Duvida sobre transferência efectuada por engano
 Rede MPL:
A mostrar resultados 1 para 28 de 28

Título: Duvida sobre transferência efectuada por engano

  1. #1
    Banido Pitest's Avatar
    Data de Registo
    Jul 2007
    Localização
    Portugal Nação Valente
    Posts
    5,616

    Por Defeito Duvida sobre transferência efectuada por engano

    Não me aconteceu nada disso, mas hoje estava a falar com um colega meu de trabalho sobre:

    Ele afirmava, e continua a afirmar de que se uma transferência de dinheiro para uma conta por engano do banco ou de uma pessoa, a pessoa que receber esse dinheiro que não é dela, se quiser não devolve, e que para o banco ter que mexer na conta dessa pessoa, só com autorização.

    Eu digo que isso não pode acontecer, e que se o dinheiro for parar a uma outra conta por engano (seja por engano de uma pessoa, ou do banco) essa pessoa tem que devolver o dinheiro.

    Quem está certO?


  2. #2
    Piloto de Testes
    Data de Registo
    Aug 2008
    Localização
    Somewhere over the rainbow
    Posts
    1,833

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Pitest Ver Post
    Não me aconteceu nada disso, mas hoje estava a falar com um colega meu de trabalho sobre:

    Ele afirmava, e continua a afirmar de que se uma transferência de dinheiro para uma conta por engano do banco ou de uma pessoa, a pessoa que receber esse dinheiro que não é dela, se quiser não devolve, e que para o banco ter que mexer na conta dessa pessoa, só com autorização.

    Eu digo que isso não pode acontecer, e que se o dinheiro for parar a uma outra conta por engano (seja por engano de uma pessoa, ou do banco) essa pessoa tem que devolver o dinheiro.

    Quem está certO?
    Quem faz a transferencia pode pedir a devolução, mas tem efectivamente que existir autorização do titular da conta de destino, no entanto caso não devolva e se prove que efectivamente a transferencia foi efectuada por engano, isso é crime

  3. #3
    Piloto de Testes
    Data de Registo
    Mar 2007
    Localização
    Paços de Ferreira
    Posts
    1,207

    Por Defeito

    humm, penso que não é bem assim. Já me aconteceu ter um extracto em que num dia tinham entrado cerca de 5000 contos, e no dia a seguir terem saido pelo mesmo caminho. falei no banco e informaram-me que tinha havido um engano numa transferencia.

  4. #4
    Banido Snap's Avatar
    Data de Registo
    Jun 2009
    Posts
    840

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por darkwings Ver Post
    humm, penso que não é bem assim. Já me aconteceu ter um extracto em que num dia tinham entrado cerca de 5000 contos, e no dia a seguir terem saido pelo mesmo caminho. falei no banco e informaram-me que tinha havido um engano numa transferencia.
    5 mil contos (25.000€) ?

    Acho que te enganaste porque o tecto máximo permitido nas transferências bancárias dificilmente atingem esse valor. Quando muito 5.000€.

    Respondendo à pergunta, penso que é sempre viável pedir o dinheiro de volta ou o contrário. A cordialidade de quem recebeu por engano pode ser meio caminho andado para receberes o dinheiro de volta, caso contrário falas com o branco.
    Última edição por Snap : 24-03-10 às 17:59:22

  5. #5
    Piloto de Troféu BrunoD's Avatar
    Data de Registo
    Apr 2003
    Localização
    Lx
    Posts
    6,806

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Snap Ver Post
    5 mil contos (25.000€) ?

    Acho que te enganaste porque o tecto máximo permitido nas transferências bancárias dificilmente atingem esse valor. Quando muito 5.000€.

    Respondendo à pergunta, penso que é sempre viável pedir o dinheiro de volta ou o contrário. A cordialidade de quem recebeu por engano pode ser meio caminho andado para receberes o dinheiro de volta, caso contrário falas com o branco.
    Ainda há dias fiz uma de 15.000€, interbancária, via ATM.

  6. #6
    Banido Snap's Avatar
    Data de Registo
    Jun 2009
    Posts
    840

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por BrunoD Ver Post
    Ainda há dias fiz uma de 15.000€, interbancária, via ATM.
    Qual foi o banco ? É que no meu não excede os 5.500€ salvo erro.

  7. #7
    Banido Porco's Avatar
    Data de Registo
    Nov 2008
    Localização
    Pocilga
    Posts
    4,506

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Snap Ver Post
    5 mil contos (25.000€) ?

    Acho que te enganaste porque o tecto máximo permitido nas transferências bancárias dificilmente atingem esse valor. Quando muito 5.000€.

    Respondendo à pergunta, penso que é sempre viável pedir o dinheiro de volta ou o contrário. A cordialidade de quem recebeu por engano pode ser meio caminho andado para receberes o dinheiro de volta, caso contrário falas com o branco.

    se quiseres até fazes de 50.000€ ou 100.000€. Depende da conta e das autorizações.

  8. #8
    Banido Snap's Avatar
    Data de Registo
    Jun 2009
    Posts
    840

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Porco Ver Post
    se quiseres até fazes de 50.000€ ou 100.000€. Depende da conta e das autorizações.
    Já vi que sou pobre

    Os gajos comigo não querem nada.

  9. #9
    erc
    erc está offline
    Piloto de Testes
    Data de Registo
    Feb 2010
    Posts
    1,039

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por darkwings Ver Post
    humm, penso que não é bem assim. Já me aconteceu ter um extracto em que num dia tinham entrado cerca de 5000 contos, e no dia a seguir terem saido pelo mesmo caminho. falei no banco e informaram-me que tinha havido um engano numa transferencia.
    Aconteceu-me o mesmo ainda no tempo do escudo, 13500 contos a mais.
    Ainda la esteve salvo erro 3 dias, a aquecer. (quando me apercebi, ja tinha entrado, ja tinha saido).

  10. #10
    Piloto de Troféu BrunoD's Avatar
    Data de Registo
    Apr 2003
    Localização
    Lx
    Posts
    6,806

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Snap Ver Post
    Qual foi o banco ? É que no meu não excede os 5.500€ salvo erro.
    Nesse caso, BCP.

    E já fiz várias de valores próximos no BES, tal como disse o Porco, é uma questão de autorização.

  11. #11
    Chefe de Equipa MrsX's Avatar
    Data de Registo
    Nov 2007
    Posts
    28,924

    Por Defeito

    Recordo-me que há uns 10/12 anos se falava muito disso como parte de lavagens de dinheiro.

    A mim aconteceu-me ter na conta 10.000.000$00 a mais, mas nem aqueceu... entrou num dia e saiu no outro.

    Quanto à pergunta do tópico, segindo me recordo é assim: sempre que há um engano deve-se contactar o nosso banco e ele é que entrará em contacto com a SIBS, que por sua vez entrará em contacto com o banco receptor, que falará com o beneficiário da transferência. Este tem que dar autorização para que o dinheiro saia da conta, mas se não o der está a incorrer no crime de enriquecimento sem justa causa, sendo possível obrigá-lo a restituir o dinheiro interpondo uma acção contra ele.
    Última edição por MrsX : 24-03-10 às 18:49:28

  12. #12
    Banido
    Data de Registo
    Jul 2009
    Posts
    262

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por darkwings Ver Post
    humm, penso que não é bem assim. Já me aconteceu ter um extracto em que num dia tinham entrado cerca de 5000 contos, e no dia a seguir terem saido pelo mesmo caminho. falei no banco e informaram-me que tinha havido um engano numa transferencia.
    Uma coisa é um banco cometer um erro e repará-lo fazendo um estorno. Outra coisa é eu transferir dinheiro por engano e depois querer ir lá buscá-lo.

    Claro que, se a transferência for feita por engano, pede-se a devolução e a pessoa terá que o fazer.

    Já me aconteceu enganar-me numa transferência para pagamento no cartão de crédito, dar conta disso ao fim de uns dias, contactar o emitente e o assunto ser resolvido em pouco tempo.

  13. #13
    Piloto de Troféu Texuga's Avatar
    Data de Registo
    Mar 2007
    Localização
    Land of Far Far Away
    Posts
    8,997

    Por Defeito

    Há 2 situações diferentes:

    Uma é uma transferência efectuada pelo titular no MB ou via internet. Essa se for por engano, só há direito a estorno se o beneficiário aceitar, o Banco não pode estornar essa transferência sem autorização do titular da conta destino.

    A outra são transf. efectuadas pelo funcionário do banco. Essa se for por engano, pode ser estornada sem autorização do outro titular.

  14. #14
    Banido trina's Avatar
    Data de Registo
    May 2003
    Localização
    Fafe, Portugal.
    Posts
    707

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Texuga Ver Post
    Há 2 situações diferentes:

    Uma é uma transferência efectuada pelo titular no MB ou via internet. Essa se for por engano, só há direito a estorno se o beneficiário aceitar, o Banco não pode estornar essa transferência sem autorização do titular da conta destino.

    A outra são transf. efectuadas pelo funcionário do banco. Essa se for por engano, pode ser estornada sem autorização do outro titular.
    Tenho um caso de um amigo, que enganou-se a fazer a transferencia (MB), pediu o estorno e a outra pessoa nao aceitou e nao houve nada a fazer. A sorte dele é que foi uma Transf de baixo valor.

    Sao situaçoes sempre chatas...


    é como os depositos feitos em contas erradas...

  15. #15
    Piloto de Rallye Baiones's Avatar
    Data de Registo
    May 2004
    Localização
    Alarmolandia
    Posts
    14,101

    Por Defeito

    Uma pessoa para se enganar a escrever um NIB, e acertar noutro NIB válido é preciso muuuuuuuuuuuuuuuuiiiiiiiiittaaaaaaaaaaaaaaa pontaria...



    Diria, sem grandes certezas, mas convicto ( ), que ha mais chances de acertar nos numeros do euromilhões...

  16. #16
    Piloto de Troféu Texuga's Avatar
    Data de Registo
    Mar 2007
    Localização
    Land of Far Far Away
    Posts
    8,997

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Baiones Ver Post
    Uma pessoa para se enganar a escrever um NIB, e acertar noutro NIB válido é preciso muuuuuuuuuuuuuuuuiiiiiiiiittaaaaaaaaaaaaaaa pontaria...



    Diria, sem grandes certezas, mas convicto ( ), que ha mais chances de acertar nos numeros do euromilhões...
    Não é bem assim, não precisas de te enganar num número.
    A mim aconteceu-me enganar porque fiz a transferência na internet, era suposto ter colocado o NIB de uma advogada, e coloquei de um solicitador que eu pensei ser a mesma coisa. Resultado, o €€ foi para o solicitador e depois eu tive de pedir ao solicitador para transferir o €€ para a advogada e foi uma ganda confusão... Tudo porque eu me enganei no NIB e o banco não podia fazer nada, pois foi um movimento feito por mim e com a minha autorização, não foi um erro deles.

  17. #17
    Banido
    Data de Registo
    Jul 2009
    Posts
    262

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Baiones Ver Post
    Uma pessoa para se enganar a escrever um NIB, e acertar noutro NIB válido é preciso muuuuuuuuuuuuuuuuiiiiiiiiittaaaaaaaaaaaaaaa pontaria...



    Diria, sem grandes certezas, mas convicto ( ), que ha mais chances de acertar nos numeros do euromilhões...
    É difícil.mas pode perfeitamente acontecer. Sei de uma pessoa que se enganou num dígito ao introduzir um número de conta, o sistema aceitou e ela transferiu para uma conta errada. Os sistemas, sendo seguros, não são à prova de bala.

    Já me aconteceu ligar para o meu emissor de cartão de crédito e pedir referências bancárias para fazer pagamento. Anotei e transferi. Qual o meu espanto, passados quinze dias recebo o extracto e o pagamento não aparecia. Contactei a SIBS que me confirmou que o meu dinheiro tinha sido efectivamente transferido e tinha entrado na entidade. Contactei a entidade, que me respondeu que não conseguia localizar o dinheiro. Uns quantos telefonemas depois, aparece um extracto de cartão de crédito mais. Era de um cartão desactivado, mas que constava da base de dados deles. Tinham-me as referências dessa conta, que agora aparecia com saldo positivo. Claro que foi fácil: enviei um fax e eles passaram a massa de uma conta para a outra. Portanto, tenham isto em consideração: se já tiveram um cartão e agora têm outro, o anterior pode muito bem estar adormecido na base de dados.

  18. #18
    Banido Porco's Avatar
    Data de Registo
    Nov 2008
    Localização
    Pocilga
    Posts
    4,506

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Baiones Ver Post
    Uma pessoa para se enganar a escrever um NIB, e acertar noutro NIB válido é preciso muuuuuuuuuuuuuuuuiiiiiiiiittaaaaaaaaaaaaaaa pontaria...



    Diria, sem grandes certezas, mas convicto ( ), que ha mais chances de acertar nos numeros do euromilhões...

    também não é asim, mas de facto a probabilidade é ridícula. Para tal seria preciso a pessoa enganar-se no terceiro ou quarto último dígito e os dois dígitos de segurança serem exactamente os mesmos. Ou então enganar-se em ambos os casos, e os dígitos de segurança serem correctos. Se a probabilidade de acertar dois dígitos de segurança à sorte já é de 1%, imagina todas estas combinações.

    Obs: Tenho quase a certeza de que os dois últimos dígitos são uma combinação matemática dos outros, o que torna o erro ainda mais impossível.

  19. #19
    Piloto de Troféu mELIANTE's Avatar
    Data de Registo
    Jun 2007
    Localização
    Londres
    Posts
    9,255

    Por Defeito

    Isso não é enriquecimento sem causa?

  20. #20
    Piloto de Testes kushinadaime's Avatar
    Data de Registo
    Jan 2008
    Localização
    Lisboa
    Posts
    3,459

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Pitest Ver Post
    Não me aconteceu nada disso, mas hoje estava a falar com um colega meu de trabalho sobre:

    Ele afirmava, e continua a afirmar de que se uma transferência de dinheiro para uma conta por engano do banco ou de uma pessoa, a pessoa que receber esse dinheiro que não é dela, se quiser não devolve, e que para o banco ter que mexer na conta dessa pessoa, só com autorização.

    Eu digo que isso não pode acontecer, e que se o dinheiro for parar a uma outra conta por engano (seja por engano de uma pessoa, ou do banco) essa pessoa tem que devolver o dinheiro.

    Quem está certO?
    A autorização para estornar já está nos papeis que foram assinados aquando na abertura da conta.

    Se se abotoar ao que não é dele pode até ganhar uma estadia grátis num hotel aos quadradinhos, é que isto é no mínimo enriquecimento ilícito.
    Poder ficar com o dinheiro pode, mas quando lhe puserem o problema do engano ele tem que demonstrar que é plausível o dinheiro ser para ele.

  21. #21
    Piloto de Testes psantos's Avatar
    Data de Registo
    Apr 2003
    Localização
    Torres Novas, , Portugal.
    Posts
    2,608

    Por Defeito

    o assunto deste tópico relata o longe que estamos de uma sociedade civilizada, onde passa pela cabeça, numa sociedade civilizada, onde as pessoas são pessoas de bem, criar obstáculos à resolução de um erro, apenas para tirar contrapartidas desse erro.

    só mesmo o nosso chico-espertimo para ver como normal, uma situação que de normal não tem nada

  22. #22
    Piloto de Testes biker's Avatar
    Data de Registo
    Aug 2007
    Localização
    Trás-os-Montes
    Posts
    3,183

    Por Defeito

    Na minha conta bancaria uma vez tinha lá dinheiro a mais que não era meu, de um momento para o outro esse valor desapareceu e não foi preciso autorização.

  23. #23
    Piloto de Kart RuiJorge's Avatar
    Data de Registo
    Mar 2010
    Posts
    112

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por JotaeMe Ver Post
    (...) Sei de uma pessoa que se enganou num dígito ao introduzir um número de conta, o sistema aceitou e ela transferiu para uma conta errada. Os sistemas, sendo seguros, não são à prova de bala. (...)
    É verdade que os sistemas não são infalíveis mas no caso do NIB estamos a falar de um sistema seguro. Se não fosse assim o sistema bancário da SIBS não era certificado o que teria consequências nacionais e internacionais gravissimas.

    O sistema de segurança do NIB funciona com base num algoritimo, tal como qualquer outro sistema idêntico, sendo neste caso assim...

    21 dígitos decompostos em:
    a) 4 para designação do banco
    b) 4 para designação do balcão
    c) 11 para designação da conta do utilizador
    d) 2 para dígitos de controlo

    Forma de cálculo do Dígitos de Controlo:

    Primeiro substitui os dois dígitos de controlo por dois zeros.
    Divide o valor obtido (os 21 dígitos já com os zeros) por 97.
    Subtrai o resto da divisão ao valor 98.
    O resultado corresponde aos dígitos de controlo.
    Se a diferença obtida for de apenas um algarismo, acrescenta um 0 à esquerda.

    Exemplo:
    NIB 0019 0019 00200026290 51.
    Substitui os digitos de controlo 51 por zeros e obtem 001900190020002629000.
    Divide 1900190020002629000 por 97.
    O resto é 47.
    Subtrai a 98 e terás 51.

    Experimenta com o teu... e já agora transfere para o NIB acima a tua dádiva por esta explicação

  24. #24
    Piloto de Provas de Perícia
    Data de Registo
    Nov 2007
    Posts
    627

    Por Defeito

    Não é o mesmo caso, mas um vez recebi um carregamento de 20€ no telemóvel. Como de vez em quando, familiares me carregam o telemóvel sem me dizer nada não estranhei, e como tal usufruí do saldo.

    passado uma semana, tinha gasto perto de 6€ deixaram me com 5€ negativos porque ao que parece se enganaram, e carregaram o meu telemóvel.

    Ainda estive para me chatear porque fiquei com saldo negativo numa situação muito chata ( meio do alentejo) e estive para me chatear com a vodafone, mas acabei por deixar passar.

  25. #25
    Piloto de Kart RuiJorge's Avatar
    Data de Registo
    Mar 2010
    Posts
    112

    Por Defeito

    Desculpem o OFFTOPIC, mas por curiosidade, e para quem tiver interesse nestas coisas, aqui vai a explicação do número "mágico" do BI que muitos pensam ser o nº de pessoas com o mesmo nome (um mito urbano muito divulgado) e não passa também de um dígito de controlo.

    Um algoritimo usado para um dígito de controlo tem que ser testado e verificada a sua eficiência a 100%, caso contrário não deve ser usado.
    O caso do BI é um caso típico de um algoritimo "disfuncional", como irei mostrar mais à frente.

    Existem 2 formas de obter o dígito de controlo, sendo a 1ª a mais fácil.

    Em qualquer dos casos inicia-se o processo da mesma forma.

    Exemplo: BI 7232380

    Acrescentam-se zeros à esquerda até perfazer 9 dígitos

    007232380

    Multiplica-se o 1º dígito à esquerda por 10, o 2º por 9 e assim sucessivamente até ao último que será multiplicado por 2.

    Assim:
    0 0 7 2 3 2 3 8 0
    | | | | | | | | |
    10 9 8 7 6 5 4 3 2

    0+0+56+14+18+10+12+24+0=134

    Soma-se cada valor individualmente obtido. Neste caso daria 134.

    FORMA SIMPLES

    1) Divide a soma (134 neste exemplo) por 11.
    2) Diminui o resto a 11
    3) Neste exemplo, o resto de 134/11 é 2
    4) Logo o dígito de controlo é 9 (11-2)

    O problema da inexactidão deste algoritimo reside no facto de sendo de apenas um dígito, como resolver um resultado superior a 9?
    Imaginem que o somatório dava 143. 143/11 dá resto zero. 11-0 é 11.
    Nestes casos, quem criou este sistema optou por colocar sempre 0 (zero) no dígito de controlo.

    FORMA COMPLEXA

    Inicia um ciclo até que o resto seja zero.
    Em cada ciclo adiciona 1 ao valor obtido e à variável digito.

    digito iniciado a 1
    134+1=135/11
    resto 3
    digito passa a 2
    136/11
    resto 4
    digito passa a 3
    137/11
    resto 5
    digito passa a 4
    138/11
    resto 6
    digito passa a 5
    139/11
    resto 7
    digito passa a 6
    140/11
    resto 8
    digito passa a 7
    141/11
    resto 9
    digito passa a 8
    142/11
    resto 10
    digito passa a 9
    143/11
    resto zero

    Então o dígito é 9.

    Também neste método mais complexo temos o mesmo problema da inexactidão.
    Imaginem que o somatório dava 133 em vez do valor inicial de 134. Teriamos mais um ciclo, sendo que nesse caso o valor do dígito seria 10 no momento em que obtivessemos o resto zero.
    Mais uma vez opta-se por colocar sempre 0 (zero) no dígito de controlo.
    -----------------------------

    Desculpem a "seca"...

  26. #26
    Banido Fumega's Avatar
    Data de Registo
    Dec 2008
    Posts
    556

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Alive Ver Post
    Não é o mesmo caso, mas um vez recebi um carregamento de 20€ no telemóvel. Como de vez em quando, familiares me carregam o telemóvel sem me dizer nada não estranhei, e como tal usufruí do saldo.

    passado uma semana, tinha gasto perto de 6€ deixaram me com 5€ negativos porque ao que parece se enganaram, e carregaram o meu telemóvel.

    Ainda estive para me chatear porque fiquei com saldo negativo numa situação muito chata ( meio do alentejo) e estive para me chatear com a vodafone, mas acabei por deixar passar.
    Isso dos carregamentos dos telemóveis se te enganares basta telefonares para a Vodafone por exemplo, dizer o número de telemóvel a que carregaste por engano, o nº de telemóvel que queres carregar, e a hora do carregamento e eles revertem logo, já me aconteceu comigo n vezes, e com outras pessoas também.

  27. #27
    Piloto de Troféu Axxantis's Avatar
    Data de Registo
    Oct 2003
    Localização
    , , .
    Posts
    7,384

    Por Defeito

    Uma transferência efectuada por engano pelo titular de uma conta para uma terceira (sem enganos no Banco pelo meio), requer um pedido de devoluçao dos fundos ao destinatário. Este é obrigado a dar instruções ao seu banco para devolver o dinheiro. Contudo, se o destinatário se recusar recusar a fazê-lo, deve apresentar-se queixa na polícia ou nos tribunais. É um caso chato, mas limpo. O destinatário vai sempre acabar por devolver o dinheiro, acrescido de uma indemnização.
    Foi isto que sucedeu num caso que conheço. Um familiar meu transferiu por engano uma verba qualquer para pagar uns móveis que tinha adquirido. O destinatário, que nada tinha que ver com o fabricante dos móveis, recusou-se a devolver o dinheiro. Foi feita uma participação que originou uma ordem do tribunal imediata de cativo daqueles fundos, que ficaram portanto conglados até ao término do processo. Como o tipo nunca deu o braço a torcer, acabou por ser condenado a devolver a verba e ainda pagar uma indemnização de um tanto por cada dia passado.

  28. #28
    Piloto de Rallye LuisMiguel's Avatar
    Data de Registo
    Jan 2003
    Posts
    14,301

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por RuiJorge Ver Post
    Desculpem o OFFTOPIC, mas por curiosidade, e para quem tiver interesse nestas coisas, aqui vai a explicação do número "mágico" do BI que muitos pensam ser o nº de pessoas com o mesmo nome (um mito urbano muito divulgado) e não passa também de um dígito de controlo.

    Um algoritimo usado para um dígito de controlo tem que ser testado e verificada a sua eficiência a 100%, caso contrário não deve ser usado.
    O caso do BI é um caso típico de um algoritimo "disfuncional", como irei mostrar mais à frente.

    Existem 2 formas de obter o dígito de controlo, sendo a 1ª a mais fácil.

    Em qualquer dos casos inicia-se o processo da mesma forma.

    Exemplo: BI 7232380

    Acrescentam-se zeros à esquerda até perfazer 9 dígitos

    007232380

    Multiplica-se o 1º dígito à esquerda por 10, o 2º por 9 e assim sucessivamente até ao último que será multiplicado por 2.

    Assim:
    0 0 7 2 3 2 3 8 0
    | | | | | | | | |
    10 9 8 7 6 5 4 3 2

    0+0+56+14+18+10+12+24+0=134

    Soma-se cada valor individualmente obtido. Neste caso daria 134.

    FORMA SIMPLES

    1) Divide a soma (134 neste exemplo) por 11.
    2) Diminui o resto a 11
    3) Neste exemplo, o resto de 134/11 é 2
    4) Logo o dígito de controlo é 9 (11-2)

    O problema da inexactidão deste algoritimo reside no facto de sendo de apenas um dígito, como resolver um resultado superior a 9?
    Imaginem que o somatório dava 143. 143/11 dá resto zero. 11-0 é 11.
    Nestes casos, quem criou este sistema optou por colocar sempre 0 (zero) no dígito de controlo.

    FORMA COMPLEXA

    Inicia um ciclo até que o resto seja zero.
    Em cada ciclo adiciona 1 ao valor obtido e à variável digito.

    digito iniciado a 1
    134+1=135/11
    resto 3
    digito passa a 2
    136/11
    resto 4
    digito passa a 3
    137/11
    resto 5
    digito passa a 4
    138/11
    resto 6
    digito passa a 5
    139/11
    resto 7
    digito passa a 6
    140/11
    resto 8
    digito passa a 7
    141/11
    resto 9
    digito passa a 8
    142/11
    resto 10
    digito passa a 9
    143/11
    resto zero

    Então o dígito é 9.

    Também neste método mais complexo temos o mesmo problema da inexactidão.
    Imaginem que o somatório dava 133 em vez do valor inicial de 134. Teriamos mais um ciclo, sendo que nesse caso o valor do dígito seria 10 no momento em que obtivessemos o resto zero.
    Mais uma vez opta-se por colocar sempre 0 (zero) no dígito de controlo.
    -----------------------------

    Desculpem a "seca"...
    Alguém anda a ler os livros do Buescu. Muito interessantes, por acaso!

Tópicos semelhantes

  1. Questão sobre transferência de domínio - urgente
    Por Porco na secção OFF Topic
    Respostas: 6
    Último Post: 04-01-10, 13:39:43
  2. Questão sobre transferência de propriedade
    Por Porco na secção FÓRUM GERAL
    Respostas: 7
    Último Post: 24-08-09, 21:17:05
  3. Opinião sobre transferência de curso
    Por MiniZ na secção OFF Topic
    Respostas: 26
    Último Post: 11-10-08, 20:54:10
  4. Dúvida em relação a caixas de transferência
    Por Green_Manalishi na secção Clube TT (Encerrado)
    Respostas: 13
    Último Post: 16-11-05, 08:57:03

Regras de Colocação

  • Não pode criar tópicos
  • Não pode responder
  • Não pode colocar anexos
  • Não pode editar os seus posts
  •  

A Motorpress Lisboa S.A. não pode ser responsabilizada pelas opiniões, imagens, links ou outros conteúdos submetidos pelos utilizadores deste Fórum.
Este Website encontra-se registado na Comissão Nacional de Protecção de Dados.