Cancelamento de matricula
 Rede MPL:
A mostrar resultados 1 para 18 de 18

Título: Cancelamento de matricula

  1. #1
    Piloto de Kart Sigh's Avatar
    Data de Registo
    Jun 2010
    Localização
    Ilhavo
    Posts
    158

    Por Defeito Cancelamento de matricula

    Olá a todos,

    Queria saber o que posso fazer neste caso, e se o cancelamento de matricula é o mais indicado. Passo a explicar:

    Há 5 anos comprei um carro num stand de usados e dei o meu à troca, onde deixei uma declaração de compra e venda assinada, para a posterior venda pelo stand.

    Ontem recebi um postal de um centro de inspeçoes relativo à matricula do carro que dei à troca, o que me deixou de pé atras.

    Fui verificar no site das finanças e está lá ainda a matricula do carro agregado ao meu numero fiscal o que me leva a pensar que o novo dono do carro nao alterou o registo de propriedade para seu nome.

    Ora, pedi a uma amiga que trabalha em seguros para me facultar, se fosse possivel, o nome do tomador do seguro afim de falar com a pessoa.

    Se nada se alterar, tenho que pedir o cancelamento da matricula certo? O que preciso fazer? Quais as implicações desse acto?


  2. #2
    Piloto de Testes
    Data de Registo
    Mar 2009
    Localização
    Coimbra
    Posts
    2,231

    Por Defeito

    O postal do centro de inspecções não significa nada. E o site das finanças também não é 100% fiável.

    Verifica aqui:

    - ISP - Apoio ao Consumidor
    - Instituto da Mobilidade e* dos Transportes Terrestres

  3. #3
    Piloto de Kart Sigh's Avatar
    Data de Registo
    Jun 2010
    Localização
    Ilhavo
    Posts
    158

    Por Defeito

    Não significa nada, mas é o suficiente para desconfiar, e como posso ter problemas se for verdade, prefiro agir pelo seguro.

    Esses links apenas me dizem que 1º tem seguro, e 2º que a matricula não foi cancelada, portanto continuo na mesma...

  4. #4
    Piloto de Testes
    Data de Registo
    Mar 2009
    Localização
    Coimbra
    Posts
    2,231

    Por Defeito

    Se os links APENAS te dizem que o veículo tem seguro e a matrícula está activa, continuas na mesma?

  5. #5
    Piloto de Kart Sigh's Avatar
    Data de Registo
    Jun 2010
    Localização
    Ilhavo
    Posts
    158

    Por Defeito

    Não tou a perceber...

    Ele tem seguro e tem matricula activa. O que tem? Pode continuar em meu nome certo? Esse é que é o problema.

  6. #6
    Piloto de Troféu rucsantos's Avatar
    Data de Registo
    Feb 2008
    Localização
    Coimbra/Lisboa
    Posts
    6,989

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Sigh Ver Post
    Olá a todos,

    Queria saber o que posso fazer neste caso, e se o cancelamento de matricula é o mais indicado. Passo a explicar:

    Há 5 anos comprei um carro num stand de usados e dei o meu à troca, onde deixei uma declaração de compra e venda assinada, para a posterior venda pelo stand.

    Ontem recebi um postal de um centro de inspeçoes relativo à matricula do carro que dei à troca, o que me deixou de pé atras.

    Fui verificar no site das finanças e está lá ainda a matricula do carro agregado ao meu numero fiscal o que me leva a pensar que o novo dono do carro nao alterou o registo de propriedade para seu nome.

    Ora, pedi a uma amiga que trabalha em seguros para me facultar, se fosse possivel, o nome do tomador do seguro afim de falar com a pessoa.

    Se nada se alterar, tenho que pedir o cancelamento da matricula certo? O que preciso fazer? Quais as implicações desse acto?
    Mais um !

    Quando entregaste o carro ao stand devias ter ficado com uma cópia da declaração de venda devidamente assinada por ambas as partes e com a data da transacção.
    Tinhas o dever de comunicar a venda por carta à antiga DGV e à Conservatória do Registo Automóvel no prazo de 30 dias ( artigo 118, nº 3 do C.E. , punido co coima de 120 €.
    deves no mais curto espaço de tempo solicitar a apreensão administrativa do carro em questão e dar "baixa" dele nas finaças por causa do IUC.
    Neste espaço de tempo , o carro em questão pode ter tido inumeras infracções de trãnsito sem que o condutor tenbha sido identificado no local e as mesmas irão para a morada do proprietário que consta no registo da conservatória. Além disso pode ter sido usado para cometer crimes e se ainda estiver em teu nome podes ter a certeza que vais ser chamado para prestar declarações sobre um carro que já não te pertence.
    Manda PM com a matrícula e eu vejo amanhã em nome de que está registado.

  7. #7
    Piloto de Kart Sigh's Avatar
    Data de Registo
    Jun 2010
    Localização
    Ilhavo
    Posts
    158

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por rucsantos Ver Post
    Mais um !

    Quando entregaste o carro ao stand devias ter ficado com uma cópia da declaração de venda devidamente assinada por ambas as partes e com a data da transacção.
    Tinhas o dever de comunicar a venda por carta à antiga DGV e à Conservatória do Registo Automóvel no prazo de 30 dias ( artigo 118, nº 3 do C.E. , punido co coima de 120 €.
    deves no mais curto espaço de tempo solicitar a apreensão administrativa do carro em questão e dar "baixa" dele nas finaças por causa do IUC.
    Neste espaço de tempo , o carro em questão pode ter tido inumeras infracções de trãnsito sem que o condutor tenbha sido identificado no local e as mesmas irão para a morada do proprietário que consta no registo da conservatória. Além disso pode ter sido usado para cometer crimes e se ainda estiver em teu nome podes ter a certeza que vais ser chamado para prestar declarações sobre um carro que já não te pertence.
    Manda PM com a matrícula e eu vejo amanhã em nome de que está registado.
    Pois, eu sei que não agi conforme tinha que agir, mas agora tenho que remediar... mea culpa.

    Obrigado pelo esclarecimento, e tens PM.

  8. #8
    Piloto de Testes offpring's Avatar
    Data de Registo
    May 2004
    Localização
    hollywood, , Virgin Islands (United Kingdom).
    Posts
    3,954

    Por Defeito

    uma pregunta se o carro, já não aparece no site das finanças, quer dizer que já não á qualquer ligação com o carro ?? é que á varios anos vendi um carro, mandei cancelar a viatura, mas no site das matriculas, não aparece como cancelado, no entanto já não aparece asociado a mim no site das finanças.

  9. #9
    Piloto de Troféu rucsantos's Avatar
    Data de Registo
    Feb 2008
    Localização
    Coimbra/Lisboa
    Posts
    6,989

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por offpring Ver Post
    uma pregunta se o carro, já não aparece no site das finanças, quer dizer que já não á qualquer ligação com o carro ?? é que á varios anos vendi um carro, mandei cancelar a viatura, mas no site das matriculas, não aparece como cancelado, no entanto já não aparece asociado a mim no site das finanças.

    O memso poderá estar ainda em teu nome por exemplo e não aparecer cancelada por quarquer motivo, extravio confusão com outra matrícula, etc.

  10. #10
    Banido Banusinho's Avatar
    Data de Registo
    Aug 2010
    Posts
    3,505

    Por Defeito

    Contacta o imtt, e ficas logo a saber

  11. #11
    Chefe de Equipa MrsX's Avatar
    Data de Registo
    Nov 2007
    Posts
    28,916

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por offpring Ver Post
    uma pregunta se o carro, já não aparece no site das finanças, quer dizer que já não á qualquer ligação com o carro ?? é que á varios anos vendi um carro, mandei cancelar a viatura, mas no site das matriculas, não aparece como cancelado, no entanto já não aparece asociado a mim no site das finanças.
    Vendes um carro e cancelas a matrícula do mesmo???? Se mandaste cancelar por falta de regularização de propriedade é provável que a pessoa que o comprou já a tenha regularizado.

  12. #12
    Chefe de Equipa MrsX's Avatar
    Data de Registo
    Nov 2007
    Posts
    28,916

    Por Defeito

    Post duplicado.
    Última edição por MrsX : 08-08-11 às 15:57:07

  13. #13
    Piloto de Kart Sigh's Avatar
    Data de Registo
    Jun 2010
    Localização
    Ilhavo
    Posts
    158

    Por Defeito

    Procedi ao pedido de apreensão de documentos no IMTT, e apartir dessa data tenho esse mesmo pedido para me ilibar de qq multa, acidente, etc.. que possa advir desse carro, mas o mesmo continua agregado ao meu NIF para pagamento do IC.
    Como é que eu posso desvincular esse carro do meu NIF para deixar de pagar o IC? É que segundo me disseram no IMTT, só com o pedido de apreensão dos documentos não dá....

  14. #14
    Piloto de Troféu rucsantos's Avatar
    Data de Registo
    Feb 2008
    Localização
    Coimbra/Lisboa
    Posts
    6,989

    Por Defeito

    Vai às finanças da tua área e pergunta.

  15. #15
    Piloto de Kart
    Data de Registo
    Jan 2005
    Localização
    Lisboa, , Portugal.
    Posts
    277

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Sigh Ver Post
    Procedi ao pedido de apreensão de documentos no IMTT, e apartir dessa data tenho esse mesmo pedido para me ilibar de qq multa, acidente, etc.. que possa advir desse carro, mas o mesmo continua agregado ao meu NIF para pagamento do IC.
    Como é que eu posso desvincular esse carro do meu NIF para deixar de pagar o IC? É que segundo me disseram no IMTT, só com o pedido de apreensão dos documentos não dá....
    Caros amigos,

    Hj tb eu vinha aqui colocar esta questão, pois, tb comigo aconteceu esta situação..ou seja,.. vendi um automóvel, o comprador assinou a declaração de compra e venda e fiquei com cópia de toda a documentação dele e do automóvel, assim como da respectiva declaração.

    Dado que dois meses depois da venda o comprador ainda não tinha regularizado a propriedade do veículo, dirigi-me aos serviços do IMTT na loja do cidadão para proceder à apreensão administrativa do veículo, tendo aproveitado inclusivé para perguntar à funcionária do IMTT àcerca do IUC, dado que o carro ficaria registado em minha propriedade até que o comprador a regularizasse (independentemente de ter ou não solicitado a apreensão administrativa do veículo).
    Na altura a funcionária indicou-me que teria que informar as finanças enviando toda a documentação comprovativa da solicitação da apreensão administrattiva.

    Assim fiz e recebi ontem a resposta da DGCI, a qual passo a citar:

    "Boa tarde.


    Em resposta ao solicitado, informa-se que a base de dados da DGCI é actualizada com o envio de ficheiro por parte do IMTT e Conservatória do Registo Automóvel.


    O IUC é devido pela propriedade (registo Conservatória), independentemente do seu uso ou fruição e até ao cancelamento da matrícula

    [CÓDIGO DO IMPOSTO ÚNICO DE CIRCULAÇÃO]

    (...)

    Artigo 4.º
    Incidência temporal


    1 - O imposto único de circulação é de periodicidade anual, sendo devido por inteiro em cada ano a que respeita.
    2 - O período de tributação corresponde ao ano que se inicia na data da matrícula ou em cada um dos seus aniversários, relativamente aos veículos das categorias A, B, C, D e E, e ao ano civil, relativamente aos veículos das categorias F e G.
    3 - O imposto incidente sobre os veículos da categoria A, B, C, D e E é devido até ao cancelamento da matrícula em virtude de abate efectuado nos termos da lei.


    Matrículas canceladas na base de dados do IMTT:
    A matrícula 'XX-XX-XX' não foi cancelada."


    Hoje contactei por telefone o IMTT (número verde, pelo que penso que fossem os serviços centrais) e a resposta que me foi dada pelos mesmos foi que o "IMTT já fez o que poderia fazer... ou seja, notificou as autoridades para apreenderem o veículo caso o mesmo seja visto em circulação, pelo que, até que isso aconteça quem terá que suportar o IUC terá que ser o actual proprietário".

    Bem.. perante isto fiquei incrédulo, dado ter a documentação assinada que comprova que dada pessoa me adquiriu o veículo, e, mesmo assim, nada me podem fazer para resolver a situação...
    Para além disso, se estiver à espera das autoridades, mais vale ficar sentado...


    Para mim parece-me completamente ridículo, mas pronto, vou ver se volto a contactar o IMTT para ver se apanho alguém que me dê uma 2ª opinião pois esta não me satisfez e não me parece ter nenhuma lógica.


    Assim que tiver algo de novo, dir-vos-ei.

    Cumps,
    SkElEtIkO
    Última edição por Skeletiko : 11-11-11 às 09:02:07

  16. #16
    Piloto de Troféu rucsantos's Avatar
    Data de Registo
    Feb 2008
    Localização
    Coimbra/Lisboa
    Posts
    6,989

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Skeletiko Ver Post
    Caros amigos,

    Hj tb eu vinha aqui colocar esta questão, pois, tb comigo aconteceu esta situação..ou seja,.. vendi um automóvel, o comprador assinou a declaração de compra e venda e fiquei com cópia de toda a documentação dele e do automóvel, assim como da respectiva declaração.

    Dado que dois meses depois da venda o comprador ainda não tinha regularizado a propriedade do veículo, dirigi-me aos serviços do IMTT na loja do cidadão para proceder à apreensão administrativa do veículo, tendo aproveitado inclusivé para perguntar à funcionária do IMTT àcerca do IUC, dado que o carro ficaria registado em minha propriedade até que o comprador a regularizasse (independentemente de ter solicitado ou não a apreensão administrativa do veículo).
    Na altura a funcionária indicou-me que teria que informar as finanças enviando toda a documentação comprovativa da solicitação da apreensão administrattiva.

    Assim fiz e recebi ontem a resposta da DGCI, a qual passo a citar:

    "Boa tarde.


    Em resposta ao solicitado, informa-se que a base de dados da DGCI é actualizada com o envio de ficheiro por parte do IMTT e Conservatória do Registo Automóvel.


    O IUC é devido pela propriedade (registo Conservatória), independentemente do seu uso ou fruição e até ao cancelamento da matrícula

    [CÓDIGO DO IMPOSTO ÚNICO DE CIRCULAÇÃO]

    (...)

    Artigo 4.º
    Incidência temporal


    1 - O imposto único de circulação é de periodicidade anual, sendo devido por inteiro em cada ano a que respeita.
    2 - O período de tributação corresponde ao ano que se inicia na data da matrícula ou em cada um dos seus aniversários, relativamente aos veículos das categorias A, B, C, D e E, e ao ano civil, relativamente aos veículos das categorias F e G.
    3 - O imposto incidente sobre os veículos da categoria A, B, C, D e E é devido até ao cancelamento da matrícula em virtude de abate efectuado nos termos da lei.


    Matrículas canceladas na base de dados do IMTT:
    A matrícula 'XX-XX-XX' não foi cancelada."


    Hoje contactei por telefone o IMTT (número verde, pelo que penso que fossem os serviços centrais) e a resposta que me foi dada pelos mesmos foi que o "IMTT já fez o que poderia fazer... ou seja, notificou as autoridades para apreenderem o veículo caso o mesmo seja visto em circulação, pelo que, até que isso aconteça quem terá que suportar o IUC terá que ser o actual proprietário".

    Bem.. perante isto fiquei incrédulo, dado ter a documentação assinada que comprova que dada pessoa me adquiriu o veículo, e, mesmo assim, nada me podem fazer para resolver a situação...
    Para além disso, se estiver à espera das autoridades, mais vale ficar sentado...


    Para mim parece-me completamente ridículo, mas pronto, vou ver se volto a contactar o IMTT para ver se apanho alguém que me dê uma 2ª opinião pois esta não me satisfez e não me parece ter nenhuma lógica.


    Assim que tiver algo de novo, dir-vos-ei.

    Cumps,
    SkElEtIkO
    Fizes-te isto?

    Decreto-Lei nº 44/2005 de 23-02-2005
    CÓDIGO DA ESTRADA
    TÍTULO IV - Dos veículos
    CAPÍTULO IV - Matrícula
    ----------
    Artigo 118.º - Identificação do veículo


    1 — Por cada veículo matriculado deve ser emitido um documento destinado a certificar a respectiva matrícula, donde constem as características que o permitam identificar.
    2 — É titular do documento de identificação do veículo a pessoa, singular ou colectiva, em nome da qual o veículo for matriculado e que, na qualidade de proprietária ou a outro título jurídico, dele possa dispor, sendo responsável pela sua circulação.
    3 — O adquirente ou a pessoa a favor de quem seja constituído direito que confira a titularidade do documento de identificação do veículo deve, no prazo de 30 dias a contar da aquisição ou constituição do direito, comunicar tal facto à autoridade competente para a matrícula.
    4 — O vendedor ou a pessoa que, a qualquer título jurídico, transfira para outrem a titularidade de direito sobre o veículo deve comunicar tal facto à autoridade competente para a matrícula, nos termos e no prazo referidos no número anterior, identificando o adquirente ou a pessoa a favor de quem seja constituído o direito.
    5 — No caso de alteração do nome ou da designação social, mudança de residência ou sede, deve o titular do documento de identificação do veículo comunicar essa alteração no prazo de 30 dias à autoridade competente, requerendo o respectivo averbamento.
    6 — Quando o documento de identificação do veículo se extraviar ou se encontrar em estado de conservação que torne ininteligível qualquer indicação ou averbamento, o respectivo titular deve requerer, consoante os casos, o seu duplicado ou a sua substituição.
    7 — Só a autoridade competente para a emissão do documento de identificação do veículo pode nele efectuar qualquer averbamento ou apor carimbo.
    8 — Cada veículo matrículado deve estar provido de chapas com o respectivo número de matrícula, nos termos fixados em regulamento.
    9 — Quem infringir o disposto nos n.ºs 3, 4, 7 e 8 e quem colocar em circulação veículo cujas características não confiram com as mencionadas no documento que o identifica é sancionado com coima de € 120 a € 600, se sanção mais grave não for aplicável por força de outra disposição legal.
    10 — Quem infringir o disposto nos n.ºs 5 e 6 é sancionado com coima de € 30 a € 150.


    Isto aplica-se às duas partes envolvidas. Porventura com esta diligência tinhas o problema resolvido.


    Quanto à apreensão do veículo por parte do IMTT por falta de regularização do registo de propriedade, essa diligência não cancela a matrícula de forma definitiva, ver artigo 119º do C.E., apenas se trata como disse o IMTT de uma apreensão administrativa em que depois é enviado um ofício à PSP/GNR a informar de que a viatura de matrícula X, deve ser apreendida por falta de regularização da propriedade, sendo que estes dados são introduzidos numa base onde se a viatura em questão vier a ser encontrada/fiscalizada se poderá verificar se existe algo contra a mesma.

  17. #17
    Piloto de Kart
    Data de Registo
    Jan 2005
    Localização
    Lisboa, , Portugal.
    Posts
    277

    Thumbs up

    Citação Originalmente Colocado por rucsantos Ver Post
    Fizes-te isto?

    Decreto-Lei nº 44/2005 de 23-02-2005
    CÓDIGO DA ESTRADA
    TÍTULO IV - Dos veículos
    CAPÍTULO IV - Matrícula
    ----------
    Artigo 118.º - Identificação do veículo


    1 — Por cada veículo matriculado deve ser emitido um documento destinado a certificar a respectiva matrícula, donde constem as características que o permitam identificar.
    2 — É titular do documento de identificação do veículo a pessoa, singular ou colectiva, em nome da qual o veículo for matriculado e que, na qualidade de proprietária ou a outro título jurídico, dele possa dispor, sendo responsável pela sua circulação.
    3 — O adquirente ou a pessoa a favor de quem seja constituído direito que confira a titularidade do documento de identificação do veículo deve, no prazo de 30 dias a contar da aquisição ou constituição do direito, comunicar tal facto à autoridade competente para a matrícula.
    4 — O vendedor ou a pessoa que, a qualquer título jurídico, transfira para outrem a titularidade de direito sobre o veículo deve comunicar tal facto à autoridade competente para a matrícula, nos termos e no prazo referidos no número anterior, identificando o adquirente ou a pessoa a favor de quem seja constituído o direito.
    5 — No caso de alteração do nome ou da designação social, mudança de residência ou sede, deve o titular do documento de identificação do veículo comunicar essa alteração no prazo de 30 dias à autoridade competente, requerendo o respectivo averbamento.
    6 — Quando o documento de identificação do veículo se extraviar ou se encontrar em estado de conservação que torne ininteligível qualquer indicação ou averbamento, o respectivo titular deve requerer, consoante os casos, o seu duplicado ou a sua substituição.
    7 — Só a autoridade competente para a emissão do documento de identificação do veículo pode nele efectuar qualquer averbamento ou apor carimbo.
    8 — Cada veículo matrículado deve estar provido de chapas com o respectivo número de matrícula, nos termos fixados em regulamento.
    9 — Quem infringir o disposto nos n.ºs 3, 4, 7 e 8 e quem colocar em circulação veículo cujas características não confiram com as mencionadas no documento que o identifica é sancionado com coima de € 120 a € 600, se sanção mais grave não for aplicável por força de outra disposição legal.
    10 — Quem infringir o disposto nos n.ºs 5 e 6 é sancionado com coima de € 30 a € 150.


    Isto aplica-se às duas partes envolvidas. Porventura com esta diligência tinhas o problema resolvido.


    Quanto à apreensão do veículo por parte do IMTT por falta de regularização do registo de propriedade, essa diligência não cancela a matrícula de forma definitiva, ver artigo 119º do C.E., apenas se trata como disse o IMTT de uma apreensão administrativa em que depois é enviado um ofício à PSP/GNR a informar de que a viatura de matrícula X, deve ser apreendida por falta de regularização da propriedade, sendo que estes dados são introduzidos numa base onde se a viatura em questão vier a ser encontrada/fiscalizada se poderá verificar se existe algo contra a mesma.

    Boas..

    A verdade seja dita tb eu ñ cumpri o prazo de 30 dias (e, ainda que isto em nada me ajude, não o fiz dado ñ saber q tb o vendedor tinha esse prazo p/fazê-lo, aliás, pensei q o vendedor nem teria mais nenhuma obrigação nesse sentido)..fui na conversa de dar p algum tempo ao comprador antes de avançar apreensão administrativa, até pq ele garantiu-me q regularizaria a questão "p/a semana sem falta"..

    Enfim...

    Mas em que sentido é q esse me teria resolvido a situação? O IMTT contactaria o comprador?

    Obrigado pelo esclarecimento.

    Cumps

  18. #18
    Piloto de Troféu rucsantos's Avatar
    Data de Registo
    Feb 2008
    Localização
    Coimbra/Lisboa
    Posts
    6,989

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Skeletiko Ver Post
    Boas..

    A verdade seja dita tb eu ñ cumpri o prazo de 30 dias (e, ainda que isto em nada me ajude, não o fiz dado ñ saber q tb o vendedor tinha esse prazo p/fazê-lo, aliás, pensei q o vendedor nem teria mais nenhuma obrigação nesse sentido)..fui na conversa de dar p algum tempo ao comprador antes de avançar apreensão administrativa, até pq ele garantiu-me q regularizaria a questão "p/a semana sem falta"..

    Enfim...

    Mas em que sentido é q esse me teria resolvido a situação? O IMTT contactaria o comprador?

    Obrigado pelo esclarecimento.

    Cumps
    Quando vendes-te o carro devias ter enviado uma carta registada para o IMTT dando conta da venda do carro , enviando para isso uma declaração em que vendes-te o carro e acompanhavas com uma cópia da declaração de venda. Além disso quando esta legislação saiu era de bom grado fazer chegar também à Conservatória do Registo Automóvel uma carta com conteúdo igual.
    Assim cumprias o que está na lei e tinhas provas para apresentar onde que que fosse necessário caso viesse a acontecer algo com o carro.

Tópicos semelhantes

  1. Cancelamento de matrícula
    Por taunus na secção FÓRUM GERAL
    Respostas: 24
    Último Post: 09-07-10, 23:21:01
  2. Cancelamento de matrícula.
    Por PJGS na secção FÓRUM GERAL
    Respostas: 0
    Último Post: 21-03-09, 14:46:50
  3. Cancelamento de documentos
    Por R4E na secção FÓRUM GERAL
    Respostas: 0
    Último Post: 03-12-07, 18:20:40
  4. Gmail.... cancelamento de conta
    Por CMiguelQ na secção OFF Topic
    Respostas: 18
    Último Post: 15-03-07, 22:58:34

Regras de Colocação

  • Não pode criar tópicos
  • Não pode responder
  • Não pode colocar anexos
  • Não pode editar os seus posts
  •  

A Motorpress Lisboa S.A. não pode ser responsabilizada pelas opiniões, imagens, links ou outros conteúdos submetidos pelos utilizadores deste Fórum.
Este Website encontra-se registado na Comissão Nacional de Protecção de Dados.