Crise 2011/12/13/14/15/16/17/18/19... E os portugueses?[AVISO Página#2709-Post#81255] - Página 2
 Rede MPL:
Página 2 de 5900 PrimeiraPrimeira 12312 ... ÚltimaÚltima
A mostrar resultados 31 para 60 de 176985

Título: Crise 2011/12/13/14/15/16/17/18/19... E os portugueses?[AVISO Página#2709-Post#81255]

  1. #31
    Piloto de Fórmula 1 ESPRIT's Avatar
    Data de Registo
    Apr 2006
    Localização
    Lisboa, , Portugal.
    Posts
    16,013

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por VTEC Ver Post
    Eu só gostava de saber onde se ganha 400€/mês na folha de ordenado (o ordenado mínimo é de 450€) e ainda se ganha 1200€ + 300€ + carro.

    Porque mandava já o currículo para lá.

    Como é óbvio, isso foi escrito por um FP.
    Acredito que exista muita gente a ganhar por baixo da mesa.
    Mas não acredito nem um pouco que um empregado de 400€ ganhe isso.
    Acrescentava, nunca conheci nenhum FP, mesmo no tempo das vacas gordas, a deixar o estado para ir para os privados.
    Mas vejo muita gente "mortinha" por entrar nos quadros públicos.
    Não conheço ninguém que tenha um curso superior, que tenha entrado para o estado por causa do curso superior e que ganhe pouco mais que o ordenado mínimo.
    O sector público cumpre muito mais os horários de trabalho definidos que a grande maioria dos privados (que se trabalha mais horas)

    A ADSE é uma mais valia... que não se paga a si própria (contribuinte paga).

    Pegando nos professores, desafio a quem assina, que deixe o estado e vá para o privado.
    Claro, atira a pedra e esconde-se!!!!!
    Porque a verdade é que não é difícil haver professores no público a ganhar cerca do dobro dos colegas dos privados.
    Só podes estar a brincar! Não conheces ninguém que tenha entrado para o estado já com o curso superior e ganhe mais que o ordenado minimo? Podias explicar? É que não percebi.

    Por mais que me digam que não, e é claro que há um número infindavel de cargos públicos, para mim de facto a única vantagem da função pública em certos locais é de facto o horário.
    Conheço uma pessoa "honesta" que é funcionária pública num serviço numa cidade periférica da Capital que diz sempre que ganha mal mas não é mal pago.


  2. #32
    Piloto de Testes GreenArcher's Avatar
    Data de Registo
    Jul 2004
    Localização
    Starling City
    Posts
    4,814

    Por Defeito

    Dizes tu... a minha mulher que é Enfermeira conhece outra realidade.

  3. #33
    Piloto de Rallye VTEC's Avatar
    Data de Registo
    Jan 2004
    Localização
    Porto
    Posts
    11,486

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por ESPRIT Ver Post
    Só podes estar a brincar! Não conheces ninguém que tenha entrado para o estado já com o curso superior e ganhe mais que o ordenado minimo? Podias explicar? É que não percebi.

    Por mais que me digam que não, e é claro que há um número infindavel de cargos públicos, para mim de facto a única vantagem da função pública em certos locais é de facto o horário.
    Conheço uma pessoa "honesta" que é funcionária pública num serviço numa cidade periférica da Capital que diz sempre que ganha mal mas não é mal pago.
    Percebeste mal.
    Eu disse que se tens o curso X e te candidatas a um lugar no sector público que requer o curso X, não ganhas pouco mais que o ordenado mínimo.
    Agora se tens o curso Y mas não consegues arranjar emprego e candidatas-te a um emprego que requer Z (sem qualificações), o curso não te vale de muito.

  4. #34
    Piloto de Kart
    Data de Registo
    Jan 2010
    Posts
    55

    Por Defeito E eu não disse nada...

    O ataque político dirigido aos trabalhadores em geral e, em particular, aos funcionários públicos, realiza-se no melhor estilo dos apóstatas do marxismo-leninismo. A estratégia é simples: a função pública é uma casta que usufrui de privilégios exorbitantes, o mais imoral dos quais é a repercussão política (lato sensu) das suas greves, afectando não apenas a entidade patronal como também e principalmente a «população em geral».

    A propósito do "estatuto privilegiado" dos funcionários públicos, o poder instituído e auto-perpetuador (establishment, no sentido literal da palavra) tenta conseguir o seu propósito de anatematizar e culpabilizar, com finalidades políticas bem precisas, os sector e classe socioprofissionais visados;

    1. a apresentação de um elenco de direitos laborais básicos como privilégios, ao invés de os considerar como uma aquisição civilizacional extensível a todo o universo laboral, visa dois objectivos políticos bem claros:
    1.1. virar os diferentes sectores socioprofissionais uns contra os outros - dividir para reinar;
    1.2. nivelar por baixo os direitos laborais, deslegitimando, por antecipação, acções reivindicativas futuras;
    1.3. preparar o sector privado para, a prazo, aceitar como inevitáveis novas reduções dos seus já magros direitos, o que será justificável por via dos incontornáveis ajustamentos impostos pela concorrência do mercado global e pela evocação do que, então, será apresentado como exemplo - a abnegação patriótica do sector público;

    2. este matraquear político que procura fazer-nos acreditar na inelutável necessidade de reduzir os direitos laborais dos funcionários públicos como forma de providenciar à «disciplina das finanças públicas» corresponde, na verdade, a uma estratégia política neoliberal nem inédita, nem recente (em alguns países europeus, remonta, pelo menos aos anos oitenta), a qual recebeu um impulso decisivo com o desmoronamento da URSS e com a volatilização do mito comunista.

    Ora, este acontecimento ponderoso produziu, para além de um refreamento óbvio do ímpeto reivindicativo dos trabalhadores, um efeito traumático devastador para aqueles que, não tendo querido ou sido capazes de fazer um "aggiornamento" atempado das suas convicções e prática políticas, sofreram um verdadeiro colapso psico-ideológico que os deixou incapazes de participar na elaboração de um novo pensamento crítico; assim, o actual posicionamento político dos apóstatas extemporâneos do comunismo corresponde a uma simples mutação do conteúdo da sua crença - uma transferência do objecto da crença -, permanecendo intangível a formatação cognitiva e práxica do seu espírito, em particular no que respeita aos esquemas de categorização sociopolítica, que permanecem inalteráveis na sua estrutura profunda - à oposição 'pequeno-burguês' / 'povo' substitui-se a oposição 'funcionários públicos' / 'população em geral'.

    É verdade que abriu a época da caça aos funcionários públicos.
    Mas, saibamos identificar, desde já, as suas origens e intenções profundas.
    Porque os detentores do poder e do dinheiro, já o fizeram ( e com pontaria certeira) há muito!

    Primeiro vieram buscar os comunistas, e eu não disse nada porque não era comunista.
    Depois vieram pelos judeus, e eu não disse nada porque não era judeu.
    Depois vieram pelos sindicalistas, e eu não disse nada porque não era sindicalista.
    Depois vieram pelos católicos, e eu não disse nada porque era protestante.
    Depois vieram por mim e, nessa altura, já não havia ninguém para erguer a voz.

  5. #35
    Piloto de Rallye VTEC's Avatar
    Data de Registo
    Jan 2004
    Localização
    Porto
    Posts
    11,486

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por HugoSantos Ver Post
    Dizes tu... a minha mulher que é Enfermeira conhece outra realidade.

    Pois, então neste momento ou está vinculada no sector privado com as regalias do tempo das vacas gordas ou então estaria a suplicar para entrar para o público.

    Porque em boa parte do país, enfermagem anda pela hora da morte.

  6. #36
    Banido MrBrown's Avatar
    Data de Registo
    Dec 2008
    Localização
    = f(t,€)
    Posts
    4,921

    Por Defeito

    Bom, eu que sou filho de uma professora e de um alto quadro dá função pública, tenho observado nos últimos anos as barbaridades que se dizem de fora...e às que se fazem por dentro...e a única conclusão a que consigo chegar é que ninguém tem razão.

    Na minha experiência pessoal, comparando a minha família com a de outros familiares e amigos com empresas privadas (patrões, inclusive), reparo que enquanto que sobre o meu agregado familiar a fiscalização financeira era apertada (e muito...) outros tinham, por exemplo, a empresa familiar em nome do filho mais velho...compravam o carro da esposa em nome da empresa, etc etc...

    A propaganda do Sócrates contra o sector público também não ajuda...

  7. #37
    Banido Lagarto's Avatar
    Data de Registo
    Feb 2010
    Posts
    3,358

    Por Defeito

    Conheço quem tem só o 9º ano de escolaridade e esteja em regime de efectividade na função publica a ganhar mais de 800 euros liquidos. Onde é que, hoje em dia, no privado, se ganha assim com tão poucos estudos?

  8. #38
    Piloto de Troféu Israel's Avatar
    Data de Registo
    Sep 2008
    Localização
    Israel
    Posts
    6,580

    Por Defeito

    Pé leve, eu até te tenho em grande conta, e não quero que leves isto a mal, mas teres aberto este tópico, só faz com que as pessoas fiquem umas contra as outras e sem razão nenhuma.

    Há coisas más e boas em qualquer um dos lados.


    Fazer um Público Versus Privado, acho que é um erro.
    Não se vai aprender nada, nem concluir nada neste tópico, a não ser partir de generalizações e fazer acusações desnecessárias.

  9. #39
    Piloto Lendário PeLeve's Avatar
    Data de Registo
    Jan 2003
    Localização
    Neste momento estou aqui!
    Posts
    72,425

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por ONI Ver Post
    O ataque político dirigido aos trabalhadores em geral e, em particular, aos funcionários públicos, realiza-se no melhor estilo dos apóstatas do marxismo-leninismo. A estratégia é simples: a função pública é uma casta que usufrui de privilégios exorbitantes, o mais imoral dos quais é a repercussão política (lato sensu) das suas greves, afectando não apenas a entidade patronal como também e principalmente a «população em geral».

    A propósito do "estatuto privilegiado" dos funcionários públicos, o poder instituído e auto-perpetuador (establishment, no sentido literal da palavra) tenta conseguir o seu propósito de anatematizar e culpabilizar, com finalidades políticas bem precisas, os sector e classe socioprofissionais visados;

    1. a apresentação de um elenco de direitos laborais básicos como privilégios, ao invés de os considerar como uma aquisição civilizacional extensível a todo o universo laboral, visa dois objectivos políticos bem claros:
    1.1. virar os diferentes sectores socioprofissionais uns contra os outros - dividir para reinar;
    1.2. nivelar por baixo os direitos laborais, deslegitimando, por antecipação, acções reivindicativas futuras;
    1.3. preparar o sector privado para, a prazo, aceitar como inevitáveis novas reduções dos seus já magros direitos, o que será justificável por via dos incontornáveis ajustamentos impostos pela concorrência do mercado global e pela evocação do que, então, será apresentado como exemplo - a abnegação patriótica do sector público;

    2. este matraquear político que procura fazer-nos acreditar na inelutável necessidade de reduzir os direitos laborais dos funcionários públicos como forma de providenciar à «disciplina das finanças públicas» corresponde, na verdade, a uma estratégia política neoliberal nem inédita, nem recente (em alguns países europeus, remonta, pelo menos aos anos oitenta), a qual recebeu um impulso decisivo com o desmoronamento da URSS e com a volatilização do mito comunista.

    Ora, este acontecimento ponderoso produziu, para além de um refreamento óbvio do ímpeto reivindicativo dos trabalhadores, um efeito traumático devastador para aqueles que, não tendo querido ou sido capazes de fazer um "aggiornamento" atempado das suas convicções e prática políticas, sofreram um verdadeiro colapso psico-ideológico que os deixou incapazes de participar na elaboração de um novo pensamento crítico; assim, o actual posicionamento político dos apóstatas extemporâneos do comunismo corresponde a uma simples mutação do conteúdo da sua crença - uma transferência do objecto da crença -, permanecendo intangível a formatação cognitiva e práxica do seu espírito, em particular no que respeita aos esquemas de categorização sociopolítica, que permanecem inalteráveis na sua estrutura profunda - à oposição 'pequeno-burguês' / 'povo' substitui-se a oposição 'funcionários públicos' / 'população em geral'.

    É verdade que abriu a época da caça aos funcionários públicos.
    Mas, saibamos identificar, desde já, as suas origens e intenções profundas.
    Porque os detentores do poder e do dinheiro, já o fizeram ( e com pontaria certeira) há muito!

    Primeiro vieram buscar os comunistas, e eu não disse nada porque não era comunista.
    Depois vieram pelos judeus, e eu não disse nada porque não era judeu.
    Depois vieram pelos sindicalistas, e eu não disse nada porque não era sindicalista.
    Depois vieram pelos católicos, e eu não disse nada porque era protestante.
    Depois vieram por mim e, nessa altura, já não havia ninguém para erguer a voz.
    É este raciocínio que tem falhado, que tem faltado neste país, pelo qual te parabenizo.

    E é pela respectiva falta, pela consequente falta de consciência social, que as coisas estão como estão e tendem a piorar...

  10. #40
    Piloto Veterano air's Avatar
    Data de Registo
    Jan 2004
    Localização
    Porto/Aveiro
    Posts
    23,560

    Por Defeito

    Não sei se comece a rir ou a chorar com este texto... Nada tendencioso... Não fosse escrito por FP e postado por um colega

    Venha lá o emprego a descontar o ordenado mínimo + 1200 + 300 + carro de alta cilindrada!! Casos assim existem aos magotes!

  11. #41
    Piloto Lendário PeLeve's Avatar
    Data de Registo
    Jan 2003
    Localização
    Neste momento estou aqui!
    Posts
    72,425

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Israel Ver Post
    Pé leve, eu até te tenho em grande conta, e não quero que leves isto a mal, mas teres aberto este tópico, só faz com que as pessoas fiquem umas contra as outras e sem razão nenhuma.

    Há coisas más e boas em qualquer um dos lados.


    Fazer um Público Versus Privado, acho que é um erro.
    Não se vai aprender nada, nem concluir nada neste tópico, a não ser partir de generalizações e fazer acusações desnecessárias.
    Porque as pessoas desvirtuaram o tema.

    A questão aqui, e já foi usada a expressão "no mesmo barco", é que uns fazem as asneiras e os outros, todos nós, é que pagam por isso. Daí que o país esteja como está e as pessoas continuem agarradas a este tipo de agressão parcial e básica .

    O objectivo do tópico é tentar perceber, em conjunto, o conjunto das causas que levaram o país ao estado em que está e a identificar os seus responsáveis, responsáveis que não são, nunca por nunca, quem trabalha!

    Mas, mais uma vez, o tema foi desvirtuado, causando o desalento da convicção de que este povo nunca irá perceber o porquê de estarmos como estamos e quem são os verdadeiros responsáveis!

    Deste modo, os causadores desta trampa toda (perdoe-se-me a expressão) nunca pagarão por isso!

  12. #42
    Banido Lagarto's Avatar
    Data de Registo
    Feb 2010
    Posts
    3,358

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por PeLeve Ver Post
    Porque as pessoas desvirtuaram o tema.

    A questão aqui, e já foi usada a expressão "no mesmo barco", é que uns fazem as asneiras e os outros, todos nós, é que pagam por isso. Daí que o país esteja como está e as pessoas continuem agarradas a este tipo de agressão parcial e básica .

    O objectivo do tópico é tentar perceber, em conjunto, o conjunto das causas que levaram o país ao estado em que está e a identificar os seus responsáveis, responsáveis que não são, nunca por nunca, quem trabalha!

    Mas, mais uma vez, o tema foi desvirtuado, causando o desalento da convicção de que este povo nunca irá perceber o porquê de estarmos como estamos e quem são os verdadeiros responsáveis!

    Deste modo, os causadores desta trampa toda (perdoe-se-me a expressão) nunca pagarão por isso!
    Onde já vai o choradinho. Afinal, estávamos todos enganados este tempo todo. A Função Publica é um antro de santidade, um ajuntamento de pobrezinhos, escravos e explorados pelo capataz mau chamado Sócrates.

  13. #43
    Banido MrBrown's Avatar
    Data de Registo
    Dec 2008
    Localização
    = f(t,€)
    Posts
    4,921

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Lagarto Ver Post
    Conheço quem tem só o 9º ano de escolaridade e esteja em regime de efectividade na função publica a ganhar mais de 800 euros liquidos. Onde é que, hoje em dia, no privado, se ganha assim com tão poucos estudos?
    Andas pouco atento. Eu conheço pessoalmente bastantes!

    Não percebo porque se irrita o povo com a função pública, quando toda a gente sabe claramente que o problema é quem puxa os cordeis desde cima...afinal de contas, a grande maioria da função pública não pode cometer as "pequenas aldrabices" que são outra praga dá nossa sociedade.

  14. #44
    Piloto de Troféu Israel's Avatar
    Data de Registo
    Sep 2008
    Localização
    Israel
    Posts
    6,580

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por PeLeve Ver Post
    Porque as pessoas desvirtuaram o tema.

    A questão aqui, e já foi usada a expressão "no mesmo barco", é que uns fazem as asneiras e os outros, todos nós, é que pagam por isso. Daí que o país esteja como está e as pessoas continuem agarradas a este tipo de agressão parcial e básica .

    O objectivo do tópico é tentar perceber, em conjunto, o conjunto das causas que levaram o país ao estado em que está e a identificar os seus responsáveis, responsáveis que não são, nunca por nunca, quem trabalha!

    Mas, mais uma vez, o tema foi desvirtuado, causando o desalento da convicção de que este povo nunca irá perceber o porquê de estarmos como estamos e quem são os verdadeiros responsáveis!

    Deste modo, os causadores desta trampa toda (perdoe-se-me a expressão) nunca pagarão por isso!

    Isto faz-me lembrar a saúde em protugal.
    Os médicos e enfermeiros trabalham no privado e no público, e no privado tudo funciona melhor.
    Agora uma coisa é inegável, o Ernani Gonçalves, ainda á uns tempos falou do que o estado podia cortar, e falou de 3 pacotes, função publica, estado social, ou os juros da divida publica.
    Nos juros é impossivel cortar.
    Ou se corta no estado social ou na função pública, ou aumenta-se impostos.
    Independentemente de quem é a culpa, alguma coisa vai ser feita, agora eu pergunto qual?
    Isto não é querer fazer da FP bodes expiatórias, mas que possivelmente vão ter de sofrer, é uma grande possibilidade.

  15. #45
    Piloto de Testes GreenArcher's Avatar
    Data de Registo
    Jul 2004
    Localização
    Starling City
    Posts
    4,814

    Por Defeito

    Onde já vai o choradinho. Afinal, estávamos todos enganados este tempo todo. A Função Publica é um antro de santidade, um ajuntamento de pobrezinhos, escravos e explorados pelo capataz mau chamado Sócrates.

    Com base neste comentário, vê-se o actual estado de consciência colectiva e social que nos assiste o Portugal dos dias de hoje.
    Andamos a ser levados seja pela Esquerda seja pela Direita e ainda dá-mos o real "pacote"....

    O 25 de Abril teve uma coisa boa, mas muitas más....

  16. #46
    Piloto de Fórmula 1 Karma's Avatar
    Data de Registo
    Feb 2007
    Localização
    New New York
    Posts
    19,042

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Lagarto Ver Post
    Conheço quem tem só o 9º ano de escolaridade e esteja em regime de efectividade na função publica a ganhar mais de 800 euros liquidos. Onde é que, hoje em dia, no privado, se ganha assim com tão poucos estudos?
    Há pessoal na área comercial a ganhar bem mais do que isso. Mas a área comercial não é para qualquer um.

  17. #47
    Piloto de Fórmula 1 K2000's Avatar
    Data de Registo
    Aug 2006
    Localização
    Na terra das couves pequeninas
    Posts
    16,975

    Por Defeito

    Sinceramente, o texto é péssimo e não contribuiu em nada para debater o que quer que seja, a partir do momento em que se parte para o exagero, perde-se logo o interlocutor.

    De igual modo, a partir do momento em que se parte para a generalização, perde-se igualmente a razão.

  18. #48
    Piloto de Testes
    Data de Registo
    Jan 2010
    Posts
    1,339

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Lagarto Ver Post
    Conheço quem tem só o 9º ano de escolaridade e esteja em regime de efectividade na função publica a ganhar mais de 800 euros liquidos. Onde é que, hoje em dia, no privado, se ganha assim com tão poucos estudos?

    Deve estar a ganhar esse valor devido ao número de anos de trabalho?!


    E voltando um pouco atrás... Os recibos verdes na Função Pública passaram a ser proibidos, o que obrigou a uma regularização de vários trabalhadores. Uns viram ser-lhes abertos concursos públicos (com lugar já destinado para eles mesmos) outros viram o olho da rua.
    Depois há também a situação de: ora, por concurso público não podes entrar agora, portanto, arranjamos uma empresa que te contrate e trabalhas para nós.
    É a realidade e isto não está nada fácil!
    Mas há muitos funcionários públicos que não fazem nada de nada e que não percebem nada do que fazem... "Que os há... há!"

  19. #49
    Piloto de Rallye bg2's Avatar
    Data de Registo
    Jan 2006
    Localização
    , , .
    Posts
    14,949

    Por Defeito

    eu acho que já vi este tópico aí umas 40 ou 50 vezes.

    os posts são sempre os mesmos.

    só faltam meia dúzia de banidos ao longo dos anos.

    mas felizmente aparecem sempre uns registos recentes para animar

  20. #50
    Suspenso Alpiger's Avatar
    Data de Registo
    Jun 2004
    Localização
    Lisboa, Portugal
    Posts
    30,791

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por PeLeve Ver Post
    Porque as pessoas desvirtuaram o tema.

    A questão aqui, e já foi usada a expressão "no mesmo barco", é que uns fazem as asneiras e os outros, todos nós, é que pagam por isso. Daí que o país esteja como está e as pessoas continuem agarradas a este tipo de agressão parcial e básica .

    O objectivo do tópico é tentar perceber, em conjunto, o conjunto das causas que levaram o país ao estado em que está e a identificar os seus responsáveis, responsáveis que não são, nunca por nunca, quem trabalha!

    Mas, mais uma vez, o tema foi desvirtuado, causando o desalento da convicção de que este povo nunca irá perceber o porquê de estarmos como estamos e quem são os verdadeiros responsáveis!

    Deste modo, os causadores desta trampa toda (perdoe-se-me a expressão) nunca pagarão por isso!
    Os responsáveis pelo estado do pais estão bem referenciados.
    Agora também é verdade e isso tem de admitir que a FP, no passado também teve uma quota parte no aumento da divida publica, nomeadamente com a admissão sem controlo de funcionários, sendo uma grande parte entradas por cunhas ou conhecimentos, falta de profissionalismo e de responsabilidade de muita gente que trabalhava no Estado e na quase anarquia que havia nas FP nos anos seguintes ao 25 Abril.
    Felizmente que parte disso já passou á historia mas os custos ainda pesam.

  21. #51
    Banido MrBrown's Avatar
    Data de Registo
    Dec 2008
    Localização
    = f(t,€)
    Posts
    4,921

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Lagarto Ver Post
    Onde já vai o choradinho. Afinal, estávamos todos enganados este tempo todo. A Função Publica é um antro de santidade, um ajuntamento de pobrezinhos, escravos e explorados pelo capataz mau chamado Sócrates.
    Eh pá, se acreditares que há um Deus, espera mesmo que Ele seja mesericordioso para poupar o resto dá nação de raciocinios como o teu.

    Caso contrário nunca vamos chegar a lado nenhum. Quando indivíduos pouco inteligentes nos conseguem pôr uns contra os outros, que dizer de nós?..

  22. #52
    Banido vsfce's Avatar
    Data de Registo
    Mar 2009
    Posts
    6,373

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por PeLeve Ver Post
    Porque as pessoas desvirtuaram o tema.

    A questão aqui, e já foi usada a expressão "no mesmo barco", é que uns fazem as asneiras e os outros, todos nós, é que pagam por isso. Daí que o país esteja como está e as pessoas continuem agarradas a este tipo de agressão parcial e básica .

    O objectivo do tópico é tentar perceber, em conjunto, o conjunto das causas que levaram o país ao estado em que está e a identificar os seus responsáveis, responsáveis que não são, nunca por nunca, quem trabalha!

    Mas, mais uma vez, o tema foi desvirtuado, causando o desalento da convicção de que este povo nunca irá perceber o porquê de estarmos como estamos e quem são os verdadeiros responsáveis!

    Deste modo, os causadores desta trampa toda (perdoe-se-me a expressão) nunca pagarão por isso!
    Desculpa lá Peleve mas isso deve-se fundamentalmente ao comentário que colocaste inicialmente. Se não queres discutir o público vs privado não colocavas um artigo daqueles.

    Os valores que o comentário refere são do tempo de outra senhora e tu também deverás certamente saber que no público sempre houve (e ainda há) envelopes a passar por debaixo da mesa.

    Não vamos entrar numa guerra estúpida e parva que não leva a lado nenhum, estes problemas existem em ambos os sectores e ponto final.

    A função pública está parida, há excesso de funcionários, muita burocracia, muito gabinete fantasma, muitas tarefas/procedimentos obsoletos e muita incompetência. A política do tacho foi/é um mal da função pública, existem pessoas que não têm competências para exercer as suas funções e depois é o que se vê.
    Como é que se resolve isto? Pois, não dá para resolver porque a função pública não vai à falência e as suas maçãs podres continuam a contaminar o sistema enquanto que os bons funcionários vão desistindo...ou seja, Portugal continua a carregar esse fardo que vai pesando cada vez mais no bolso de todos nós.
    Última edição por vsfce : 24-09-10 às 23:13:24

  23. #53
    Piloto Lendário PeLeve's Avatar
    Data de Registo
    Jan 2003
    Localização
    Neste momento estou aqui!
    Posts
    72,425

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Alpiger Ver Post
    Os responsáveis pelo estado do pais estão bem referenciados.
    Agora também é verdade e isso tem de admitir que a FP, no passado também teve uma quota parte no aumento da divida publica, nomeadamente com a admissão sem controlo de funcionários, sendo uma grande parte entradas por cunhas ou conhecimentos, falta de profissionalismo e de responsabilidade de muita gente que trabalhava no Estado e na quase anarquia que havia nas FP nos anos seguintes ao 25 Abril.
    Felizmente que parte disso já passou á historia mas os custos ainda pesam.
    Ninguém nega que há uma má FP e uma boa FP. A má é aquela em que as pessoas entraram pela cunha do tio, do primo, do padre, da mãe, do pai, do partido político, do raio que os parta...

    A boa é aquela feita pelos que entraram pelo seu mérito, subiram a pulso sem o ficarem a dever a filho de mãe nenhum e, agora, estão e vão continuar a pagar, sem culpa nenhuma, esta porra toda.

    Incompetentes na FP? Eu conheço "n"! Se eu mandasse por cá alguma coisa fazia-lhes as continhas e mandava-os para um determinado sítio...

    Agora, isso não caracteriza a FP! Aquela FP verdadeira, que é a esmagadora maioria, dos que trabalham. Aquela FP que não assenta no compadrio, na cunha, na delação, na graxa, na intriga, na "filhaputice" e na inscrição partidária!

    Mas eu nem estava a falar disso. Estava a falar de medidas adicionais ainda este ano, para alcançar os objectivos...

  24. #54
    Piloto de Fórmula 1 ESPRIT's Avatar
    Data de Registo
    Apr 2006
    Localização
    Lisboa, , Portugal.
    Posts
    16,013

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por VTEC Ver Post
    Percebeste mal.
    Eu disse que se tens o curso X e te candidatas a um lugar no sector público que requer o curso X, não ganhas pouco mais que o ordenado mínimo.
    Agora se tens o curso Y mas não consegues arranjar emprego e candidatas-te a um emprego que requer Z (sem qualificações), o curso não te vale de muito.
    Desculpa mas estás muito desfasado da realidade.
    Eu concorri há não muitos anos para um emprego na função pública em que a remuneração era de 900 euros brutos.
    Aliás não há sector, assim que me lembre à primeira, que seja tão transparente em termos de valores como os quadros do estado, é só ir pesquisar as tabelas!
    Os valores não são tão elevados como os do privado mas também não são os que dizes, e pelo que vejo aqui ao lado os que chegarem a quadros superiores têm que ser honestos, competentes e ganhr pouco.

  25. #55
    Suspenso Alpiger's Avatar
    Data de Registo
    Jun 2004
    Localização
    Lisboa, Portugal
    Posts
    30,791

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por PeLeve Ver Post
    Ninguém nega que há uma má FP e uma boa FP. A má é aquela em que as pessoas entraram pela cunha do tio, do primo, do padre, da mãe, do pai, do partido político, do raio que os parta...

    A boa é aquela feita pelos que entraram pelo seu mérito, subiram a pulso sem o ficarem a dever a filho de mãe nenhum e, agora, estão e vão continuar a pagar, sem culpa nenhuma, esta porra toda.

    Incompetentes na FP? Eu conheço "n"! Se eu mandasse por cá alguma coisa fazia-lhes as continhas e mandava-os para um determinado sítio...

    Agora, isso não caracteriza a FP! Aquela FP verdadeira, que é a esmagadora maioria, dos que trabalham. Aquela FP que não assenta no compadrio, na cunha, na delação, na graxa, na intriga, na "filhaputice" e na inscrição partidária!

    Mas eu nem estava a falar disso. Estava a falar de medidas adicionais ainda este ano, para alcançar os objectivos...
    Só são necessárias medidas adicionais porque o governo é incompetente a fazer o seu trabalho e permite legislação que deixa fugir milhares de milhões de euros entre os seus dedos em impostos não pagos ou perdoados.

    Alguns exemplos:

    - Impostos perdidos por não tributação de mais valias na venda da VIVO - 1.2 mil milhões de euros

    - Impostos perdidos por isenção de pagamento de IRC do Montepio - Dezenas de milhões de Euros

    - Impostos perdoados á banca através de deduções fiscais no IRC - Varias centenas de milhões de Euros

    - Impostos perdoados ás SGPS nas mais valias de acções - Muitos milhões de euros

    - Impostos perdidos com isenção tributaria da zona Franca da Madeira - Muitos mas muitos milhões de Euros

    Só isto dava para pagar no mínimo metade do valor necessario para baixar o defice de 9.4% para 7.3% dos PIB (4.5 mil milhões de euros).

  26. #56
    Suspenso Alpiger's Avatar
    Data de Registo
    Jun 2004
    Localização
    Lisboa, Portugal
    Posts
    30,791

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por vsfce Ver Post
    A função pública está parida, há excesso de funcionários, muita burocracia, muito gabinete fantasma, muitas tarefas/procedimentos obsoletos e muita incompetência. A política do tacho foi/é um mal da função pública, existem pessoas que não têm competências para exercer as suas funções e depois é o que se vê.
    Como é que se resolve isto? Pois, não dá para resolver porque a função pública não vai à falência e as suas maçãs podres continuam a contaminar o sistema enquanto que os bons funcionários vão desistindo...ou seja, Portugal continua a carregar esse fardo que vai pesando cada vez mais no bolso de todos nós.
    Lembro-me de um Primeiro Ministro que tinha como bandeira eleitoral, entre outras, a urgente reforma do Estado.

    Ao fim de 6 anos, ainda estamos é espera dela

  27. #57
    Piloto do carago mundano's Avatar
    Data de Registo
    Mar 2003
    Posts
    22,417

    Por Defeito

    Que empresa é essa? Também quero lá trabalhar.... Ah... Espera... é uma empresa que so existe no pais das fantasias...


    Enfim... Eu não quero com isto dizer que os funcionários publicos têm razão ou não.. Mas tanta demagogia até agonia..

  28. #58
    Banido vsfce's Avatar
    Data de Registo
    Mar 2009
    Posts
    6,373

    Por Defeito

    E as derrapagens? Essas já nos custaram muitos milhões de euros..ainda agora foi tornado público que um troço do TGV vai custar o dobro do que estava previsto inicialmente e a obra ainda nem sequer começou...mas andamos a brincar?
    Já para não falar nos muitos elefantes brancos que estão espalhados pelo país que em nada contribuem para o desenvolvimento do país.

    E a função pública não vai ser a única prejudicada com este orçamento, também vai haver cortes para o privado. Com a entrada em vigor do novo código contributivo da segurança social vai haver um novo aumento de impostos e consequente redução do salário.

    Como é óbvio, a culpa é de quem nos governa ao longo deste tempo todo, foram eles que fizerem ***** e até agora todos têm saído impunes. O que é que vamos fazer? O povo vota sempre nos mesmos vá-se lá perceber porquê...
    Última edição por vsfce : 25-09-10 às 00:05:12

  29. #59
    Suspenso Alpiger's Avatar
    Data de Registo
    Jun 2004
    Localização
    Lisboa, Portugal
    Posts
    30,791

    Por Defeito

    Antes de mais a culpa é do governo que deixa o défice passar de 2.7% para 9.4% de um ano para o outro

    Já para não falar do aumento do endividamento externo em mais 14 mil milhões de Euros (por enquanto)

  30. #60
    Piloto de Fórmula 1
    Data de Registo
    Feb 2003
    Localização
    , , .
    Posts
    19,433

    Por Defeito

    O texto inicial é tão parcial e faccioso que não abona nada aos seus subscritores...

    Ridículo!

Tópicos semelhantes

  1. Vamos ser um país rico!!!! IUPI!!!
    Por zerorpm na secção OFF Topic
    Respostas: 53
    Último Post: 20-02-16, 16:41:34
  2. Merkel planeia governo económico da zona euro
    Por Omega na secção OFF Topic
    Respostas: 113
    Último Post: 23-09-13, 16:49:45
  3. Globalização, Euro e empobrecimento do País
    Por eu na secção OFF Topic
    Respostas: 102
    Último Post: 16-11-11, 18:48:47
  4. 2011 Corvette C6 Euro-Spec
    Por Chevyvan na secção FÓRUM GERAL
    Respostas: 137
    Último Post: 08-08-11, 15:22:42
  5. Crescimento da Zona Euro acelera
    Por PeLeve na secção OFF Topic
    Respostas: 12
    Último Post: 10-11-06, 19:09:58

Etiquetas para este tópico

Regras de Colocação

  • Não pode criar tópicos
  • Não pode responder
  • Não pode colocar anexos
  • Não pode editar os seus posts
  •  

A Motorpress Lisboa S.A. não pode ser responsabilizada pelas opiniões, imagens, links ou outros conteúdos submetidos pelos utilizadores deste Fórum.
Este Website encontra-se registado na Comissão Nacional de Protecção de Dados.