Venda de bens penhorados [finanças]
 Rede MPL:
Página 1 de 2 12 ÚltimaÚltima
A mostrar resultados 1 para 30 de 42
Like Tree9Likes

Título: Venda de bens penhorados [finanças]

  1. #1
    Piloto de Testes 100do's Avatar
    Data de Registo
    Jan 2006
    Localização
    Portugal.
    Posts
    4,200

    Por Defeito Venda de bens penhorados [finanças]

    Já por várias vezes pesquisei por terrenos e quintas no portal das finanças. À uns dias encontrei um leilão de uma quinta que, pelas características poderá interessar-me.

    Nunca comprei nada por este método e tenho algumas dúvidas e receios.

    Está disponível um contacto do fiel depositário. Se lhe ligar, calculo que nestes casos as pessoas prefiram que o bem não seja vendido. Será assim?

    O que é que devo esperar? Será que a pessoa vai mostrar disponibilidade para me receber e mostrar a propriedade?

    A quinta tem casa, piscina e vinha. O leilão não refere mas calculo que não tenha qualquer recheio. Em caso de venda como é que funciona? Os donos têm um prazo para retirar os bens?

    Em caso de venda, o valor que eu teria que pagar é o valor final do leilão ou terei mais despesas? Devo ter que pagar pelo menos a escritura, não é? Paga-se ao estado?

    Já são muitas dúvidas e talvez ainda tenha mais.


  2. #2
    SB
    SB está offline
    Piloto de Provas de Perícia SB's Avatar
    Data de Registo
    Mar 2006
    Localização
    @ Google Earth
    Posts
    977

    Por Defeito

    Boa Sorte

    essas coisas por norma já estão "afiambradas"

    O Fiel depositário pode não ser o proprietário. tens que ver no anuncio.

    Não quer dizer que não tenhas sorte, mas...

    deves ter que pagar a escritura e respectivos impostos (IMT, imposto de selo (?))

    Sb

  3. #3
    Piloto de Testes 100do's Avatar
    Data de Registo
    Jan 2006
    Localização
    Portugal.
    Posts
    4,200

    Por Defeito

    Pela lista de devedores já deu para ver que o dono deve uma quantia avultada às finanças. Numa situação destas custa-me a acreditar que o tipo possa ter algum interesse em que a quinta seja vendida. Mas, tendo em conta que se trata de um leilão, qualquer um pode lá chegar nos últimos minutos e licitar.
    O que mais confusão me faz e que nada me agrada, é o que viria depois da venda. Ninguém gosta de ser despejado

    Já alguém comprou alguma coisa penhorada? Como é que correu?

    Eu ainda estou a tentar perceber se tenho coragem de ligar ao tipo e o que é que lhe pergunto.

  4. #4
    SB
    SB está offline
    Piloto de Provas de Perícia SB's Avatar
    Data de Registo
    Mar 2006
    Localização
    @ Google Earth
    Posts
    977

    Por Defeito

    tens que abstrair do que o fulano pensa.

    Tens que pensar, que no fundo lhe estás a resolver o problema, a ajuda-lo

    não vás sozinho

    e se for um "negocio" daqueles.... não a compras pelo valor estipulado.....

    Já assisti em tribunal, um apartamento dobrar de valor... duas gaijas começaram no despique foi bonito de observar.

  5. #5
    Piloto de Kart sngd's Avatar
    Data de Registo
    Jul 2007
    Localização
    Lisboa
    Posts
    94

    Por Defeito

    Boa tarde.

    Pode-se conseguir grandes negócios nesses leilões.

    Quanto ao fiel depositário: pode ser - ou não - o proprietário. Adicionalmente, nota que muitos dos fieis depositários que são proprietários querem é livrar-se do bem para abater ou liquidar a dívida. Muitas vezes, a divida é relativa a retenções na fonte e/ou IVA, e como tal estamos também no território do crime, pelo que pensam que pagando tudo conseguem "ajudar" o processo crime.

    Muitos devem também a meio mundo e preferem despachar a alguém do que ficar uma coisa àmercê dos lobos.

    Em princípio o imóvel já está livre de pessoas e bens, contudo vê bem o que consta do anúnico. No limite liga para a secção das execuções fiscais da repartição de finanças local.

    Em caso de venda, tens de pagar o valor do leilão bem como a totalidade das despesas, IMT, Selo (que incide sobre o valor de compra em leilão e não sobre o valor patrimonial tributário - que pode ser mais elevado) e a escritura.

    Boa sorte!

    (nota que, a respeito de imóveis comprados por leilões das finanças vê-se de tudo. Já soube de um apartamento que foi comprado e no dia antes o "fiel depositário" decidiu fazer uma fogueira na sala... Também já soube de outros que foram comprados e estavam e mantêm-se impecáveis sem qualquer chatice).

  6. #6
    Piloto de Testes 100do's Avatar
    Data de Registo
    Jan 2006
    Localização
    Portugal.
    Posts
    4,200

    Por Defeito

    No início parecia-me que era apenas uma quinta com uma vinha. Mas já consegui descobrir que para além da vinha, o dono também é engarrafador. Acho que não tenho coragem de me meter numa embrulhada destas

    O valor base é "aceitável" e abaixo do valor real quase de certeza. Mas não deve ser como comprar um computador no ebay.

  7. #7
    Banido Maraki's Avatar
    Data de Registo
    Nov 2010
    Posts
    6,108

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por 100do Ver Post
    No início parecia-me que era apenas uma quinta com uma vinha. Mas já consegui descobrir que para além da vinha, o dono também é engarrafador. Acho que não tenho coragem de me meter numa embrulhada destas

    O valor base é "aceitável" e abaixo do valor real quase de certeza. Mas não deve ser como comprar um computador no ebay.
    Não te deixes afectar por moralismos. Faz a tua proposta e pronto. A vida é mesmo assim. Imagina que eras tu na situação dele, achas que alguém ia ter pena de ti?

    Iam ficar com as tuas coisas pelo mais baixo valor possível, estando-se a marimbar para o que sentes ou pensas.

  8. #8
    Piloto de Testes 100do's Avatar
    Data de Registo
    Jan 2006
    Localização
    Portugal.
    Posts
    4,200

    Por Defeito

    Acho que vou ganhar coragem e ligo ao homem a ver o que ele diz. Depois decido o que fazer e se vale a pena tentar.
    SB e Mazzeo gostam disto.

  9. #9
    Piloto de Troféu Ilyushin's Avatar
    Data de Registo
    May 2011
    Posts
    6,042

    Por Defeito

    Tens de pensar que se não fores tu a comprar, será outro. Pelo menos no teu caso não é para aproveitar a desgraça dos outros para ter lucro, mas sim para dar uso ao imóvel..
    Audigy gosta disto.

  10. #10
    Piloto de Testes 100do's Avatar
    Data de Registo
    Jan 2006
    Localização
    Portugal.
    Posts
    4,200

    Por Defeito

    Primeira tentativa feita: não atendeu

    Ainda ninguém fez compras de bens penhorados pelas finanças? Nem carros?
    Há alguns carros com preços tentadores.

  11. #11
    Chefe de Equipa MrsX's Avatar
    Data de Registo
    Nov 2007
    Posts
    28,781

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por 100do Ver Post
    Primeira tentativa feita: não atendeu

    Ainda ninguém fez compras de bens penhorados pelas finanças? Nem carros?
    Há alguns carros com preços tentadores.
    Ando à espera que me apareça um imóvel que tenho em vista. Sei que o dono tem dívidas às finanças, mas não consigo chegar à fala com ele. Pode ser que quando aquilo for penhorado eu tenha sorte!

  12. #12
    Piloto de Testes 100do's Avatar
    Data de Registo
    Jan 2006
    Localização
    Portugal.
    Posts
    4,200

    Por Defeito

    Tenho quase a certeza que ninguém vai atender o telefone. Descobri que o nº de telemóvel do proprietário é outro (a internet tem destas coisas).
    O mais certo é ter arranjado um número só para este efeito.

  13. #13
    Piloto de Testes LEMF's Avatar
    Data de Registo
    Aug 2010
    Localização
    New York
    Posts
    2,518

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por 100do Ver Post
    Primeira tentativa feita: não atendeu

    Ainda ninguém fez compras de bens penhorados pelas finanças? Nem carros?
    Há alguns carros com preços tentadores.
    Já fiz uma licitação em leilão, a um apartamento. Certo é que foi para experimentar, e sabia perfeitamente que ao dar mais UM euro que o valor base , a minha oferta não seria a contemplada. Imagina, ofereci 150mil quando a casa foi vendida por 300mil.

    Depois desta tentativa espectacular, fui ver mais algumas casas ao site. Cheguei a tentar ver fisicamente uma casa, mas bati á porta e ninguém atendeu, mesmo eu sabendo que estava gente lá dentro porque se ouvia perfeitamente as pessoas (passos, máquinas, água, etc). Desisti. Mas ainda bem, o proprietário devia 11mil euros de condomínio..... e o condomínio era a módica quantia de......... 700 euros por trimestre (!), estava no quadro da entrada do edifício. Desisti dessas cenas...........

    Sempre que vos parecer um negócio espectacular.............. lembrem-se de ver o condomínio mensal.

  14. #14
    Piloto de Testes 100do's Avatar
    Data de Registo
    Jan 2006
    Localização
    Portugal.
    Posts
    4,200

    Por Defeito

    Neste caso não há condomínios. Mas bastou seguir o nome do indivíduo na internet, e já percebi o tipo que ele é. Tem um currículo e pêras. Será afilhado de um tal sr. Sócrates? Deve ter andado na mesma escola, a analisar pelo currículo

  15. #15
    SB
    SB está offline
    Piloto de Provas de Perícia SB's Avatar
    Data de Registo
    Mar 2006
    Localização
    @ Google Earth
    Posts
    977

    Por Defeito

    e o mais certo, é a venda não se concretizar...

    mas eu não dava parte de fraco , insistia e ia lá pessoalmente.

    devem andar aqui pessoas que sabem o que é o cambão

    Sb

  16. #16
    Pedestre
    Data de Registo
    Dec 2011
    Posts
    44

    Por Defeito

    antigamente com as propostas em carta fechada era fácil manipular as coisas. agora com o leilão electrónico qualquer pessoa pode saber o valor da proposta mais alta e apresentar o que entender até ao último minuto. é mais transparente.

    o vencedor é notificado por carta registada e tem 15 dias para ir às finanças pagar. até 500 unidades de conta tem que ser a pronto. mais do que isso pode pedir-se um prazo para fazer o pagamento e eventualmente pedir um crédito. no momento do pagamento, paga-se o valor licitado + IMT + imposto de selo. em troca recebe-se uma guia das finanças e pode-se marcar a escritura. muitas vezes as finanças nomeiam agentes para servirem de intermediário na venda e são esses que representam a parte vendedora na escritura. no momento da escritura o comprador paga os custos da escritura como normalmente.

    as vendas de imoveis pelas finanças são livres de ónus e encargos, pelo que quaisquer direitos que existam sobre o prédio deixam de existir. O cancelamento dos ónus e encargos vem também na escritura e o registo predial fica limpinho no nome do novo proprietário. obviamente que contratos de arrendamento anteriores à data da penhora se mantêm.

    quando se faz a visita ao prédio antes da venda fica-se logo com uma ideia do tipo de pessoa que é o executado. as finanças vendem no estado em que está, pelo que ninguém se responsabiliza se o gajo destruir aquilo tudo. imóveis que se encontrem ocupados pelos executados (muito comum), eles têm que sair. mas ninguém lhes pega ao colo e os põe na rua. tipicamente, as finanças depois de receberem o dinheiro lavam daí as mãos e o novo proprietário que se amanhe.

    e nunca, mas nunca, se vai ver um bem penhorado sozinho, muito menos se o fiel depositário for o executado.
    petrus e 100do gostam disto.

  17. #17
    SB
    SB está offline
    Piloto de Provas de Perícia SB's Avatar
    Data de Registo
    Mar 2006
    Localização
    @ Google Earth
    Posts
    977

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por matilheiro Ver Post
    antigamente com as propostas em carta fechada era fácil manipular as coisas. agora com o leilão electrónico qualquer pessoa pode saber o valor da proposta mais alta e apresentar o que entender até ao último minuto. é mais transparente.

    o vencedor é notificado por carta registada e tem 15 dias para ir às finanças pagar. até 500 unidades de conta tem que ser a pronto. mais do que isso pode pedir-se um prazo para fazer o pagamento e eventualmente pedir um crédito. no momento do pagamento, paga-se o valor licitado + IMT + imposto de selo. em troca recebe-se uma guia das finanças e pode-se marcar a escritura. muitas vezes as finanças nomeiam agentes para servirem de intermediário na venda e são esses que representam a parte vendedora na escritura. no momento da escritura o comprador paga os custos da escritura como normalmente.

    as vendas de imoveis pelas finanças são livres de ónus e encargos, pelo que quaisquer direitos que existam sobre o prédio deixam de existir. O cancelamento dos ónus e encargos vem também na escritura e o registo predial fica limpinho no nome do novo proprietário. obviamente que contratos de arrendamento anteriores à data da penhora se mantêm.

    quando se faz a visita ao prédio antes da venda fica-se logo com uma ideia do tipo de pessoa que é o executado. as finanças vendem no estado em que está, pelo que ninguém se responsabiliza se o gajo destruir aquilo tudo. imóveis que se encontrem ocupados pelos executados (muito comum), eles têm que sair. mas ninguém lhes pega ao colo e os põe na rua. tipicamente, as finanças depois de receberem o dinheiro lavam daí as mãos e o novo proprietário que se amanhe.

    e nunca, mas nunca, se vai ver um bem penhorado sozinho, muito menos se o fiel depositário for o executado.
    tudo o que dizes é correcto,

    cheguei a entrar num gabinete de um Sr. Dr. Juíz em que as propostas já estavam abertas .

    só que o executado teve azar, pq houve um gaijo que mandou uma proposta para "arrebentar" e que os executados não tinham hipótese de lá chegar.

    à saída do tribunal, percebeu-se que o gaijo que mandou a proposta para "arrebentar" era um familiar com muito €€€ e que tinha emprestado dinheiro aos executados, e era uma forma de os "castigar"

    outras que a funcionária das finanças pôs tudo como uma verba única, para dificultar a venda dos bens....

    mas não quero desmoralizar ninguém

    aliás, as galerias nazoni deviam ser alvo de um case study

  18. #18
    Piloto de Provas de Perícia
    Data de Registo
    Sep 2004
    Localização
    , , .
    Posts
    936

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por matilheiro Ver Post
    antigamente com as propostas em carta fechada era fácil manipular as coisas. agora com o leilão electrónico qualquer pessoa pode saber o valor da proposta mais alta e apresentar o que entender até ao último minuto. é mais transparente.

    o vencedor é notificado por carta registada e tem 15 dias para ir às finanças pagar. até 500 unidades de conta tem que ser a pronto. mais do que isso pode pedir-se um prazo para fazer o pagamento e eventualmente pedir um crédito. no momento do pagamento, paga-se o valor licitado + IMT + imposto de selo. em troca recebe-se uma guia das finanças e pode-se marcar a escritura. muitas vezes as finanças nomeiam agentes para servirem de intermediário na venda e são esses que representam a parte vendedora na escritura. no momento da escritura o comprador paga os custos da escritura como normalmente.

    as vendas de imoveis pelas finanças são livres de ónus e encargos, pelo que quaisquer direitos que existam sobre o prédio deixam de existir. O cancelamento dos ónus e encargos vem também na escritura e o registo predial fica limpinho no nome do novo proprietário. obviamente que contratos de arrendamento anteriores à data da penhora se mantêm.

    quando se faz a visita ao prédio antes da venda fica-se logo com uma ideia do tipo de pessoa que é o executado. as finanças vendem no estado em que está, pelo que ninguém se responsabiliza se o gajo destruir aquilo tudo. imóveis que se encontrem ocupados pelos executados (muito comum), eles têm que sair. mas ninguém lhes pega ao colo e os põe na rua. tipicamente, as finanças depois de receberem o dinheiro lavam daí as mãos e o novo proprietário que se amanhe.

    e nunca, mas nunca, se vai ver um bem penhorado sozinho, muito menos se o fiel depositário for o executado.
    Quase tudo o que disseste está correcto, excepto a parte da escritura. Não existe escritura na venda destes bens.
    Quando se faz o pagamento do valor licitado + IMT + I Selo, recebes 2 documentos das finanças: uma guia de adjudicação do bem e um despacho do serviço de finanças a anular os ónus e encargos pendentes sobre o bem.
    No caso do imóvel, pegas nestes 2 documentos, e basta dirigir a uma conservatória para registar o imóvel em teu nome.

    Nota importante: não é possível fazer um crédito à habitação tradicional para estas vendas de bens penhorados! Os bancos necessitam dos documentos das finanças para avançar com o crédito e respectiva escritura da hipoteca. As finanças só emitem esses documentos após pagamento do valor licitado.
    A única solução é avançar com um crédito pessoal e pagar o valor licitado. Com os documentos na mão, avançar com um crédito hipotecário (que normalmente é mais caro que o crédito à habitação).

  19. #19
    Piloto de Troféu ricardodsb's Avatar
    Data de Registo
    Feb 2009
    Localização
    Gaia
    Posts
    7,732

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por 100do Ver Post
    Primeira tentativa feita: não atendeu

    Ainda ninguém fez compras de bens penhorados pelas finanças? Nem carros?
    Há alguns carros com preços tentadores.
    Já.

    Há uns 3/4 anos lembrei-me de ir ao site das finanças ver o que havia por lá.
    Encontrei uma casa com grande área de terreno com videiras e árvores de fruto na aldeia dos meus pais. Havia um grande senão, o prazo de licitação terminava no dia seguinte.
    Como os meus pais conheciam aquilo lá decidiram arriscar, o valor base de licitação rondava os 5000€ e eles "ofereceram" 15000€. 3x mais mas ainda assim abaixo do valor que se praticam por lá.
    Foi a proposta mais alta mas surgiu logo um problema originado pela pressa. Aquele valor apenas correspondia a meia parte indivisa. A outra parte encontrava-se também em leilão e foi licitada por 5000 e tal €. Deu-se um período de negociação com os donos da segunda parte e, uma vez que não era possível dividir o terreno, a solução era uma das partes comprar a outra.
    Assim foi, os meus pais cobriram o valor que eles tinham dado e ficaram com imóvel.

    Toda esta situação seria evitada se as finanças vendessem o imóvel com as duas partes juntas.

    Conclusão, o meu conselho é obteres a maior informação possível acerca do bem a adquirir e avançares se tudo estiver correcto.

  20. #20
    Pedestre
    Data de Registo
    Dec 2011
    Posts
    44

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por MLopes Ver Post
    Quase tudo o que disseste está correcto, excepto a parte da escritura. Não existe escritura na venda destes bens.
    Quando se faz o pagamento do valor licitado + IMT + I Selo, recebes 2 documentos das finanças: uma guia de adjudicação do bem e um despacho do serviço de finanças a anular os ónus e encargos pendentes sobre o bem.
    No caso do imóvel, pegas nestes 2 documentos, e basta dirigir a uma conservatória para registar o imóvel em teu nome.
    No meu caso, sempre que comprei imóveis penhorados fiz escritura, mesmo em serviços de finanças diferentes. Nas finanças dão-me o contacto do intermediário, eu envio-lhe os documentos do pagamento e marca-se o dia, como é normal. Talvez por haver intermediários nomeados pelos serviços de finanças, não sei. E quem fez a anulação das penhoras foi o conservador da CRP no dia da escritura que ficou com a guia de adjudicação, não houve despacho das finanças.

  21. #21
    Piloto de Testes 100do's Avatar
    Data de Registo
    Jan 2006
    Localização
    Portugal.
    Posts
    4,200

    Por Defeito

    Como não sou de desistir à primeira, hoje voltei a tentar ligar para o nº que está no leilão.
    Atendeu um tipo que pelo tom de voz pode corresponder à idade do dono da quinta. Recusou identificar-se, disse que não se chama Pedro (1º nome) e quando lhe disse qual era o assunto notei algum nervosismo e disse que devia haver engano.

    Ainda lhe perguntei para onde estava a ligar. Respondeu "Não interessa".

    O que me dizem em respeito a isto? O que é que vocês faziam no meu lugar?
    msantos gosta disto.

  22. #22
    SB
    SB está offline
    Piloto de Provas de Perícia SB's Avatar
    Data de Registo
    Mar 2006
    Localização
    @ Google Earth
    Posts
    977

    Por Defeito

    ia lá, acompanhado, e de sapatilhas e com o carro num bom local para arrancar rápido....

    mas primeiro sondava o local...

    se o gaijo se recusar, fazes queixa na repartição de finanças.

    Sb

  23. #23
    Piloto de Testes 100do's Avatar
    Data de Registo
    Jan 2006
    Localização
    Portugal.
    Posts
    4,200

    Por Defeito

    Já vi a propriedade, mas mantive a distância de segurança

    2 questões:
    Depois do primeiro clique no leilão, quanto tempo demoro a colocar a licitação? É rápido?

    Se estiver à venda por 100€ e eu colocar 150€ e for a maior licitação, tenho que pagar os 150 ou pago de forma a cobrir a outra licitação? Por exemplo no ebay, neste caso podia pagar 120€ se outro tivesse licitado 119. Neste caso pagaria 120 ou 150?

    Posso licitar mais que 1 vez, certo?

  24. #24
    jmf
    jmf está offline
    Piloto de Kart jmf's Avatar
    Data de Registo
    Nov 2008
    Localização
    PT
    Posts
    368

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por 100do Ver Post
    Já vi a propriedade, mas mantive a distância de segurança

    2 questões:
    Depois do primeiro clique no leilão, quanto tempo demoro a colocar a licitação? É rápido?

    Se estiver à venda por 100€ e eu colocar 150€ e for a maior licitação, tenho que pagar os 150 ou pago de forma a cobrir a outra licitação? Por exemplo no ebay, neste caso podia pagar 120€ se outro tivesse licitado 119. Neste caso pagaria 120 ou 150?

    Posso licitar mais que 1 vez, certo?
    Se estás realmente interessado, vai em frente mas com cautela.

    1º de tudo tira uma certidão predial, mesmo simplificada para veres com o que estás a lidar, podes pedir online em predialonline, ver as penhoras, os valores e quem está envolvido. Provavelmente haverá uma hipoteca, vê o valor da mesma, pois se houver o banco não deixa sair o imovel por menos do valor da divída e neste caso pode já não compensar.

    Andei interessado num imovel com valor de mercado de 50.000 estava com inicio de licitação de 15.000, quando pedi a caertidão predial simplificada, perdi logo a "tusa" tinha uma hipoteca com 3 anos no valor de 150.000, ou seja não ia dar em nada.

  25. #25
    jmf
    jmf está offline
    Piloto de Kart jmf's Avatar
    Data de Registo
    Nov 2008
    Localização
    PT
    Posts
    368

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por 100do Ver Post
    Já vi a propriedade, mas mantive a distância de segurança

    2 questões:
    Depois do primeiro clique no leilão, quanto tempo demoro a colocar a licitação? É rápido?

    Se estiver à venda por 100€ e eu colocar 150€ e for a maior licitação, tenho que pagar os 150 ou pago de forma a cobrir a outra licitação? Por exemplo no ebay, neste caso podia pagar 120€ se outro tivesse licitado 119. Neste caso pagaria 120 ou 150?

    Posso licitar mais que 1 vez, certo?
    Sim podes licitar as vezes que quiseres.

    Manda um email à repartição das finanças, para receberes uma resposta escrita a saber se o imovel está arrendado, pode acontecer não estar no anuncio e depois ter um inquilino recente com um contrato interminavel e por um valor de renda irrisório.

  26. #26
    Piloto de Testes 100do's Avatar
    Data de Registo
    Jan 2006
    Localização
    Portugal.
    Posts
    4,200

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por jmf Ver Post
    Sim podes licitar as vezes que quiseres.

    Manda um email à repartição das finanças, para receberes uma resposta escrita a saber se o imovel está arrendado, pode acontecer não estar no anuncio e depois ter um inquilino recente com um contrato interminavel e por um valor de renda irrisório.
    jmf, pelo que já me disseram, se houver 1 hipoteca eu não tenho que me preocupar com isso. A propriedade é-me entregue livre de ónus e encargos. Já o contrato de arrendamento gostaria de saber mais. Mas parece-me que, se a propriedade muda de proprietário, o novo não tem compromisso com os contratos anteriores.

  27. #27
    jmf
    jmf está offline
    Piloto de Kart jmf's Avatar
    Data de Registo
    Nov 2008
    Localização
    PT
    Posts
    368

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por 100do Ver Post
    jmf, pelo que já me disseram, se houver 1 hipoteca eu não tenho que me preocupar com isso. A propriedade é-me entregue livre de ónus e encargos. Já o contrato de arrendamento gostaria de saber mais. Mas parece-me que, se a propriedade muda de proprietário, o novo não tem compromisso com os contratos anteriores.
    Sim é vendido sem onus, nem encargos, mas o banco é que não deixa ser vendido pelo valor inferior à divida, ou seja se o penhorado tiver uma hipoteca com uma divida de 200.000 o banco vai licitar também por esse valor e só quem der mais é que fica com o bem.

    Quanto ao contrato de arrendamente se houver, não poderás despejar o inquilino, a não ser que seja um contrato ilegal que terás de provar em tribunal.

    Agora se as finanças disserem que não há qualquer contrato registado e depois aparecer um contrato já é diferente pois será mais fácil de impugnar ou em ultimo caso anular a venda por omissão do mesmo.
    Sansoni7 gosta disto.

  28. #28
    Piloto de Testes 100do's Avatar
    Data de Registo
    Jan 2006
    Localização
    Portugal.
    Posts
    4,200

    Por Defeito

    Ok.

    Como é que eu consigo aceder às cadernetas? No caso dos artigos rústicos só tenho o artigo das finanças. Nos artigos urbanos também tenho o número do registo predial. Consigo aceder às cadernetas de forma gratuíta?

  29. #29
    jmf
    jmf está offline
    Piloto de Kart jmf's Avatar
    Data de Registo
    Nov 2008
    Localização
    PT
    Posts
    368

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por 100do Ver Post
    Ok.

    Como é que eu consigo aceder às cadernetas? No caso dos artigos rústicos só tenho o artigo das finanças. Nos artigos urbanos também tenho o número do registo predial. Consigo aceder às cadernetas de forma gratuíta?
    Atravez do numero do registo predial pede-se uma certidão simplificada, pede-se online custa 6€ e paga-se no multibanco ou visa, depois recebes um código para acederes ao conteudo do registo predial, em alternativa vais directamente a qualquer conservatória pedir.
    100do gosta disto.

  30. #30
    Piloto de Testes kushinadaime's Avatar
    Data de Registo
    Jan 2008
    Localização
    Lisboa
    Posts
    3,398

    Por Defeito

    Citação Originalmente Colocado por jmf Ver Post
    Sim é vendido sem onus, nem encargos, mas o banco é que não deixa ser vendido pelo valor inferior à divida, ou seja se o penhorado tiver uma hipoteca com uma divida de 200.000 o banco vai licitar também por esse valor e só quem der mais é que fica com o bem.

    Quanto ao contrato de arrendamente se houver, não poderás despejar o inquilino, a não ser que seja um contrato ilegal que terás de provar em tribunal.

    Agora se as finanças disserem que não há qualquer contrato registado e depois aparecer um contrato já é diferente pois será mais fácil de impugnar ou em ultimo caso anular a venda por omissão do mesmo.
    Na ideia que eu tinha é que na execução, eram chamados todos os interessados no terreno, por exemplo o banco para se "juntar" à penhora.
    Agora, o contrato de arrendamento transmite-se com a venda, e só é possível despejar se a casa for para usar como habitação própria permanente do dono ou familiares muito directos, sob condições.
    Última edição por kushinadaime : 06-08-12 às 20:11:15

Página 1 de 2 12 ÚltimaÚltima

Regras de Colocação

  • Não pode criar tópicos
  • Não pode responder
  • Não pode colocar anexos
  • Não pode editar os seus posts
  •  

A Motorpress Lisboa S.A. não pode ser responsabilizada pelas opiniões, imagens, links ou outros conteúdos submetidos pelos utilizadores deste Fórum.
Este Website encontra-se registado na Comissão Nacional de Protecção de Dados.