[Estradas] Tópico da Segunda Circular - Lisboa - Página 5
 Rede MPL:
Página 5 de 16 PrimeiraPrimeira ... 45615 ... ÚltimaÚltima
A mostrar resultados 121 para 150 de 470

Título: Tópico da Segunda Circular - Lisboa

  1. #121
    Piloto Lendário MetalKing's Avatar
    Data de Registo
    Feb 2007
    Localização
    Por aqui e acoli...
    Posts
    51,918

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por bg2 Ver Post
    devem aparecer uns tipos vestidos de feijoes verdes
    Quando lá vou, tiro o ticket de 15 minutos à brla, e depois não volto lá mais.

    Até hoje, nunca me aconteceu nada.


  2. #122
    Piloto de Testes omnibus's Avatar
    Data de Registo
    Feb 2015
    Posts
    4,391

    Por Defeito

    Os transportes é realmente complicado de gerir, porque se é bom para um é mau para outro.

    há 10 anos +-, abriu a ligação da alameda para s. sebastião, um colega meu ficou super feliz (ele ia da zona corte ingles até expo) porque antes ia a pé até saldanha salvo erro, já para não perder tanto tempo.

    Eu que apanhava o metro quando ainda era um Y, ia na boa às picoas, vindo de arroios, depois veio a alteração e era preciso trocar duas vezes (chiado e marquês), mais uma vez, a pé ia mais depressa...

  3. #123
    Piloto de Rallye Eddy's Avatar
    Data de Registo
    Jan 2007
    Localização
    Este post não respeita o [des]acordo ortográfico, qq semelhança é erro ortográfico / gramatical.
    Posts
    10,909

    Por Defeito

    "Não temos nada a perder com as mudanças na 2ª Circular. Só a ganhar"


    O gabinete de arquitectura responsável pelo projecto da 2ª Circular defende-o contra todas as criticas. Não haverá perigo para a segurança dos aviões, garantem. Mais do que os “números” do projecto interessa-lhes que contribua para a mudança na percepção: a via rápida vai tornar-se uma avenida urbana.

    Arquitectos da nova 2ª Circular respondem a todas as críticas
    As árvores no separador central, a transformação numa via mais amiga dos peões com mais espaço de passeio são algumas das opções mais polémicas para a futura 2ª Circular. A Renascença conversou com os arquitectos paisagísticos responsáveis pelo projecto, que respondem a todos os temas mais polémicos e defendem as opções da proposta, que está em discussão pública até sexta-feira.

    A NPK é o escritório de arquitectura responsável pelo projecto paisagístico e José Veludo, Leonor Cheis e José Lousan assinam as ideias de requalificação do espaço. Afirmam que não tiveram carta-branca para impor as ideias que tinham.
    “Havia três equipas com três visões e três sensibilidades que se entenderam e em conjunto chegaram a um conceito geral. Houve desde início alguns constrangimentos que nós próprios colocámos e que nos puseram também. Para nós era sagrado, quando se começou a falar de arborização no separador central, que se garantissem determinadas condições para o desenvolvimento das aves”, explicam.
    A segurança em relação à opção das árvores para o trânsito, as críticas da aviação civil e os que chamam ao projecto uma mera “operação de cosmética” não ficam sem resposta.
    Os arquitectos deixam uma certeza: na primeira fase do projecto só se está a falar de 500 árvores e não de 8 mil.
    A 2ª Circular é uma via nevrálgica de Lisboa. Quais foram os principais desafios que se lhes levantaram?
    José Veludo - Talvez o de conseguir introduzir a arborização e criar continuidade numa longitude tão grande. Estamos a falar de 9,6 quilómetros, apesar de o projecto de arquitectura paisagística se materializar apenas em oito quilómetros. A continuidade repercute-se a vários níveis: visual, física e biológica. Quanto mais longa é a intervenção mais difícil é encontrar soluções que a garantam.
    A opção pela arborização tem sido polémica. Era a vossa primeira solução? Havia outras?
    Há duas questões que se têm confundido. Vimos com bons olhos e sempre achamos desejável melhorar a naturalização da 2ª Circular. Mas há dois momentos nesta solução: uma é a do separador central e outro é a intenção da câmara de naturalização das laterais. Defendemos os dois, apesar de as laterais terem outros impactos. É bastante mais vasta e afectará mais a cidade, nomeadamente o alargamento da estrutura ecológica municipal. Já a questão do separador é mais importante – ou melhor, é simbolicamente mais importante – para a própria via. Ao plantar árvores estamos a introduzir uma característica que é típica das vias do interior urbano mais calmas. Já há outros exemplos na cidade, como a Avenida dos Estados Unidos da América.



    Mas a opção das árvores é vossa ou já precedia a vossa entrada no projecto?
    É difícil definir de onde é que veio, acho que estará na cabeça de muita gente. O que fizemos foi criar um conceito à volta disso e materializá-lo.
    A autarquia já o queria?
    Sim, a câmara já falava disso.
    Mas vocês sempre trabalharam a partir desse pressuposto?
    As árvores têm um poder que outra vegetação não tem, tem uma escala que outras plantas não têm, se se quer alterar uma paisagem. As árvores conseguem ter um impacto muito mais rápido e duradouro do que outro tipo de revestimentos.
    Não havia portanto outros cenários.
    A intervenção na 2ª Circular já estava há muito programada, mas apenas com um investimento dedicado à repavimentação. Há uns anos, para reduzir a sinistralidade, já se tinha reduzido artificialmente a largura das faixas, deixando faixas pintadas que não eram utilizáveis. O que fazer então? Passar o espaço que estava a sobrar para o meio, criar um separador, e assim travar o efeito barreira das seis vias em dois sentidos. A solução quase que só podia ser esta.
    Já se disse quase tudo sobre o projecto, incluindo que na nova 2ª Circular haveria de tudo um pouco como quiosques, bicicletas… O que é que é verdade e o que não é?
    É um chavão, mas sem dúvida que o que é importante aqui são as pessoas. Estamos a passar de uma via dedicada ao tráfego viário para, gradualmente (e o gradualmente é muito importante), uma via urbana.
    Estas grandes transformações não se fazem de um dia para o outro. O que estamos a fazer é dar um passo – e outros serão dados nas próximas décadas – para transformar a 2ª Circular numa outra coisa, sempre a favor da população que a habita.
    Já há nove paragens de autocarros e quatro passagens pedonais aéreas, o peão já muitas vezes acede ao limite da 2ª Circular. O melhor é que pudesse fazê-lo numa situação de conforto muito superior. Nesse sentido, esta intervenção não altera os interfaces, mas aumenta a segurança do que já existe. A todas os espaços pedonais vai-lhes ser acrescentado o guarda-corpos e as paragens dos autocarros vão ter refúgios próprios para prepararem que hoje em dia não têm.
    Não ficará uma via confortável para se poder passear ao longo dela nos passeios, mas todas as zonas pedonais serão melhoradas.
    Então a transformação que preconizam tem dois eixos: arborização e tornar a via mais amigável para os peões.
    São esses dois e a redução da velocidade. Para a população que ali reside, a redução da velocidade altera as percepções de alerta que as pessoas têm. Vão sentir aquela via menos perigosa, já para não falar das consequências directas em termos de ruído.
    Haverá uma melhoria das condições quotidianas e ambientais para as pessoas que tem origem nesta intervenção.
    Um dos argumentos usados para fazer esta intervenção é de que a 2ª Circular divide a cidade em dois. O que fará este projecto para que isso não suceda?
    As barreiras não existem só porque não as conseguimos ultrapassar. Não vemos só a barreira, também a percepcionamos. A redução da velocidade, a redução do ruído, o aparecimento de uma maior naturalização na via e o separador, tudo isto funciona para reduzir a percepção de barreira. Em última análise, só desaparecerá quando colocarmos semáforos, que não faço a mínima ideia se vai ou não acontecer. O que sei é que esta intervenção reduz essa percepção. Não o faz fisicamente, mas a percepção que as pessoas vão ter é de que a via se vai tornar mais amigável.
    São oito mil árvores no total....
    Não, só há 500 neste projecto, as outras 7.500 estão planeadas, mas não são para já. São uma estimativa do que seria possível plantar nos espaços contíguos à 2ª Circular.
    Com tantas árvores, não há risco de haver queda de ramos nas alturas de tempestade e assim aumentar a sinistralidade?
    O risco será o de cair um ramo em cima de uma pessoa ou de um carro. É sempre um risco. Quantificar isso, não sei como fazê-lo. Sei que as árvores existem na cidade e esses problemas são controlados pela manutenção. Não estamos a fazer nada com o que não convivemos diariamente.
    Mas talvez em vias de menos tráfego...
    A Avenida da Liberdade é uma via de tráfego constante. Nos dias de vendavais caem ramos. A arborização na Avenida da Liberdade é muito superior, pelo menos na proximidade, em relação à que vai existir na 2ª Circular. Não me perece que seja um problema.
    Os sindicatos da aviação têm criticado fortemente a solução porque dizem que traz mais aves para o local e coloca em perigo as aeronaves. E queixam-se ainda de não terem sido ouvidos.
    Em relação a isso não posso falar porque a marcação dessas reuniões é de responsabilidade da câmara, mas temos ouvido atentamente aquilo que têm dito. Tirámos algumas conclusões e quando acabar a consulta pública veremos se há alguma coisa que seja pertinente alterar. A arborização colocada agora em consulta pública é irrelevante naquilo que é a arborização da cidade. Não vai colocar em risco o aeroporto e não é relevante perante o resto da vegetação que existe. Estamos a cumprir integralmente aquilo que está definido nas condicionantes do PDM relativamente aos cones do aeroporto.
    Há outros aeroportos que têm zonas verdes nas imediações, mas usam dispositivos eléctricos para as afastar. Está prevista essa solução?
    Tivemos todos os cuidados que a lei nos exigia e cumprimos. Vamos olhar com atenção para a consulta pública para saber se mais alguma informação nos pode ajudar a melhorar o projecto. A questão dos pássaros extravasa e muito o nosso projecto.
    Mas é uma consequência do projecto que apresentam...
    Não. Nós não vemos assim, não consideramos relevante o acrescento de árvores que vamos colocar.
    Retirar árvores do separador central na zona do aeroporto é ainda uma possibilidade ou isso desvirtuaria o projecto?
    Há sempre espaço para alterar, todos os projectos tem uma evolução e vão-se adaptando. Pode acontecer, embora não veja essa necessidade.
    Na vossa concepção de arquitectura paisagística, a necessidade de transformar as vias rápidas que rasgam as cidades, em vias urbanas, é imperiosa? Mesmo quando aparentemente não há soluções para o trânsito?
    Em relação a essa questão apenas posso acreditar no que a restante equipa defende, a de que não há qualquer redução na capacidade da 2ª Circular. A redução de trânsito que está prevista é amigável porque se baseia no princípio de que ao diminuir a velocidade as pessoas optam por outras vias, como a CRIL. Não o faziam antes porque a velocidade permitida numa e noutra era idêntica. Mas na capacidade não há redução.
    Há muitas transformações que são necessárias fazer na cidade, como a maior coexistência entre o espaço urbano denso e uma desejada naturalização. É um assunto em que há muito trabalho a fazer. E não é fácil. A 2ª Circular permite esta deslocação de carros ao longo de toda a cidade porque é contínua, sem obstruções, se conseguirmos ajudar a que a naturalização atravesse com a mesma fluidez a cidade, isso é uma coisa boa. Aí será relevante o que este projecto traz para melhorar a continuidade na estrutura ecológica. Isso é uma pedra de toque na estrutura das cidades.
    Mas o ex-presidente da Quercus Francisco Ferreira disse que o impacto seria zero em termos ecológicos...
    No nosso trabalho quantificamos muita coisa, mas não é esse o nosso foco porque para nós a questão da percepção é que vale. Não é só a questão dos números. Não é só importante o que se faz, mas também o que se percepciona. Quando falamos do separador central, o que ele acrescenta de espaço plantado para a cidade é pouco relevante, mas se a câmara intervier noutros 40 ou 50 hectares contíguos já não é nada irrelevante.
    Basearam o projecto noutro já existente?
    Não, apesar de estarmos em rede e de termos encontrados outros projectos noutras cidades em que os separadores centrais de vias rápidas foram arborizados.
    O professor do Instituto Superior Técnico Luís Picado dos Santos duvida que, “com uma intervenção quase paisagística, se consiga resolver os problemas actuais de uma via como esta, que tem características sobretudo pendulares”. Como comenta?
    As nossas competências para discutir tráfego são escassas. Há uma coisa que eu sei, não temos nada a perder. Só a ganhar. De uma intervenção que ia ser feita para melhorar os pavimentos sai uma transformação da via num cenário bastante mais aprazível para quem a usa e para todos os habitantes da envolvente. Há ainda o acrescento de 1,5 hectares de árvores e arbustos e isso é bom. Chamar a isso meramente “paisagístico”, não sei o que quer dizer. É bom que a cidade tenha mais zonas naturais, que fique mais bela. Isso é óptimo.
    Ao aceitarem este projecto com os riscos inerentes, não temem que vos "fique agarrado a pele" se se concluir que foi um falhanço?
    Não sei o que é isso do risco. Trabalhamos sempre da mesma maneira. Se alguma vez pensamos que o projecto seria tão escrutinado? Não nos passou pela cabeça, mas não vemos nenhum risco.


    Veja também:


    IN: http://rr.sapo.pt/noticia/45376

    Ou seja, querem transformar a 2ª Circular no que ela não é, não foi pensada para tal, não é vista como "rua" e não serve esse propósito.
    Uma estrada que recebe/distribui N auto-estradas. Ora se o gabinete de arquitectos que fez o belo (NOT!) trabalho de desenho da coisa, não defendesse o trabalho, não sei quem o faria.


    Edd

  4. #124
    Piloto de Kart
    Data de Registo
    Apr 2012
    Posts
    83

    Por Defeito

    12 milhões para melhorar percepções... Melhorar realmente a fluidez do trânsito fica para depois.

    Estou para ver como é que vão ficar depois os acessos ao IC17 que supostamente se pretende que seja a via principal para o trânsito que atravessa a cidade. Deviam alterar os acessos e a A1 e o IC19 deviam desembocar directamente no IC17 ou pelo menos a saída ter 2 vias de acesso e não apenas uma que gera sempre demoras em algo que devia ser rápido...

  5. #125
    Piloto de Fórmula 1 LuisMiguel's Avatar
    Data de Registo
    Jan 2003
    Posts
    18,783

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Eddy Ver Post
    "Não temos nada a perder com as mudanças na 2ª Circular. Só a ganhar"




    IN: http://rr.sapo.pt/noticia/45376

    Ou seja, querem transformar a 2ª Circular no que ela não é, não foi pensada para tal, não é vista como "rua" e não serve esse propósito.
    Uma estrada que recebe/distribui N auto-estradas. Ora se o gabinete de arquitectos que fez o belo (NOT!) trabalho de desenho da coisa, não defendesse o trabalho, não sei quem o faria.


    Edd
    Esta parte deixa o projeto bem apresentado:

    O professor do Instituto Superior Técnico Luís Picado dos Santos duvida que, “com uma intervenção quase paisagística, se consiga resolver os problemas actuais de uma via como esta, que tem características sobretudo pendulares”. Como comenta?
    As nossas competências para discutir tráfego são escassas.

  6. #126
    Piloto de Kart
    Data de Registo
    Jan 2004
    Localização
    Lisboa, Portugal.
    Posts
    489

    Por Defeito

    O excesso de tráfego da 2ª circular resolve-se muito facilmente, mete-se portagem e depois dá para fazer piqueniques no asfalto!

  7. #127
    Piloto de Rallye Eddy's Avatar
    Data de Registo
    Jan 2007
    Localização
    Este post não respeita o [des]acordo ortográfico, qq semelhança é erro ortográfico / gramatical.
    Posts
    10,909

    Por Defeito

    Acho que já toda a gente percebeu que eles querem afastar o tráfego para a CRIL, CREL e Eixo sem qualquer preparação dessas mesmas estradas para tal!
    Até já estou a ver os pórticos de portagem a surgir na CRIL, Eixo e 2ª circular... Não sem antes colocar alguns na A1 entre Alverca e Lisboa.

    A maravilha de chular dinheiro a quem precisa de trabalhar (realmente), é desmesurada e a imaginação sem limites.
    Já Einstein dizia: "(...) só há duas coisas infinitas (...) e quanto ao Universo não tenho muitas certezas!".


    Esta frase também é maravilhosa...
    A redução de trânsito que está prevista é amigável porque se baseia no princípio de que ao diminuir a velocidade as pessoas optam por outras vias, como a CRIL. Não o faziam antes porque a velocidade permitida numa e noutra era idêntica.

    Ahhh , Não! Escolhem em estilo aleatório e dependente do local origem e para onde se dirigem? Dizer que a CRIL é a mesma coisa e pode substituir a 2ª Circular só para um gajo que more em Trás-os-Montes de 99 anos que veio uma vez a Lisboa.


    Edd

  8. #128
    Piloto de Fórmula 1 bg2's Avatar
    Data de Registo
    Jan 2006
    Localização
    , , .
    Posts
    15,393

    Por Defeito

    essa entrevista é assustadora.

    e assim se fatura dinheiro á CM lisboa.

  9. #129
    Piloto de Troféu ShakesBeer's Avatar
    Data de Registo
    Feb 2012
    Localização
    Lisboa
    Posts
    6,796

    Por Defeito

    Que anedota..

  10. #130
    Piloto de Provas de Perícia
    Data de Registo
    Jul 2015
    Posts
    902

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Eddy Ver Post
    Numa cidade/país em que nem as faixas BUS são respeitadas, o que é que os iluminados dos génios no alto das suas cadeiras sem conhecerem o Mundo real fazem?
    Criam uma faixa de "aceleração / saída" na 2ª Circular...!


    Edd
    Na realidade é uma boa ideia. Na prática muita gente já evita a via da direita quando não pretende sair proximamente, apesar de o código só o permitir em situações de trânsito intenso.

    Com esta regra passa-se a utilizar mais eficientemente as várias vias, incentivando o uso das vias da esquerda e deixando a da direita mais disponível para quem quer entrar ou sair e que tendencialmente circula mais devagar, facilitando as entradas.



    Citação Originalmente Colocado por JGTB Ver Post
    Andar de transportes todos os dias é bastante complicado porque funcionam mal. Alguém que more em Oeiras e trabalhe no parque das nações precisa de cerca de 1:30h... em cada sentido. Isto, claro, se morar perto de uma estação e se o local de trabalho for perto do Oriente. Caso contrário, é mais.
    Faz algum sentido a linha de comboio não ir direta de cascais à zona oriental de Lisboa?

    Claro que depois as pessoas começam a querer levar o carro para todo o lado. Logo, a 2ª Circular está sempre toda entupida. Como eu também já tinha dito aqui, a solução mais viável passa mesmo pela retirada das portagens da CREL. Só assim se consegue convencer alguém a utilizar tal via.

    Lisboa é uma cidade com uma densidade peculiar, por isso a solução passará sempre por gastar muito dinheiro numa reformulação de várias coisas.
    Não vejo porque haveriam de retirar as portagens da CREL depois de terem metido portagens em tudo o que era SCUT. Seria abrir um precedente.

  11. #131
    Piloto de Rallye Eddy's Avatar
    Data de Registo
    Jan 2007
    Localização
    Este post não respeita o [des]acordo ortográfico, qq semelhança é erro ortográfico / gramatical.
    Posts
    10,909

    Por Defeito

    Já está acessível as recomendações?


    Edd

  12. #132
    Piloto de Rallye Eddy's Avatar
    Data de Registo
    Jan 2007
    Localização
    Este post não respeita o [des]acordo ortográfico, qq semelhança é erro ortográfico / gramatical.
    Posts
    10,909

    Por Defeito

    Vamos lá animar Lisboa que isto está muito parado!!!

    Trânsito condicionado no Marquês de Pombal a partir de hoje
    O trânsito estará condicionado na Rotunda do Marquês de Pombal, em Lisboa, entre quarta-feira e o dia 25 de Fevereiro, devido a obras, anunciou a Câmara Municipal.

    Em comunicado, a autarquia adianta que, “devido a obras de reparação de um colector no anel exterior da Rotunda do Marquês de Pombal, entre a Rua Braancamp e a Rua Joaquim António de Aguiar, aquele troço da rotunda estará sujeito a condicionamentos de trânsito entre 17 e 25 de fevereiro, sem que ocorra interrupção total da circulação”.
    As alterações e respectivos desvios de trânsito serão coordenados no local pelas forças policiais.
    http://economico.sapo.pt/noticias/tr...je_242786.html


    Como se ninguém tivesse previsto que não havia escoamento suficiente.



    Obras na Avenida da República avançam em Março. Problemas no trânsito até 2017
    O alargamento dos passeios e a instalação de ciclovias são algumas das mudanças planeadas

    As obras de requalificação do eixo Entrecampos-Marquês de Pombal, que abrange a Avenida da República, a Praça Duque de Saldanha e a Avenida Fontes Pereira de Melo, devem arrancar já a meio do próximo mês e vão prolongar-se durante todo o ano de 2016. Essa é, pelo menos, a expectativa do vereador do Urbanismo na Câmara Municipal de Lisboa (CML), Manuel Salgado (PS), que reconhece que os trabalhos causarão "constrangimentos" na circulação de carros naquela que é uma das zonas mais movimentadas da capital.
    O alargamento dos passeios e a instalação de ciclovias são algumas das intervenções incluídas na obra, que se prevê que custe 7,5 milhões de euros (com IVA) e cuja adjudicação é debatida e votada amanhã em reunião privada do executivo. O projeto foi divulgado em setembro, aquando da discussão na autarquia do lançamento do concurso público para o chamado eixo central: hoje dominado pelos carros, previa-se então que, finda a intervenção, Picoas e Saldanha tivessem sido transformadas em verdadeiras praças abertas a lisboetas e turistas e as avenidas da República e Fontes Pereira de Melo tivessem ganho uma ciclovia em cada sentido e passeios mais largos. Cinco meses depois, o essencial da iniciativa mantém-se, mas há alterações.

    Desde logo, adianta Manuel Salgado, na dimensão das vias rodoviárias da Avenida Fontes Pereira de Melo, que serão afinal mais largas do que fora previsto inicialmente. Já na Avenida da República, a ciclovia ficará, em cada sentido, "entalada" entre o separador que divide o corredor central do lateral e o estacionamento. Simultaneamente, será aumentado o número de lugares disponíveis para cargas e descargas.
    Menos estacionamento
    No final, o que é hoje território dos automóveis terá mais espaço para qualquer pessoa desfrutar da cidade numa esplanada, pedalar ou caminhar. O cenário repete-se na Praça Duque de Saldanha, onde, de acordo com a apresentação do projeto, deixará de ser possível transitar de automóvel junto aos prédios e passará a existir uma rotunda interior, de menor dimensão, semelhante à atual, e nas Picoas, onde os carros passarão a transitar apenas no corredor central da Avenida Fontes Pereira de Melo, que manterá as três vias. Estas duas intervenções inserem-se no programa Uma Praça em Cada Bairro, uma iniciativa que visa converter 30 artérias da capital em locais de convívio ao ar livre.
    A intervenção no eixo central, que prevê ainda a plantação de árvores, tem causado controvérsia, primeiro por, no âmbito da apresentação inicial da requalificação do Saldanha e das Picoas, o município não ter referido que pretendia alterar também a configuração das avenidas da República e Fontes Pereira de Melo, e depois devido à perda do número de lugares de estacionamento. Ao todo, segundo os dados disponíveis no site da CML, deverão existir, à superfície, menos 300 espaços para parar. O objetivo, confirma o autarca, é que esta perda seja compensada com lugares em parques cobertos, a "preços mais acessíveis [para residentes] do que aqueles que existem hoje". "Estamos em contacto com os vários operadores dos parques privados existentes na envolvente", assegura Manuel Salgado. A garantia não satisfaz o presidente da Associação de Moradores das Avenidas Novas, José Soares, que gostaria de ter uma alternativa antes de as obras terem início.
    A previsão é de que os trabalhos comecem entre meados do próximo mês e o início do mês de abril. O investimento será de 7,5 milhões de euros (com IVA), menos do que o custo máximo definido no concurso público - 9,4 milhões (sem IVA). Igualmente inferior ao que se falara inicialmente é o prazo de execução previsto: nove e não 12 meses.
    A obra realizar-se-á em três frentes simultâneas, sendo primeiramente intervencionado, em cada uma, o separador central e só depois os passeios (ver infografia). A Praça Duque de Saldanha será a última a ser concluída, no início de 2017. O faseamento, sublinha Manuel Salgado, permitirá que os "constrangimentos" ao trânsito sejam de menor dimensão, sem que, no entanto, se deixem de fazer sentir. O túnel do Rego, a Avenida 5 de Outubro e a Defensores de Chaves são as alternativas. A circulação automóvel nunca será cortada.
    http://www.dn.pt/sociedade/interior/...7-5031385.html

    O cerco aperta-se em Lisboa!
    Depois querem que as pessoas vão às compras... e admiram-se das cidades morrerem, em sentido contrário aos centros comerciais.


    Edd

  13. #133
    Banido neumon's Avatar
    Data de Registo
    Jul 2014
    Localização
    Segundo o eblase, o Pokemon Guy
    Posts
    3,426

    Por Defeito

    Faziam bem era se concluíssem a porcaria das obras que começam, a rotunda do areeiro está num estado lastimável à não sei quanto tempo

  14. #134
    Piloto de Testes omnibus's Avatar
    Data de Registo
    Feb 2015
    Posts
    4,391

    Por Defeito

    Avanço aqui com o andamento da Av. Praia da Vitória (saldanha) que já está quase quase no seu troço junto ao metro, no lado Este da rotunda.

    A Avenida passa a não ter saída para a rotunda, o passeio foi alargado, sendo metade calçada portuguesa, metade lajes brancas.
    O estranho é a largura do alcatrão, uma carrinha de 9 lugares tem, não mais de 50cms de cada lado.

    Eu acho que nem o autocarro do lixo passará ali, quanto mais camiões de entregas de produtos....

  15. #135
    Piloto de Testes
    Data de Registo
    Nov 2010
    Localização
    Lx
    Posts
    3,193

    Por Defeito

    Eu nem quero pensar no trânsito que irá ficar na 2 circular quando começar as obras...

  16. #136
    Piloto de Rallye Eddy's Avatar
    Data de Registo
    Jan 2007
    Localização
    Este post não respeita o [des]acordo ortográfico, qq semelhança é erro ortográfico / gramatical.
    Posts
    10,909

    Por Defeito

    Câmara de Lisboa altera projecto da 2ª Circular

    A Câmara de Lisboa volta a debater na quarta-feira a requalificação da Segunda Circular, projecto que surge com algumas alterações e "melhorias" após apreciação pública e cujo orçamento passou de 10 para 13 milhões de euros. De acordo com a proposta assinada pelo vereador das Obras Municipais, Manuel Salgado, entre as principais alterações está a "substituição das espécies arbóreas a plantar no separador central na proximidade do Aeroporto", optando-se antes por freixos, espécie de porte médio que pode atingir os 25 metros. Anteriormente, previa-se que grande parte das árvores fosse da espécie lódão, com folha caduca e copa redonda e que alcança os 30 metros.
    Está também em causa o alargamento do separador central (mas para a extensão mínima possível em cada zona), a aplicação de um "sistema de retenção de veículos", a introdução de guardas de segurança para diminuir o "risco de 'galgamento'" e de "colisão com as árvores" e a criação de "zonas de transição com uma extensão desejável" nos acessos da A1 (Auto-estrada do Norte) e IC19 (Itinerário Complementar) à Segunda Circular.
    Paralelamente, a autarquia quer "melhorar a velocidade comercial dos autocarros", através de vias prioritárias nos ramos do Campo Grande e junto ao Estádio da Luz e do reforço da prioridade destes veículos, e ainda reforçar o número de "passadeiras pedonais desniveladas", explica Manuel Salgado no documento, a que a agência Lusa teve hoje acesso.
    A proposta da maioria PS na Câmara de Lisboa, que visa aumentar a segurança rodoviária, a fluidez e a qualidade ambiental, já foi apreciada pelo executivo em Dezembro passado, mas a oposição pediu o seu adiamento de forma a ouvir a população.
    O projecto esteve em consulta pública entre 23 de Dezembro e 29 de Janeiro – tendo havido 400 pronúncias – e foi analisado em debates públicos, um dos quais promovido pela Assembleia Municipal de Lisboa (AML), que também fez várias sugestões.
    A AML chegou a propor a substituição das árvores previstas por arbustos, por esta ter sido uma das questões mais polémicas devido à segurança aeronáutica.
    Relativamente a essa área, "foi possível encontrar soluções técnicas que respondam de forma eficaz à preocupação expressa quanto aos riscos de 'bird strikes' [colisão entre pássaros e aeronaves]" e ao plano de emergência do aeroporto", adianta Manuel Salgado, sem especificar.
    Já no início deste mês, a autarquia tinha garantido que iria aplicar um plano de controlo da avifauna próxima do aeroporto para minorar potenciais riscos para a aviação, segundo uma decisão transmitida ao gabinete que investiga acidentes aéreos.
    A proposta que será apreciada na reunião privada de quarta-feira inclui também a "implementação das propostas apresentadas ao Instituto da Mobilidade e dos Transportes e à Infraestruturas de Portugal para a reformulação dos nós da Buraca e de Sacavém", de forma a "reduzir alguns dos principais constrangimentos actualmente existentes nos movimentos de saída da Segunda Circular e facilitar o encaminhamento do tráfego para a CRIL [Circular Regional Interior de Lisboa]".
    "Na sequência deste processo participativo […] e à luz dos contributos recolhidos, foi alterado o projecto, tendo sido introduzidas melhorias", vinca Manuel Salgado.
    Por isso, a Câmara quer um concurso público com publicidade internacional de quase 13 milhões de euros (incluindo o Imposto sobre o Valor Acrescentado), investimento que, na proposta inicial, rondava os 10 milhões.
    Também o prazo da obra – que deve ter início em Junho - passou de 10 para oito meses.
    Continua a prever-se a reformulação de nós de acesso, a redução da velocidade de 80 para 60 quilómetros/hora, a diminuição da largura da via em alguns locais, a montagem de barreiras acústicas, a reabilitação da drenagem e do piso e a renovação de sinais e iluminação.
    Inicialmente, o município previa 500 árvores ao longo do separador central e cerca de 7.500 na área envolvente à via. Na actual proposta, não está indicado o número de árvores a plantar.
    IN: http://economico.sapo.pt/noticias/ca...ar_244721.html


    Ressalvemos esta parte: Orçamento passou de 10 para 13 milhões de euros.
    Ainda nem a obra começou e já conseguiu derrapar! Como é que é possível?
    Só neste país.


    Edd

  17. #137
    Piloto de Testes omnibus's Avatar
    Data de Registo
    Feb 2015
    Posts
    4,391

    Por Defeito

    Se calhar vão mandar vir pinheiros da Lapónia para embelezar a via...

  18. #138
    Piloto de Provas de Perícia
    Data de Registo
    Sep 2008
    Posts
    898

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Eddy Ver Post
    Ainda nem a obra começou e já conseguiu derrapar! Como é que é possível?
    Mas supostamente vai demorar menos 2 meses, será?! Cá estarei para ver

  19. #139
    Piloto de Rallye Eddy's Avatar
    Data de Registo
    Jan 2007
    Localização
    Este post não respeita o [des]acordo ortográfico, qq semelhança é erro ortográfico / gramatical.
    Posts
    10,909

    Por Defeito

    Também não entendo a necessidade de árvores de 25 e 30 metros...!
    Algo com 5 metros no máximos devia chegar e as raízes iriam fazer muito menos estragos no piso mas, "prontes" como isto é um projecto altamente estruturante e com um impacto imenso na vida da cidade nada como uma equipa de arquitectos paisagísticos para o fazer.

    A única analogia que me lembra é algo do tipo: preciso de refazer a cablagem eléctrica cá em casa, vou ali falar com o Ti Manel que ele concerta esquentadores para vir cá dar um jeito.


    Edd

  20. #140
    Piloto de Testes
    Data de Registo
    Sep 2004
    Localização
    , , .
    Posts
    1,572

    Por Defeito

    Todo o projecto é uma ideia de merd*, e mais não digo...

  21. #141
    Piloto Lendário JGTB's Avatar
    Data de Registo
    Jan 2005
    Localização
    Mesmo à tua frente
    Posts
    36,104

    Por Defeito

    A parte da reformulação dos nós é uma das mais importantes, mas a verdade é que as indicações são totalmente vagas. Falam em reformular, mas não explicam o que vão fazer. Espero que a mudança não seja para pior.

    As parte que incluem a renovação do pavimento, do sistema de drenagem e da iluminação são mesmo vitais. Estava mais do que na hora.

    Em relação às árvores, não me choca. Pode ser que torne a zona um pouco mais agradável.

  22. #142
    Piloto de Rallye Eddy's Avatar
    Data de Registo
    Jan 2007
    Localização
    Este post não respeita o [des]acordo ortográfico, qq semelhança é erro ortográfico / gramatical.
    Posts
    10,909

    Por Defeito

    Mas J,
    A parte da re-pavimentação, drenagem e iluminação só um cego é que não via que era necessário!

    As árvores, será que precisamos mesmo de espécies com 25 a 30m? Se eles nem dos arbustos que lá estão tomam conta!?!?


    Edd

  23. #143
    Piloto de Provas de Perícia BlackKnight's Avatar
    Data de Registo
    Jul 2007
    Localização
    por montes e vales....
    Posts
    996

    Por Defeito Tópico da Segunda Circular - Lisboa

    Obras na Segunda Circular arrancam imediatamente
    O vereador do Urbanismo da Câmara de Lisboa anunciou ontem que as obras na Segunda Circular, divididas em dois troços, vão “começar imediatamente”, estimando que a segunda empreitada, de maior dimensão, se inicie em agosto.

    A primeira intervenção é no troço entre a Avenida de Berlim e a entrada norte na cidade de Lisboa, cerca de três quilómetros, e está orçada em 750 mil euros e tem um prazo máximo de 90 dias.


    http://sol.sapo.pt/noticia/511533/ob...-imediatamente

  24. #144
    Piloto Lendário MetalKing's Avatar
    Data de Registo
    Feb 2007
    Localização
    Por aqui e acoli...
    Posts
    51,918

    Por Defeito

    Vê-se logo que estamos em vésperas de ano de eleições autárquicas.

    Está impossível andar em Lisboa, visto que decidiram fazer as obras todas ao mesmo tempo.

    Ainda ontem, passei por dois locais, que não sabia que estavam em obras.

    Actualmente, temos obras em:
    - Avenida da República/Saldanha/Av. Fontes Pereira de Melo;
    - campo das cebolas;
    - Avenida 24 de Julho;
    - praça 25 de Abril/Rua de Cintura do porto de Lisboa;
    - Cais do Sodré/praça Duque da Terceira/ Avenida Ribeira das Naus - estas parecem as obras de santa Engrácia, atendendo ao tempo que já decorrem -;
    - Rua 1º de Maio/santo Amaro;

    A estas vão-se juntar as da 2ª Circular.

  25. #145
    Banido neumon's Avatar
    Data de Registo
    Jul 2014
    Localização
    Segundo o eblase, o Pokemon Guy
    Posts
    3,426

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por BlackKnight Ver Post
    Obras na Segunda Circular arrancam imediatamente
    O vereador do Urbanismo da Câmara de Lisboa anunciou ontem que as obras na Segunda Circular, divididas em dois troços, vão “começar imediatamente”, estimando que a segunda empreitada, de maior dimensão, se inicie em agosto.

    A primeira intervenção é no troço entre a Avenida de Berlim e a entrada norte na cidade de Lisboa, cerca de três quilómetros, e está orçada em 750 mil euros e tem um prazo máximo de 90 dias.

    Que burros

    Vão começar as obras no mês em que as pessoas começam a voltar de férias

  26. #146
    Piloto de Kart
    Data de Registo
    Oct 2015
    Posts
    129

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por neumon Ver Post
    Que burros

    Vão começar as obras no mês em que as pessoas começam a voltar de férias
    As pessoas costumam e ir de férias em Agosto...
    Última edição por landsoul : 26-05-16 às 14:30:28

  27. #147
    Piloto Lendário MetalKing's Avatar
    Data de Registo
    Feb 2007
    Localização
    Por aqui e acoli...
    Posts
    51,918

    Por Defeito

    Já não falta tudo para haver sombra para se fazer os piqueniques no separador central.








  28. #148
    Piloto de Testes omnibus's Avatar
    Data de Registo
    Feb 2015
    Posts
    4,391

    Por Defeito

    e depois, quando estiveres no engarrafamento, podes "colher" uns caracois, com sorte até pina manique ainda consegues ferver uma água!

  29. #149
    Piloto de Testes afc's Avatar
    Data de Registo
    Jan 2013
    Posts
    4,212

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por MetalKing Ver Post
    Vê-se logo que estamos em vésperas de ano de eleições autárquicas.

    ...

    Check

    Já se começam a ver as ruazitas nas terrinhas a serem alcatroadas

  30. #150
    Piloto de Fórmula 1 Pastis's Avatar
    Data de Registo
    Jan 2010
    Localização
    葡萄牙
    Posts
    16,923

    Por Defeito

    é oficial: começou esta noite o pesadelo. Já estão a encolher na zona da escola de comunicação social.

    Boa sorte aos desgraçados que não têm alternativas...

Regras de Colocação

  • Não pode criar tópicos
  • Não pode responder
  • Não pode colocar anexos
  • Não pode editar os seus posts
  •  

A Motorpress Lisboa S.A. não pode ser responsabilizada pelas opiniões, imagens, links ou outros conteúdos submetidos pelos utilizadores deste Fórum.
Este Website encontra-se registado na Comissão Nacional de Protecção de Dados.