Rendimento Básico Incondicional - Página 3
 Rede MPL:
Página 3 de 53 PrimeiraPrimeira ... 23413 ... ÚltimaÚltima
A mostrar resultados 61 para 90 de 1563

Título: Rendimento Básico Incondicional

  1. #61
    Piloto de Fórmula 1 Karma's Avatar
    Data de Registo
    Feb 2007
    Localização
    New New York
    Posts
    19,021

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por DMA Ver Post
    A transcrição do início do tópico é basicamente: No lugar de fazer QE aos bancos, porque não "torrar" 60 G euros mensais do programa de QE do BCE diretamente com os cidadãos? Não seria com dinheiro da SS.
    Por isso é que está lá a cara do Draghi no cheque e o valor de 60 G euros.
    Há é países como a Finlândia a pensar numa via como a que descreves. Como uma reforma da SS. Mas aí de certeza que não será para todos.

    Claramente seria uma medida (a do post inicial) para tentar rebalancear os rendimentos entre o pináculo da pirâmide e o restante. Trata-se de redistribuir duma forma diferente do que o QE actual está a fazer.

    Agora, seria uma medida claramente inflacionária.
    Mas lá está, se é uma medida incondicional, como o I de RBI indica, é para todos, agora olhas para o 60 mil milhoes por mes (se é que é verdade, por extenso diz sixteen, mas isso sao contas de outro rosário) e divides esse valor por 333 milhoes de habitantes da zona euro. E se o dinheiro nao é injectado nos bancos, o que acontece aos bancos? Será que as perdas dos cidadaos e da economia nao podem ser superiores ás que recebem pelo RBI?

    E continua sem ser uma forma de equilibrar rendimentos.


  2. #62
    Piloto de Provas de Perícia DMA's Avatar
    Data de Registo
    Jul 2008
    Posts
    919

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Vocsa Ver Post
    Estava apenas a tentar demonstrar o outro lado da equação, que é menos imediato de compreender. Mas isso não significa que muitos dos comentários anteriores não estejam certos.

    Sobre os actuais mecanismos... eu acho que não. Pelo menos em Portugal. Noutros países é diferente. Vou tentar explicar-te com um caso concreto:

    Uma vez um britânico a viver em Portugal disse-me que não compreendia a fixação que os Portugueses têm pelos filhos/herança: guardar dinheiro para os filhos, deixar uma casa ao filhos, etc, etc.

    Eu expliquei-lhe que em PT, quando alguém (um filho) lhe corre mal a vida, desemprego, doença grave, etc, recorre-se à família. Se a família não pode, vai-se para baixo da ponte ou morre-se de fome.

    No UK (de onde ele era) aos 18 sai-se de casa e começa-se a procriar os 20's. Depois os serviços de SS asseguram tudo. Se não tens dinheiro para casa o Estado paga, se não tens dinheiro para o filho, o estado paga (ou pagava naquela altura). Por isso a taxa de mães solteiras por lá era enorme... o enquadramento de subsídios era brutal (sim, há encostadinhas lá!). E ninguém manda - como acontece cá- pedir ajuda à família, algo que me parece indecente, quase imoral.

    Depois é claro que um britânico vulgar tenha uma vida descansada e sem preocupações com os filhos, porque há uma rede social que não deixa cair as pessoas e não os manda pedir dinheiro aos pais.

    Percebes a diferença a nível sociológico que isto impõe?

    (acho que não é OT!)
    O UK pode ter este modelo enquanto o conseguir sustentar.
    Está carregado de dívida total (privada, empresarial e pública). Tem BC próprio e moeda própria. E durante muitos anos teve recitas petrolíferas da exploração do Mar do Norte (que está em declínio). Se a moeda estourar, deixam de ter capacidade de fornecer todos estes apoios.

  3. #63
    Piloto de Provas de Perícia DMA's Avatar
    Data de Registo
    Jul 2008
    Posts
    919

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Vocsa Ver Post
    Claro que podes. Tantos países o fizeram e cada um de sua forma. Mas um RBI viria ao encontro disso por natureza. Mudaria a forma de estar das pessoas, aquele stress diário de olhar o amanhã com desconfiança/medo.

    Só o que se poupava em ansiolíticos e road rage...

    De qualquer forma, sou daqueles que acha que a Europa necessita de avançar em matérias comuns. Estagnou na convergência de pontos importantes como a política de impostos e apoios. Ou se avança ou se recua, estar assim neste sistema misto com dois pesos e duas medidas, não dá com nada.
    A Europa enquanto não tiver um mercado de trabalho totalmente livre, política fiscal comum ... e até uma língua que todos aceitem e saibam (sem abandonar a própria) será sempre um projeto "manco".

  4. #64
    Piloto de Provas de Perícia DMA's Avatar
    Data de Registo
    Jul 2008
    Posts
    919

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Vocsa Ver Post
    De um modo ou de outro já começamos essa "travessia do deserto" há algum tempo. Não faltam exemplos.

    Quando nos lembramos dos portageiros e da introdução das portagens com pagamento automático... lembro-me que na altura foi noticiado como um enorme avanço técnico. Quando se perguntou se iriam despedir as pessoas a resposta pronta foi que "não era isso que estava em causa".

    Claro que não...

    Como essas, outras tantas. Não se pode é ignorar o lucro que uma empresa faz com isso. Não é que isso seja mau, note-se. Mas a sociedade tem de recriar ou seus equilíbrios. Se crescemos em tecnologia para as pessoas andarem a passar fome e apenas dois ou três retirarem lucro disso... então correu muito mal.
    A única hipótese dos países desenvolvidos terem hipótese de implementar este tipo de rendimento garantido será abordar de frente a questão da fuga fiscal dos grandes grupo económicos, bem como bloquear importações de países que não respeitem regras básicas, ambientais e de trabalho.
    Só assim terão receitas para suportar os desempregados de longa duração, que é um paradigma que infelizmente veio para ficar.

  5. #65
    Banido EsmagaSapos's Avatar
    Data de Registo
    Jun 2014
    Localização
    Vale de Cambra
    Posts
    287

    Por Defeito

    Os comunistas que querem aplicar estas medidas que vão viver para o seu habitat.

    Vão para as montanhas, façam uma casa de paus mas para isso façam um machado para os cortar e façam corda para os prender.

    Vão caçar mas se quiserem mesmo seguir à letra comam erva.

    Fazer as necessidades com o vento a bater de levezinho e tapar o buraco como os animais.

    Beber água é do rio. Tomar banho? É da água gelada do rio. Vestir? É com o que a natureza dá.

    Querem liberdade? Aqui a têm. Não querem pois não? Querem libertinagem em que não precisam de trabalhar no capitalismo para satisfazer as vossas ansiedades e futilidades.

  6. #66
    Piloto de Provas de Perícia DMA's Avatar
    Data de Registo
    Jul 2008
    Posts
    919

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por mmiigguueell Ver Post
    Achas realmente que recebendo 500€ já não vais querer trabalhar?
    Porque é que os politicos que se reformam aos 40 e mais tarde continuam a trabalhar? e recebem bem mais que o RBI daria.

    Como já disse atras, existem estudos que contrariam esse argumento.

    Que incentivo tem o Mark Zuckerberg para continuar a trabalhar ?

    Vamos fazer uma poll a ver quem aqui no forum deixaria de trabalhar se recebesse do RBI 500€ ?
    A amostra não é significativa, a votação de pouco adianta.

    Isso são as excepções que confirmam a regra. Acredito que a maioria ficaria sem trabalhar. E se o sistema fosse baseado na coleta de impostos e não na impressão por parte do BCE, não vejo como seria possível dar indiscriminadamente a toda a gente um valor igual ao do salário mínimo.

  7. #67
    Piloto de Troféu Vocsa's Avatar
    Data de Registo
    Feb 2014
    Localização
    Vocsistão: Independência já!
    Posts
    9,636

    Por Defeito

    @DMA:

    Eu apenas referi o caso do UK para enquadrar o impacto sociológico, o tal modo diferente de pensar entre um britânico e um tuga e o porquê. De qualquer modo, como dizes e bem, essas benesses já estão a ser retiradas gradualmente e tem havido mudanças sociais de monta por lá. E sem dinheiro nada se faz. Isso é lógico. Mas nem era sobre isso que escrevia nesse momento.

    Concordo contigo com a necessidade de uma política fiscal europeia comum. E com o combate à fuga fiscal. Depois temos o "dumping ambiental e social" protagonizado por países em desenvolvimento. Tudo problemas pertinentes. Todos eles em conjunto têm contribuído para a nossa crise aqui no cantinho Tuga, mas pouco se fala, é mais fácil apontar dedos.

    Um exemplo algo grosseiro, eu não posso pagar impostos na Holanda, mas o supermercado onde faço compras pode. Na hora da Europa pedir um esforço acrescido de austeridade, pede a mim e não a esse supermercado... porque ele é holandês, claro...

    O rei vai nú, há algum tempo. De tal forma que já se engripou. E mesmo assim ninguém diz nada, está tudo bem.

  8. #68
    Piloto de Provas de Perícia DMA's Avatar
    Data de Registo
    Jul 2008
    Posts
    919

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Karma Ver Post
    Mas lá está, se é uma medida incondicional, como o I de RBI indica, é para todos, agora olhas para o 60 mil milhoes por mes (se é que é verdade, por extenso diz sixteen, mas isso sao contas de outro rosário) e divides esse valor por 333 milhoes de habitantes da zona euro. E se o dinheiro nao é injectado nos bancos, o que acontece aos bancos? Será que as perdas dos cidadaos e da economia nao podem ser superiores ás que recebem pelo RBI?

    E continua sem ser uma forma de equilibrar rendimentos.
    Grandes parolos ... nem reparei na escrita por extenso. Colocam 60 num lado e 16 no outro ... já é um grande "menos" para quem arranca com a iniciativa, mostra um bocado de amadorismo.
    O valor do QE são 60 G mensais, posso garantir-te. Há conversas que o programa pode ser ainda mais vasto ... ou com maior prazo, ou com maior volume de compras ... ou combinando ambos!
    Os 60 G estão a ser usados basicamente para os bancos desfazerem-se de activos tóxicos dos balanços e para os estados continuarem a endividar-se à vontadinha. O Estado teria que deixar os activos tóxicos estourarem, virem para valor de mercado. E garantir os depósitos.
    Eu não defendo o "QE do povo"; que não é ideia nova, o Sandres na campanha eleitoral americana já falou nisso, o Corbin no UK também. Mas entre o QE actual e um para as pessoas, prefiro um para a população em geral.

    Na minha otica estás a reequilibrar rendimentos. Entre o topo do topo da pirâmide (os que agora beneficiam do QE e políticas de taxa de juros baixas) e o resto.
    Na estás é a reequilibrar dentro do receptores do RBI.
    Última edição por DMA : 20-01-16 às 17:11:08

  9. #69
    Piloto de Fórmula 1 Karma's Avatar
    Data de Registo
    Feb 2007
    Localização
    New New York
    Posts
    19,021

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por DMA Ver Post
    A amostra não é significativa, a votação de pouco adianta.

    Isso são as excepções que confirmam a regra. Acredito que a maioria ficaria sem trabalhar. E se o sistema fosse baseado na coleta de impostos e não na impressão por parte do BCE, não vejo como seria possível dar indiscriminadamente a toda a gente um valor igual ao do salário mínimo.
    Exacto. Já fiz contas na primeira página. Quanto maior o universo de beneficiários menos dinheiro há para todos (como é óbvio).

    O mais interessante nesta discussao será:
    - saber de onde vem o dinheiro
    - discutir o que poderá acontecer á taxa de inflaccao
    - explicar porque é que o sistema actual nao serve
    - identificar quem recebe o RBI (Todos? Só adultos? Só quem nao trabalha? Só quem recebe abaixo do RBI? etc.)

    Tudo o resto é para mim superfluo.

  10. #70
    Piloto de Provas de Perícia DMA's Avatar
    Data de Registo
    Jul 2008
    Posts
    919

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Vocsa Ver Post
    @DMA:

    Eu apenas referi o caso do UK para enquadrar o impacto sociológico, o tal modo diferente de pensar entre um britânico e um tuga e o porquê. De qualquer modo, como dizes e bem, essas benesses já estão a ser retiradas gradualmente e tem havido mudanças sociais de monta por lá. E sem dinheiro nada se faz. Isso é lógico. Mas nem era sobre isso que escrevia nesse momento.

    Concordo contigo com a necessidade de uma política fiscal europeia comum. E com o combate à fuga fiscal. Depois temos o "dumping ambiental e social" protagonizado por países em desenvolvimento. Tudo problemas pertinentes. Todos eles em conjunto têm contribuído para a nossa crise aqui no cantinho Tuga, mas pouco se fala, é mais fácil apontar dedos.

    Um exemplo algo grosseiro, eu não posso pagar impostos na Holanda, mas o supermercado onde faço compras pode. Na hora da Europa pedir um esforço acrescido de austeridade, pede a mim e não a esse supermercado... porque ele é holandês, claro...

    O rei vai nú, há algum tempo. De tal forma que já se engripou. E mesmo assim ninguém diz nada, está tudo bem.
    Fizeste bem em trazer o teu ângulo da questão para a troca de ideias. Assim é que vale à pena.
    A questão da optimização fiscal é uma palhaçada que nem tem descrição. Mas temos no topo da Comissão Europeia um fulano que foi o exponente desses esquemas; JC Juncker.

    O problema duma abordagem como a do UK é a seguinte:

    Dás regalias e suporte. Tudo bem, é humano, é digno.
    Agora se estamos a gerar défice com essa política, estamos a limitar os apoios e benesses que "gerações" futuras poderão atribuir. Porque terão que fazer o serviço duma dívida maior.
    Que direito a "geração" actual tem acima das "gerações" seguintes?
    No fundo estamos a limitar a quantidade de políticas humanas e dignas que outros poderão implementar.
    Esta política de quem venha a seguir que feche a porta, faz-me uma confusão enorme.

  11. #71
    Piloto de Testes ASOT's Avatar
    Data de Registo
    Sep 2013
    Posts
    1,625

    Por Defeito

    Bora lá criar mais mandriões...

  12. #72
    Piloto de Testes
    Data de Registo
    Apr 2008
    Posts
    3,429

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por DMA Ver Post
    A amostra não é significativa, a votação de pouco adianta.

    Isso são as excepções que confirmam a regra. Acredito que a maioria ficaria sem trabalhar. E se o sistema fosse baseado na coleta de impostos e não na impressão por parte do BCE, não vejo como seria possível dar indiscriminadamente a toda a gente um valor igual ao do salário mínimo.
    É a tua opinião ou baseias-te em algo ?

    A maioria vai continuar a trabalhar(quem o tiver) e assim o dizem estudos e experiencias já feitas!

    Será dado a todos os maiores de 18.

  13. #73
    Piloto de Provas de Perícia DMA's Avatar
    Data de Registo
    Jul 2008
    Posts
    919

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Karma Ver Post
    Exacto. Já fiz contas na primeira página. Quanto maior o universo de beneficiários menos dinheiro há para todos (como é óbvio).

    O mais interessante nesta discussao será:
    - saber de onde vem o dinheiro
    - discutir o que poderá acontecer á taxa de inflaccao
    - explicar porque é que o sistema actual nao serve
    - identificar quem recebe o RBI (Todos? Só adultos? Só quem nao trabalha? Só quem recebe abaixo do RBI? etc.)

    Tudo o resto é para mim superfluo.
    Vou dar a minha opinião:

    Se o dinheiro viesse do OE via coleta fiscal (não via dívida) o apoio seria bem restrito. Ou a poucas pessoas para o valor ser razoável, ou com valor mais baixo e sendo mais abrangente. Mas sendo limitado no universo de receptores ... não seria RBI.
    Portugal teria que ter recursos naturais com valor, ter baixa corrupção, captar dinheiro com turismo, ter indústria que gere boas margens e ter uma balança comercial "arranjadinha" para poder começar a pensar em algo do género baseado no OE. Com a situação actual é uma quimera, não tem suporte nenhum. É inviável. O país não gera mais-valias que permitam tal plano.
    Se fosse baseado no BCE, como o post inicial indica, geraria inflação. Poderia demorar mais ou menos tempo, mas seria inevitável. O Euro desvalorizaria. São 720 G euros anuais de expansão da moeda em circulação. No final de 10 anos seriam mais 7,2 T euros ... é muuuuuito.

    O sistema actual de SS será testado - e para mim arrebenta - por causa da pirâmide demográfica e por causa do desemprego de longa duração. Temos menos pessoas a contribuir para os OE (SS) e cada vez mais pessoas a precisarem de apoio por causa do desemprego. Para mim é esta a razão de começara a pensar-se em apoios para os desempregados de longa duração. E um "rendimento mínimo" seria algo nesse sentido.

    Para mim as pessoas que receberiam os apoios seriam pessoas com idade considerada apta para o trabalho (18-67 ??). Mas o rendimento teria de ser claramente inferior ao de quem trabalha.

  14. #74
    Piloto de Provas de Perícia DMA's Avatar
    Data de Registo
    Jul 2008
    Posts
    919

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por ASOT Ver Post
    Bora lá criar mais mandriões...
    E quando a maximização, a automatização, a robótica a concentração de empresas em mega-corporações (tudo processos em curso) gerarem níveis de desemprego brutais? Em que mesmo querendo trabalhar não haja nada? As pessoas cortam os pulsos?

    Vamos discutir isso um bocado mais à fundo ...

  15. #75
    Piloto de Fórmula 1 Karma's Avatar
    Data de Registo
    Feb 2007
    Localização
    New New York
    Posts
    19,021

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por mmiigguueell Ver Post
    É a tua opinião ou baseias-te em algo ?

    A maioria vai continuar a trabalhar(quem o tiver) e assim o dizem estudos e experiencias já feitas!

    Será dado a todos os maiores de 18.
    Mais de 18 em Portugal sao cerca 8,5 milhoes.
    A SS gasta anualmente 12.256 milhoes de euros. (nao estou 100% certo deste número, podemos usar outro)
    Isto dividido por todos dá 1441€, que dividido por 12 dá 120€, se dividirmos por 14, dá 100€.

    Deixam de haver quaisquer prestacoes sociais (maternidade/paternidade, doenca, desemprego, RSI, etc), só ficam as pensoes.

    Onde se vai buscar o resto do dinheiro para fazer 500€ em números redondos? Sao só quase 40 mil milhoes em falta. É "apenas" 22% do PIB de Portugal.

  16. #76
    Piloto de Provas de Perícia DMA's Avatar
    Data de Registo
    Jul 2008
    Posts
    919

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por mmiigguueell Ver Post
    É a tua opinião ou baseias-te em algo ?

    A maioria vai continuar a trabalhar(quem o tiver) e assim o dizem estudos e experiencias já feitas!

    Será dado a todos os maiores de 18.
    Então para ti é viável uma economia fornecer um salário equivalente ao SM para uma faixa extensa da população?
    De onde geras riqueza para tal proposição? 1 M de pessoas a receberem 500 euros por mês, são 500 M de euros mensais e 6 G euros anuais ... reforço ... apenas para 1 M de pessoas.

    PS: Não tinha visto o post do Karma, que vai quase na mesma direcção.
    Última edição por DMA : 20-01-16 às 17:50:11

  17. #77
    Piloto de Testes
    Data de Registo
    Sep 2015
    Posts
    3,825

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por DMA Ver Post
    Gostei do post, subscrevo.

    Qualquer ideia que exista em relação a rendimento "fornecido" pelo estado - que mais não é que redistribuição de capital que foi retirado a outros - deve ter um ponto de partida bem definido. O rendimento total de alguém que recebe apoios estatais, deve ser inferior ao salário mínimo.
    Senão qual será o incentivo para trabalhar? O sistema colapsaria rapidamente.
    O RSI é inferior ao SMN. O problema do RSI é que foi feito nuns moldes estapafúrdios e gera muitas injustiças.
    E, na verdade não serve para inserção. Quem quer realmente fazer algo pela vida não é com o RSI ( esses nem direito a ele têm, só porque têm onde viver, seja com quem for. Presumem que o tio manel que deixou dormir no sofá sustenta o requerente, o que é pura e simplesmente parvo).

  18. #78
    Piloto de Provas de Perícia DMA's Avatar
    Data de Registo
    Jul 2008
    Posts
    919

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Karma Ver Post
    Mais de 18 em Portugal sao cerca 8,5 milhoes.
    A SS gasta anualmente 12.256 milhoes de euros. (nao estou 100% certo deste número, podemos usar outro)
    Isto dividido por todos dá 1441€, que dividido por 12 dá 120€, se dividirmos por 14, dá 100€.

    Deixam de haver quaisquer prestacoes sociais (maternidade/paternidade, doenca, desemprego, RSI, etc), só ficam as pensoes.

    Onde se vai buscar o resto do dinheiro para fazer 500€ em números redondos? Sao só quase 40 mil milhoes em falta. É "apenas" 22% do PIB de Portugal.
    Concordo!
    E o PIB não significa muito, do meu humilde ponto de vista. Há que comparar com a receita fiscal.
    São valores monstruosos. Uma Noruega enquanto tiver petróleo pode fazer isto (e nem tenho certeza, teríamos que fazer contas).
    Portugal nem em sonhos.

  19. #79
    Piloto de Testes
    Data de Registo
    Sep 2015
    Posts
    3,825

    Por Defeito

    E a inflação..
    Se não se metesse mão, por ex. no arrendamento, ninguém no seu perfeito juizo não aumentava para o dobro.
    É que parte-se do zero.
    500=0.

  20. #80
    Piloto de Provas de Perícia DMA's Avatar
    Data de Registo
    Jul 2008
    Posts
    919

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por jktfah Ver Post
    O RSI é inferior ao SMN. O problema do RSI é que foi feito nuns moldes estapafúrdios e gera muitas injustiças.
    E, na verdade não serve para inserção. Quem quer realmente fazer algo pela vida não é com o RSI ( esses nem direito a ele têm, só porque têm onde viver, seja com quem for. Presumem que o tio manel que deixou dormir no sofá sustenta o requerente, o que é pura e simplesmente parvo).
    Percebi a tua ideia e subscrevo.
    Queres reforçar que existem muitas pessoas em miséria total e que não recebem apoio. Isso corta-me o coração, tenho mesmo pena destas situações.

  21. #81
    Piloto de Provas de Perícia DMA's Avatar
    Data de Registo
    Jul 2008
    Posts
    919

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por jktfah Ver Post
    E a inflação..
    Se não se metesse mão, por ex. no arrendamento, ninguém no seu perfeito juizo não aumentava para o dobro.
    É que parte-se do zero.
    500=0.
    Um RBI "universal" teria que ser com base em impressão, não há dúvida.
    O euro iria levar no couro, não tenho grande dúvida.

  22. #82
    Piloto de Testes
    Data de Registo
    Sep 2015
    Posts
    3,825

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por DMA Ver Post
    Percebi a tua ideia e subscrevo.
    Queres reforçar que existem muitas pessoas em miséria total e que não recebem apoio. Isso corta-me o coração, tenho mesmo pena destas situações.
    Basta viverem com uma avozinha que tenha uma reforma que mal lhe dá para os medicamentos, já não tem direito a RSI. Ou viver com um familiar nas mesmas condições, seja como for, drogado, alcoólico, etc. Faz-se uma conta e presume-se do agregado (presume-se que existe sustento, quando na verdade nem obrigação legal existe) e está feito. Não tem direito. É logo arquivado.

    Outros andam com uma mocita, fazem um filhote, arranjam uma casita, não fazem nada na vida ( ou fazem mas nem declaram) e recebem os RSIs da vida.
    Se alguém viver na rua também não recebe porque nem agregado\casa tem, nem consegue preencher os campos obrigatórios todos (disto não sei, mas penso que seja assim).

    Já fiz alguns requerimentos disso, tipo para ajudar, e é assim... .

    Não é a fortuna que falam nos fóruns e não dá para andar nas pastelarias...

    Uma pessoa são 180 e tal euros, para tudo. Como disse em cima, se calha o azar de terem um maluco ( doente mental, alcoolico, toxicodependente) em casa e só têm mesmo essa casa, e nenhum sitio para ir, e esse tipo tem uma reforma tipo de 200 ou 300€, é logo arquivado o requerimento

  23. #83
    Piloto de Testes
    Data de Registo
    Apr 2008
    Posts
    3,429

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Karma Ver Post
    Mais de 18 em Portugal sao cerca 8,5 milhoes.
    A SS gasta anualmente 12.256 milhoes de euros. (nao estou 100% certo deste número, podemos usar outro)
    Isto dividido por todos dá 1441€, que dividido por 12 dá 120€, se dividirmos por 14, dá 100€.

    Deixam de haver quaisquer prestacoes sociais (maternidade/paternidade, doenca, desemprego, RSI, etc), só ficam as pensoes.

    Onde se vai buscar o resto do dinheiro para fazer 500€ em números redondos? Sao só quase 40 mil milhoes em falta. É "apenas" 22% do PIB de Portugal.
    Esses 12.256milhoes são gastos de quê? Pessoal, com o desemprego ?
    Toda a burocracia que se vai extinguir, somaste? Todo o dinheiro poupado na saude, é mais dificil de contabilizar.
    Além do proprio retorno que o país vai ter.
    Não é assim em cima do ombro que se vão fazer as contas.
    Já agora quanto se perde na propria corrupção dentro de toda a SS.

    ....

    British parliament to consider motion on universal basic income

    http://www.independent.co.uk/news/uk...-a6823211.html

  24. #84
    Piloto de Testes
    Data de Registo
    Aug 2014
    Posts
    2,053

    Por Defeito

    O caso mais flagrante que conheci foi um amigo meu que era bolseiro de doutoramento. Recebia 980€ limpos por mês do Estado através da FCT (que pertence ao ministério da ciência e ensino superior).
    Como vivia sozinho (e tinha recibo de renda para o comprovar), arriscou pedir o RSI. Quando pediu o RSI declarou como rendimentos 0€ (ocultou o valor da bolsa). Passou a receber 190€ mensais de RSI (pagos pela Segurança Social).

    O próprio Estado (Segurança Social) não se fiscalizava a si próprio para averiguar se a pessoa recebia rendimentos do Estado (Ministério da Ciência e Ensino Superior).

    Um familiar meu que trabalha na Segurança Social confirmou-me na altura que a SS só cruza (ou cruzava, não sei se ainda é assim) dados com o ministério das finanças. Se tiveres rendimentos legais de outras fontes, podes ocultá-los que ninguém descobre.

    Surreal...
    Última edição por MVA : 20-01-16 às 18:35:42

  25. #85
    Piloto de Testes
    Data de Registo
    Sep 2015
    Posts
    3,825

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por MVA Ver Post
    O caso mais flagrante que conheci foi um amigo meu que era bolseiro de doutoramento. Recebia 980€ limpos por mês do Estado através da FCT (que pertence ao ministério da ciência e ensino superior).
    Como vivia sozinho (e tinha recibo de renda para o comprovar), arriscou pedir o RSI. Quando pediu o RSI declarou como rendimentos 0€ (ocultou o valor da bolsa). Passou a receber 190€ mensais de RSI (pagos pela Segurança Social).

    O próprio Estado (Segurança Social) não se fiscalizava a si próprio para averiguar se a pessoa recebia rendimentos do Estado (Ministério da Ciência e Ensino Superior).

    Um familiar meu que trabalha na Segurança Social confirmou-me na altura que a SS só cruza (ou cruzava, não sei se ainda é assim) dados com o ministério das finanças. Se tiveres rendimentos legais de outras fontes, podes ocultá-los que ninguém descobre.

    Surreal...
    São esses casos.
    Se o teu colega vivesse com um pai toxicodependente, que estivesse todos os dias aterrado (e tivesse 300 euritos de reforma ou uma treta qualquer) e estivesse a morrer à fome, arquivavam-lhe o requerimento, porque conta o agregado, seja como ele for e presume-se ( sem qualquer possibilidade de contestação) que um atrasado mental sustenta o lar.

    Se decidisse sair daquela casa por causa do ambiente de m*** para ir para debaixo da ponte era arquivado na mesma.

    Isso é bom para essas trafulhices e fazer filhotes.

    Para outros casos não... nem sequer se aplica à miséria extrema - que é quando nem onde dormir se tem....

    Tem também deficientes que recebem menos que 190...

    E vem o teu colega pedir mais 190 acima de 1000... não é por nada, mas devia ter vergonha, eu tinha...

  26. #86
    Piloto de Provas de Perícia A4B5's Avatar
    Data de Registo
    Dec 2012
    Localização
    Lisboa
    Posts
    851

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por Karma Ver Post
    Mais de 18 em Portugal sao cerca 8,5 milhoes.
    A SS gasta anualmente 12.256 milhoes de euros. (nao estou 100% certo deste número, podemos usar outro)
    Isto dividido por todos dá 1441€, que dividido por 12 dá 120€, se dividirmos por 14, dá 100€.

    Deixam de haver quaisquer prestacoes sociais (maternidade/paternidade, doenca, desemprego, RSI, etc), só ficam as pensoes.

    Onde se vai buscar o resto do dinheiro para fazer 500€ em números redondos? Sao só quase 40 mil milhoes em falta. É "apenas" 22% do PIB de Portugal.
    Obrigado pelo números.

    Um factor é que algumas coisas gratuitas, ou muito subsidiadas pelo Estado, poderiam passar a ser pagas mais perto do valor de mercado.

    (É claro que essa coisa de dar liberdade de escolha aos pobres deixa muito nervosos os políticos cujo "modelo de negócio" é ter uma clientela claramente dependente.)

    P.S. Note-se que o estado já absorve, correntemente, cerca de 50% do PIB de Portugal. Torna-se mais uma questão de vontade escolher onde gastar esses 20%. Talvez menos despesas de 0.3 milhões por ano em faqueiros diplomáticos ... (cf. Faqueiros...em menos de um ano, 300 mil euros!.)
    Última edição por A4B5 : 20-01-16 às 19:24:49

  27. #87
    Piloto de Fórmula 1 Karma's Avatar
    Data de Registo
    Feb 2007
    Localização
    New New York
    Posts
    19,021

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por mmiigguueell Ver Post
    Esses 12.256milhoes são gastos de quê? Pessoal, com o desemprego ?
    Toda a burocracia que se vai extinguir, somaste? Todo o dinheiro poupado na saude, é mais dificil de contabilizar.
    Além do proprio retorno que o país vai ter.
    Não é assim em cima do ombro que se vão fazer as contas.
    Já agora quanto se perde na propria corrupção dentro de toda a SS.

    ....

    British parliament to consider motion on universal basic income

    http://www.independent.co.uk/news/uk...-a6823211.html
    Os 12.256 milhoes sao gastos em prestacoes sociais (doenca, maternidade/paternidade, desemprego, etc.)
    A burocracia extingue-se mas as pessoas continuam a trabalhar no estado (nao podem ser despedidas). E mesmo assim as despesas de pessoal na SS nao sao nada por aí além
    100€ por pessoa sem ter direito a mais nada, deve dar uma saúde descomunal.
    O aumento na economia de dar 120€ por pessoa é irrelevante.

    Se quiseres falar em valores na ordem dos 500€ (como avancaste anteriormente), vais ter de me dizer onde é que se vao buscar os 40 mil milhoes em falta. 40 mil milhoes de euros por ano sao 3 pontes Vasco da Gama, todos os meses.

  28. #88
    Piloto de Provas de Perícia A4B5's Avatar
    Data de Registo
    Dec 2012
    Localização
    Lisboa
    Posts
    851

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por A4B5 Ver Post
    Por acaso um dos que ventilaram a ideia, há muitas décadas, foi o Robert A. Heinlein, pouco conhecido por ser de esquerda.
    Tropecei há pouco noutra referência de outro escritor de SF, algures pelos anos 60. O termo na altura era "Negative Income Tax", e uma pesquisa curta aponta para origem em 1962 com Milton Friedmann, outra figura notóriamente pouco socialista.

    Links, por exemplo: Negative income tax - Wikipedia, the free encyclopedia , http://www.econlib.org/library/Enc1/...IncomeTax.html

  29. #89
    Piloto de Troféu Vocsa's Avatar
    Data de Registo
    Feb 2014
    Localização
    Vocsistão: Independência já!
    Posts
    9,636

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por A4B5 Ver Post
    Tropecei há pouco noutra referência de outro escritor de SF, algures pelos anos 60. O termo na altura era "Negative Income Tax", e uma pesquisa curta aponta para origem em 1962 com Milton Friedmann, outra figura notóriamente pouco socialista.

    Links, por exemplo: Negative income tax - Wikipedia, the free encyclopedia , http://www.econlib.org/library/Enc1/...IncomeTax.html
    Assim que li o título do tópico pensei logo que não tardaria em vir alguém apelidar a medida de "comunista".

    É óbvio que não tem nada a ver com isso. Aliás parece-me que a definição de "esquerda" e "direita" são hoje completamente anacrónicas, ainda que em PT existam alguns "fosseis" como o PCP e outras reinterpretações livres da esquerda.

    Até o Tino de Rans explicou que a política terá muitos séculos de existência, a maior parte deles anteriores a esta bipolaridade.

  30. #90
    Piloto de Testes
    Data de Registo
    Jun 2014
    Posts
    1,740

    Por Defeito

    Friedman era muito liberal.

Regras de Colocação

  • Não pode criar tópicos
  • Não pode responder
  • Não pode colocar anexos
  • Não pode editar os seus posts
  •  

A Motorpress Lisboa S.A. não pode ser responsabilizada pelas opiniões, imagens, links ou outros conteúdos submetidos pelos utilizadores deste Fórum.
Este Website encontra-se registado na Comissão Nacional de Protecção de Dados.