperações não sei mas em termos de prestações safa-se bem.

    Atenção que do Tipo para o Astra J vai uma diferença de mais de 200kg de peso, são dois opostos do segmento C em termos de peso.

  12. #132
    Piloto de Testes LuisPedro's Avatar
    Data de Registo
    Dec 2005
    Localização
    Longe
    Posts
    4,198

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Fabulous Ver Post
    Por acaso o 1.3 no Tipo tem umas prestações bastante aceitáveis, em termos de recuperações não sei mas em termos de prestações safa-se bem.

    Atenção que do Tipo para o Astra J vai uma diferença de mais de 200kg de peso, são dois opostos do segmento C em termos de peso.
    Num dos problemas que o Vectra cá de casa deu, ou melhor, numa das várias tentativas (frustradas) de resolução de um problema que o carro deu, emprestaram-me um astra J SEDAN 1.3 COSMO, que deve ser das carcaças mais pesadas que esse motor equipou... É lento, mas não é uma coisa que não se consiga conduzir, para uma condução suave é perfeitamente suficiente. Bem esgalhado na Autobahn atingiu 200km/h.
    Última edição por LuisPedro : 19-10-17 às 12:52:33

  13. #133
    Piloto de Provas de Perícia speedyssj3's Avatar
    Data de Registo
    Aug 2012
    Posts
    762

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Fabulous Ver Post
    A Mercedes é uma das marcas mais exigentes do Mundo automóvel nomeadamente a nível de fiabilidade dos motores. Os motores da Renault/Nissan são dos têm mais provas dadas no mercado, a Aliança Mercedes/Renault/Nissan abrange muito mais motores, 1.6 dCi, 2.3 dCi, 0.9 TCe, 1.0 SCe, etc.. Acredita que a Mercedes não iria colocar motores nos seus carros se não tivessem a sua fiabilidade comprovada.
    bla bla bla... quando é para avariar, avariam todos da mesma maneira. não estou a dizer que a Mercedes não se preocupa com a fiabilidade, estou a dizer que a a parceira não foi feita por causa dos motores. alias, para a Mercedes, qualquer parceira que fizesse com uma marca generalista ia resultar em ganhar motores de cilindradas mais baixas do que os que tinha disponíveis e de certeza que iam ser fiáveis.

  14. #134
    Piloto de Rallye Fabulous's Avatar
    Data de Registo
    Feb 2014
    Localização
    リスボン
    Posts
    12,485

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por speedyssj3 Ver Post
    bla bla bla... quando é para avariar, avariam todos da mesma maneira. não estou a dizer que a Mercedes não se preocupa com a fiabilidade, estou a dizer que a a parceira não foi feita por causa dos motores. alias, para a Mercedes, qualquer parceira que fizesse com uma marca generalista ia resultar em ganhar motores de cilindradas mais baixas do que os que tinha disponíveis e de certeza que iam ser fiáveis.
    A parceria foi feita por uma série de fatores, não foi apenas por uma questão de custos nem foi apenas pelos motores, foi por tudo.

  15. #135
    Piloto de Rallye Fabulous's Avatar
    Data de Registo
    Feb 2014
    Localização
    リスボン
    Posts
    12,485

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por LuisPedro Ver Post
    Num dos problemas que o Vectra cá de casa deu, ou melhor, numa das várias tentativas (frustradas) de resolução de um problema que o carro deu, emprestaram-me um astra J SEDAN 1.3 COSMO, que deve ser das carcaças mais pesadas que esse motor equipou... É lento, mas não é uma coisa que não se consiga conduzir, para uma condução suave é perfeitamente suficiente. Bem esgalhado na Autobahn atingiu 200km/h.
    É verdade, o 1.3 tem melhor andamento no Astra J que no H apesar do J ser mais pesado, relações da caixa

  16. #136
    Piloto de Testes Ribsan's Avatar
    Data de Registo
    Sep 2010
    Localização
    ... aguardar GPS
    Posts
    2,223

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por wuant Ver Post
    Que exagero, houve modelos que deram problemas como qualquer marca, mas extremar as coisas dessa forma é claramente um erro

    Ainda tenho uma campo 4x4 e um monterey comprados na mesma altura, o monterey ja passou largamente os 300k kms e a campo está proxima e até hoje zero problemas

    Em relação aos motores que tanta gente tem medo, o 1.9 cdti e o 1.3 cdti, têm uma má imagem devido ao marketing negativo e terem sido alvo de agressivos ataques por parte da concorrência, pois na altura tanto a fiat como a opel venderam muito a custa desses motores, mas especialmente o Astra com o 1.3 cdti, que se vendeu que era uma loucura total, isto por ser o único carro do seu segmento com um motor do género e dai ser mais barato.

    Estes dois motores foram desenvolvidos pela parceria GM+Fiat não apresentaram problemas especiais, sendo o 1.9 um dos mais fiaveis da sua geração, o de 150cv era mesmo muito bom, com umas altas que embaraçava muitos motores mais potentes. O grave problema dessa joint-venture não foram os motores como tanto se fala, mas sim as caixas de velocidades, que curiosamente pouco se fala, é praticamente uma certeza de que gripem com o tempo começando pela mudança mais usada, se for um carro de AE começará pela 6ª, depois a 5ª, 4ª, e 3ª, a 2ª e 1ª é mais raro serem afectadas. A maneira mais barata de resolver o problema é substituir cada carreto de cada vez que dê sintomas, uma zoeira constante. Houve muita gente a pagar uma valente pipa de massa a mudar a caixa toda porque a marca diz que tem que ser, quando é possível substituir apenas as peças afectadas. Este problema na esmagadora maiora dos casos acontece em kms mais elevadas e fora de garantia.
    A Opel Campo e o Opel Monterey são modelos 100% Isuzu (Apenas tem o logotipo Opel), nomeadamente, a Isuzu TF (Faster) e Isuzu Trooper

  17. #137
    Piloto de Testes brkncrss's Avatar
    Data de Registo
    Oct 2017
    Posts
    1,454

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Fabulous Ver Post
    Por acaso o 1.3 no Tipo tem umas prestações bastante aceitáveis, em termos de recuperações não sei mas em termos de prestações safa-se bem.

    Atenção que do Tipo para o Astra J vai uma diferença de mais de 200kg de peso, são dois opostos do segmento C em termos de peso.
    Pois, acredito. Há muita gente que fala do 1.3 mas apenas tem conhecimento da versão com turbo de geometria fixa, em que é notório aquele fosso antes das 2000rpm quando o turbo "enche." As versões com geometria variável já não sofrem tanto disso (90cv, 85cv, 95cv).

  18. #138
    Piloto de Provas de Perícia carlosfst's Avatar
    Data de Registo
    Jun 2016
    Posts
    971

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Germany Ver Post
    Até podia ter o avatar da Tata isso não apagaria os graves problemas da Opel. Com base na grande quantidade de graves problemas em vários motores e na má assistência, não recomendo a Opel , agora cada um que se faça o que pretender com o seu dinheiro.

    O 1.9 cdti também tem problemas graves? Esses DI e DTi são Isuzu? O 2.0 cdti pelo menos até 2011 é um dos maiores cancros que andam por aí.

    O que vai salvar esta marca é a Peugeot/Citroen, isto demonstra bem ao estado a que chegou a Opel, é preciso virem os Franceses salvar uma empresa "Alemã".
    Mas qual é a marca hoje em dia, que não tem graves problemas? Até a tratarem de um Classe S cá do forum, partiram uma data de tampas do motor, e o concessionario nem se chegou à frente para substituir os farois que metiam agua. Tens por cá alguem, que foi chulado em 700€ para a revisão de um classe A.

    BMW com o interminavel problema das correntes partidas, os VAG a lixarem injectores, os Renaults a comerem capas de bielas, os Mazda com muitos problemas no FAP, assistencia ao cliente da Ford miseravel, a Peugeot a trocar eixos traseiros dos 308. E por aí fora...

    Todos dão problemas. Ou tens sorte, ou tens azar.

    A PSA vai salvar a Opel? A opel está a voltar a crescer em vendas, e continua a vender bem onde a Renault e PSA nem cheiram. E já agora, qual é o problema disso? A volvo não foi salva pelos chineses? O mesmo para a Jaguar/Land Rover que foi salva pela Tata. A VW também resgatou a Skoda, a Seat e a Audi, e esta salvou a Lamborghini e deu um empurrão à Porsche. A ferrari pertence à Fiat, e esta ultima foi fundamental para o regresso da Alfa Romeo.

    E agora? Não gostas, não compras. Mas aconselho-te a desmontares o teu BMW e investigares de onde vem cada componente, se calhar até tens lá material que vem da mesma pilha de material da china que 99% das marcas usam.

    Já nada é feito para durar, é para usar meia duzia de anos e trocar, seja o carro low cost ou o mais evoluido hiper carro do mercado.

  19. #139
    Piloto de Provas de Perícia speedyssj3's Avatar
    Data de Registo
    Aug 2012
    Posts
    762

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Fabulous Ver Post
    A parceria foi feita por uma série de fatores, não foi apenas por uma questão de custos nem foi apenas pelos motores, foi por tudo.
    exactamente! mas motores fiáveis nestas cilindradas é coisa que não falta por ai, o que faz com que provavelmente os motores foram o que menos tiveram peso na criação da parceria, se é que tiveram algum!

    portanto toda a conversa do "se a Mercedes os foi buscar é porque é bom" não faz qualquer sentido.

  20. #140
    Piloto de Provas de Perícia Nitrogen's Avatar
    Data de Registo
    Feb 2014
    Posts
    624

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por EscapeLivre Ver Post
    Sim porque a Opel até nem teve os seus fracassos de fiabilidade quando era alemã " a 100 % " ou o grupo VW que tambem já fez motores problemáticos, aliás isto é comum a todas as marcas.

    Essa mania do ser alemão é apenas uma teoria sem qualquer sentido. Qualquer marca de qualquer país quando quer, faz motores fiáveis.

    Muito obrigado caro colega. Eu explico-lhe com mais pormenor as minhas afrmações. A Opel representa o contrário daquilo que é o rigor, o profissionalismo e a competência pela qual as empresas Alemãs são conhecidas em todo o Mundo. A necessidades que a Opel sente de afirmar constantemente em quase todas as publicidades que são alemães demonstra um complexo de inferioridade porque a Opel sabe que a maioria dos seus produtos não foram criados na Alemanha e mesmo muitos daqueles que foram lá criados estão abaixo do nível de qualidade dos verdadeiros produtos alemães.
    Eu sei que os outros países têm também bons produtos mas se falar com os vendedores da Opel você vai constactar como eles mudam de conversa cada vez que se fala da Fiat, eles têm vergonha da Fiat, este comportamento demonstra hipocrisia eles deveriam estar agradecidos à Fiat porque foram os italianos que os sustentaram e os ajudaram com os bons produtos Italianos. Com os Franceses da Peugeot com muita probabilidade vai-se passar o mesmo, vão esconder que os seus produtos são directamente baseados nos produtos Franceses, chama-se a isto desonestidade e hipocrisia. A Opel representa o contrário de tudo aquilo que são os valores das verdadeiras empresas Alemãs que tenho o privilégio de conhecer.
    Com os melhores cumprimentos.

  21. #141
    Piloto de Testes LuisPedro's Avatar
    Data de Registo
    Dec 2005
    Localização
    Longe
    Posts
    4,198

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Nitrogen Ver Post
    Muito obrigado caro colega. Eu explico-lhe com mais pormenor as minhas afrmações. A Opel representa o contrário daquilo que é o rigor, o profissionalismo e a competência pela qual as empresas Alemãs são conhecidas em todo o Mundo. A necessidades que a Opel sente de afirmar constantemente em quase todas as publicidades que são alemães demonstra um complexo de inferioridade porque a Opel sabe que a maioria dos seus produtos não foram criados na Alemanha e mesmo muitos daqueles que foram lá criados estão abaixo do nível de qualidade dos verdadeiros produtos alemães.
    Eu sei que os outros países têm também bons produtos mas se falar com os vendedores da Opel você vai constactar como eles mudam de conversa cada vez que se fala da Fiat, eles têm vergonha da Fiat, este comportamento demonstra hipocrisia eles deveriam estar agradecidos à Fiat porque foram os italianos que os sustentaram e os ajudaram com os bons produtos Italianos. Com os Franceses da Peugeot com muita probabilidade vai-se passar o mesmo, vão esconder que os seus produtos são directamente baseados nos produtos Franceses, chama-se a isto desonestidade e hipocrisia. A Opel representa o contrário de tudo aquilo que são os valores das verdadeiras empresas Alemãs que tenho o privilégio de conhecer.
    Com os melhores cumprimentos.
    Evitar falar da fiat é mau... Ignorar problemas crónicos de concepção que levam a falha catastrófica de milhares de motores, desmenti-los quando confrontados e descredibilizar o cliente é uma atitude muito melhor. Isso e ignorar carros que pegam fogo sem razão aparente.

    Outra coisa da mercedes, quero ver a publicidade que eles fazem quando promovem o a160 / 180 ou o C dci : "compre, é muito bom, tem um excelente motor Renault, extremamente exclusivo"

  22. #142
    Piloto de Provas de Perícia speedyssj3's Avatar
    Data de Registo
    Aug 2012
    Posts
    762

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por LuisPedro Ver Post
    Evitar falar da fiat é mau... Ignorar problemas crónicos de concepção que levam a falha catastrófica de milhares de motores, desmenti-los quando confrontados e descredibilizar o cliente é uma atitude muito melhor. Isso e ignorar carros que pegam fogo sem razão aparente.

    Outra coisa da mercedes, quero ver a publicidade que eles fazem quando promovem o a160 / 180 ou o C dci : "compre, é muito bom, tem um excelente motor Renault, extremamente exclusivo"
    Eu cá me parece que eles abandonaram a designação CDI pelo pessoal gozar e trocar para DCI... mas isto sou só eu a pensar disparates!

  23. #143
    Piloto de Testes TheUndertaker's Avatar
    Data de Registo
    Nov 2016
    Posts
    3,071

    Por Defeito

    A Mercedes é a mesma porcaria que os outros todos. Não ia para este motor, não ia para aquele...tudo tretas. Olhem o motor deles com má concepção como é que é? Ainda andam por aí a arder e continuarão. Lá vai o gasóleo pingar para cima do FAP ou lá que raio acontece e eles irão arder. A BMW, a mesma coisa em termos de escândalo com o N47, por isso não me venham defender qualquer marca. A TODAS se pode apontar o dedo.

    O 1.5 dci é fiável. Em termos de motor, lá está tem uma coisa má, são as capas que pecam. As capas custam por volta dos 100€. Agora a mão de obra depende do sítio. Oficinas oficiais mais caras, oficinas não oficiais mais baratas. O pior são os injectores que dependendo da marca podem dar mais ou menos problemas.
    Seja Opel, seja Mercedes, seja Fiat ou outra qualquer as coisas são feitas para dar lucro. Nem eles estão interessados que as peças durem a vida inteira, senão ninguém compra nada ponham isto na vossa cabeça.

  24. #144
    Piloto de Rallye Fabulous's Avatar
    Data de Registo
    Feb 2014
    Localização
    リスボン
    Posts
    12,485

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por TheUndertaker Ver Post
    A Mercedes é a mesma porcaria que os outros todos. Não ia para este motor, não ia para aquele...tudo tretas. Olhem o motor deles com má concepção como é que é? Ainda andam por aí a arder e continuarão. Lá vai o gasóleo pingar para cima do FAP ou lá que raio acontece e eles irão arder. A BMW, a mesma coisa em termos de escândalo com o N47, por isso não me venham defender qualquer marca. A TODAS se pode apontar o dedo.

    O 1.5 dci é fiável. Em termos de motor, lá está tem uma coisa má, são as capas que pecam. As capas custam por volta dos 100€. Agora a mão de obra depende do sítio. Oficinas oficiais mais caras, oficinas não oficiais mais baratas. O pior são os injectores que dependendo da marca podem dar mais ou menos problemas.
    Seja Opel, seja Mercedes, seja Fiat ou outra qualquer as coisas são feitas para dar lucro. Nem eles estão interessados que as peças durem a vida inteira, senão ninguém compra nada ponham isto na vossa cabeça.
    Esse problema das capas já foi resolvido, a Mercedes é entre todas as marcas Alemãs aquela que sempre levou mais a sério a fiabilidade dos motores. Não é infalível claro, pode ter os seus problemas, mas a nível de motor, é do mais exigente que há no Mundo.

  25. #145
    Piloto de Rallye Fabulous's Avatar
    Data de Registo
    Feb 2014
    Localização
    リスボン
    Posts
    12,485

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por speedyssj3 Ver Post
    exactamente! mas motores fiáveis nestas cilindradas é coisa que não falta por ai, o que faz com que provavelmente os motores foram o que menos tiveram peso na criação da parceria, se é que tiveram algum!
    Claro que há muitos outros motores fiáveis nesta cilindrada, nunca disse o contrário, mas a Mercedes é muito exigente por isso se os escolheu é porque cumprem todos os exigentes requisitos da Mercedes.

  26. #146
    Piloto de Testes TheUndertaker's Avatar
    Data de Registo
    Nov 2016
    Posts
    3,071

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Fabulous Ver Post
    Esse problema das capas já foi resolvido, a Mercedes é entre todas as marcas Alemãs aquela que sempre levou mais a sério a fiabilidade dos motores. Não é infalível claro, pode ter os seus problemas, mas a nível de motor, é do mais exigente que há no Mundo.
    Já? Já vi um vídeo de uma Citan e um Classe A com as capas maradas. E problema dos cdi a pegarem fogo? Já se chegou à frente??
    Isso do mais exigente do mundo é tudo propaganda. Tanto na Mercedes como em outra qualquer. Mas continuem, esta discussão é estéril devido ao vosso grau de fan boys, quer de um lado quer de outro.

  27. #147
    Piloto de Rallye Fabulous's Avatar
    Data de Registo
    Feb 2014
    Localização
    リスボン
    Posts
    12,485

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por TheUndertaker Ver Post
    Já? Já vi um vídeo de uma Citan e um Classe A com as capas maradas. E problema dos cdi a pegarem fogo? Já se chegou à frente??
    Isso do mais exigente do mundo é tudo propaganda. Tanto na Mercedes como em outra qualquer. Mas continuem, esta discussão é estéril devido ao vosso grau de fan boys, quer de um lado quer de outro.
    Isso já está resolvido, agora casos isolados podem acontecer em qualquer motor. Isso dos fogos não é um problema de motor mas de periféricos.

    É um facto que qualquer marca pode dar problemas, mas há umas que dão mais problemas do que outras.

  28. #148
    Piloto de Provas de Perícia MBC's Avatar
    Data de Registo
    Jun 2014
    Localização
    O egoismo unifica os insignificantes. William Shakespeare
    Posts
    706

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Fabulous Ver Post Depende dos anos e das versões, o 1.5 dCi é um dos motores a diesel mais vendidos e populares do Mundo e hoje em dia é usado por várias marcas como a Mercedes no Classe A e na Citan. Atualmente é um motor fiável, nas versões mais antigas convém mudar as capas das bielas a cada 150.000km, é simples e barato, cerca de 60€ na Renault. .
    Acho engraçado ao facto de um dos motores com pior fama do mercado ter passado a ser considerado fiavel por alguns depois de começar de ser usado pela mercedes....

  29. #149
    Piloto de Rallye Fabulous's Avatar
    Data de Registo
    Feb 2014
    Localização
    リスボン
    Posts
    12,485

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por MBC Ver Post
    Acho engraçado ao facto de um dos motores com pior fama do mercado ter passado a ser considerado fiavel por alguns depois de começar de ser usado pela mercedes....
    O 1.5 existe desde 2001, como podes imaginar já recebeu uma série de evoluções. Ao longo do tempo os produtos vão-se aperfeiçoando.

Etiquetas para este tópico

Regras de Colocação

  • Não pode criar tópicos
  • Não pode responder
  • Não pode colocar anexos
  • Não pode editar os seus posts
  •  

A Motorpress Lisboa S.A. não pode ser responsabilizada pelas opiniões, imagens, links ou outros conteúdos submetidos pelos utilizadores deste Fórum.
Este Website encontra-se registado na Comissão Nacional de Protecção de Dados.