CORPO HUMANO vs ACELERAÇÃO vs VELOCIDADE
 Rede MPL:
Página 1 de 2 12 ÚltimaÚltima
A mostrar resultados 1 para 30 de 53

Título: CORPO HUMANO vs ACELERAÇÃO vs VELOCIDADE

  1. #1
    Piloto de Rallye Baiones's Avatar
    Data de Registo
    May 2004
    Localização
    Alarmolandia
    Posts
    14,102

    Por Defeito CORPO HUMANO vs ACELERAÇÃO vs VELOCIDADE

    Vamos imaginar ser plausivel viajar á velocidade da luz.


    O corpo humano aguenta velocidades tão elevadas?


    Ou é só a aceleração até a velocidade da luz que o corpo não aguenta?


    Para quem percebe disto, como é afinal?


  2. #2
    jcc
    jcc está offline
    Piloto de Testes jcc's Avatar
    Data de Registo
    Mar 2003
    Localização
    PAREDE
    Posts
    3,935

    Por Defeito


    O único modo comprovado de viajar ao futuro é o que nós fazemos todos os dias: segundo a segundo.

    Quanto a viajar na velocidade da luz, todo objecto que se movimenta acumula massa, segundo as teorias actuais da física. Nós não percebemos porque à velocidade que nos movemos, o ganho de massa é mínimo, quase inexistente. Porém, se um objecto conseguisse viajar à velocidade da Luz, segundo Einsten, no processo de aceleração ele acabaria por concentrar nele mesmo toda a massa do universo (o que torna a viagem à velocidade da luz, portanto, impossível).

    No entanto se, teoricamente, uma pessoa conseguisse viajar à velocidade da luz sem sofrer estes efeitos, ela não conseguiria viajar ao passado, mas conseguiria "ver" o passado, porque seus olhos poderiam captar a luz que foi refletida na Terra de volta para o espaço (e nossos olhos vêem processando a luz que reflete nos objetos e que os atinge).


    ps mas pode-se sempre tentar http://www.anael.org/portugues/astral/index.htm :D[8)]

    SIC TRANSIT GLORIA MUNDI

  3. #3
    Banido Nthor's Avatar
    Data de Registo
    Jul 2004
    Localização
    Veritatis simplex oratio.
    Posts
    21,085

    Por Defeito

    citação:Originalmente colocada por Baiones

    Vamos imaginar ser plausivel viajar á velocidade da luz.


    O corpo humano aguenta velocidades tão elevadas?


    Ou é só a aceleração até a velocidade da luz que o corpo não aguenta?


    Para quem percebe disto, como é afinal?
    O problema nem deve ser acelerar até lá, abrandar e parar é que deve dar problemas.

    ;)





  4. #4
    Piloto de Rallye Baiones's Avatar
    Data de Registo
    May 2004
    Localização
    Alarmolandia
    Posts
    14,102

    Por Defeito

    citação:Originalmente colocada por Nthor

    citação:Originalmente colocada por Baiones

    Vamos imaginar ser plausivel viajar á velocidade da luz.


    O corpo humano aguenta velocidades tão elevadas?


    Ou é só a aceleração até a velocidade da luz que o corpo não aguenta?


    Para quem percebe disto, como é afinal?
    O problema nem deve ser acelerar até lá, abrandar e parar é que deve dar problemas.

    ;)




    Acho que a aceleração é tão problematica como a desaceleração: basta para isso analisar os testes de aceleração G que são feitos aos pilotos...



    Agora, o grande problema é a aceleração, a velocidade atingida após a aceleração, ou ambos?

  5. #5
    Piloto de Fórmula 1 Torres's Avatar
    Data de Registo
    Aug 2003
    Localização
    Lisboa
    Posts
    17,968

    Por Defeito

    Viajar à velocidade da luz como? Por meios artificiais? Inserido dentro de um objecto que fosse acelerado até essa velocidade?
    Nesse caso não será o corpo a sofrer os efeitos que possam adevir da velocidade, será o objecto. O que o corpo humano não conseguirá é resistir à aceleração ou desaceleração. Mas isso é válido para praticamente qualquer velocidade. Se a aceleração/desaceleração for abrupta não há fisico que aguente. Se for gradual, penso que não há limite. Por exemplo, se estiveres num carro que faz dos 0-100Km/h em 10 segundos, ao acelerares a fundo, sentes uma determinada pressão, se for num que o faça em 2 segundos, sentes uma pressão muito maior. Se fosse algo que fizesse dos 0-velocidade da luz instântaneamente o corpo simplesmente desintegrava-se.
    Teoricamente, para as viagens espaciais a velocidades extremas é necessário inventar uma coisinha vinda da ficção cientifica, chamado "amortecedor de inércia", que é o que impede os efeitos da aceleração/desaceleração se manifestarem no interior do objecto.

  6. #6
    Piloto de Fórmula 1 Torres's Avatar
    Data de Registo
    Aug 2003
    Localização
    Lisboa
    Posts
    17,968

    Por Defeito

    Hum, só uma coisinha que me esqueci. Isto é tudo teórico, pois não se sabem as consequências fisicas de atingir a velocidade da luz. Como é uma velocidade "limite" e cuja "fisica da coisa" não se comporta como o resto, é possível, que na prática a ser atingida, ou chegando lá perto as coisas não se passem como na teoria.
    Mas para as velocidades "normais" é assim que se processa.
    Ah, e estamos a falar no espaço, porque na Terra não é tão linear, porque depende do meio em que o objecto se está a deslocar.

  7. #7
    Piloto Lendário PeLeve's Avatar
    Data de Registo
    Jan 2003
    Localização
    Do lado contrário de todo e qualquer aprendiz de Maquiavel, ou do próprio, que muitos há por aí!
    Posts
    68,259

    Por Defeito

    citação:Originalmente colocada por jcc


    ...se um objecto conseguisse viajar à velocidade da Luz, segundo Einsten, no processo de aceleração ele acabaria por concentrar nele mesmo toda a massa do universo (o que torna a viagem à velocidade da luz, portanto, impossível)...
    Porquê? É isso que acontece à luz?...

  8. #8
    Piloto Lendário PeLeve's Avatar
    Data de Registo
    Jan 2003
    Localização
    Do lado contrário de todo e qualquer aprendiz de Maquiavel, ou do próprio, que muitos há por aí!
    Posts
    68,259

    Por Defeito

    citação:Originalmente colocada por Nthor

    citação:Originalmente colocada por Baiones

    Vamos imaginar ser plausivel viajar á velocidade da luz.


    O corpo humano aguenta velocidades tão elevadas?


    Ou é só a aceleração até a velocidade da luz que o corpo não aguenta?


    Para quem percebe disto, como é afinal?
    O problema nem deve ser acelerar até lá, abrandar e parar é que deve dar problemas.

    ;)




    Acho que resolvido o problema de "acelerar até lá" estará resolvido o de como parar, pois a solução deve passar por uma forma de viajar em que não se sente sequer o "começar a andar" e o "acabar a viagem"!

  9. #9
    Piloto de Rallye Baiones's Avatar
    Data de Registo
    May 2004
    Localização
    Alarmolandia
    Posts
    14,102

    Por Defeito

    citação:Originalmente colocada por Torres

    Viajar à velocidade da luz como? Por meios artificiais? [u]Inserido dentro de um objecto que fosse acelerado até essa velocidade?</u>
    Nesse caso não será o corpo a sofrer os efeitos que possam adevir da velocidade, será o objecto. O que o corpo humano não conseguirá é resistir à aceleração ou desaceleração. Mas isso é válido para praticamente qualquer velocidade. Se a aceleração/desaceleração for abrupta não há fisico que aguente. Se for gradual, penso que não há limite. Por exemplo, se estiveres num carro que faz dos 0-100Km/h em 10 segundos, ao acelerares a fundo, sentes uma determinada pressão, se for num que o faça em 2 segundos, sentes uma pressão muito maior. Se fosse algo que fizesse dos 0-velocidade da luz instântaneamente o corpo simplesmente desintegrava-se.
    Teoricamente, para as viagens espaciais a velocidades extremas é necessário inventar uma coisinha vinda da ficção cientifica, chamado "amortecedor de inércia", que é o que impede os efeitos da aceleração/desaceleração se manifestarem no interior do objecto.
    Mas se estiveres inserido dentro de um objecto, não vais sofrer as mesmas acelerações e desacelerações do mesmo?


    Um "amortecedor de inércia" deve mesmo ser coisa de filmes, pelo menos não estou a ver como isso seria conseguido, pela mesma afirmação que fiz em cima...


    A gravidade penso que se consegue simular, através da introdução de movimento de rotação no objecto...


    para esse "amortecedor de inércia", não seria necessa´rio contrariar o "sentido vectorial" da aceleração/velocidade do "veiculo" em questão?

  10. #10
    Piloto de Fórmula 1 Torres's Avatar
    Data de Registo
    Aug 2003
    Localização
    Lisboa
    Posts
    17,968

    Por Defeito

    citação:Originalmente colocada por Baiones

    citação:Originalmente colocada por Torres

    Viajar à velocidade da luz como? Por meios artificiais? [u]Inserido dentro de um objecto que fosse acelerado até essa velocidade?</u>
    Nesse caso não será o corpo a sofrer os efeitos que possam adevir da velocidade, será o objecto. O que o corpo humano não conseguirá é resistir à aceleração ou desaceleração. Mas isso é válido para praticamente qualquer velocidade. Se a aceleração/desaceleração for abrupta não há fisico que aguente. Se for gradual, penso que não há limite. Por exemplo, se estiveres num carro que faz dos 0-100Km/h em 10 segundos, ao acelerares a fundo, sentes uma determinada pressão, se for num que o faça em 2 segundos, sentes uma pressão muito maior. Se fosse algo que fizesse dos 0-velocidade da luz instântaneamente o corpo simplesmente desintegrava-se.
    Teoricamente, para as viagens espaciais a velocidades extremas é necessário inventar uma coisinha vinda da ficção cientifica, chamado "amortecedor de inércia", que é o que impede os efeitos da aceleração/desaceleração se manifestarem no interior do objecto.
    Mas se estiveres inserido dentro de um objecto, não vais sofrer as mesmas acelerações e desacelerações do mesmo?


    Um "amortecedor de inércia" deve mesmo ser coisa de filmes, pelo menos não estou a ver como isso seria conseguido, pela mesma afirmação que fiz em cima...


    A gravidade penso que se consegue simular, através da introdução de movimento de rotação no objecto...


    para esse "amortecedor de inércia", não seria necessa´rio contrariar o "sentido vectorial" da aceleração/velocidade do "veiculo" em questão?
    Sim, não sofres é os efeitos da velocidade em si. Por exemplo, ao ires dentro de um submarino não vais a sentir a pressão da àgua a bater em ti.

    Sim, é mesmo isso que o amortecedor faria, produzir um efeito contrário. É por isso que é teórico, ora se estás a produzir um efeito não podes estar a produzir o contra-efeito, porque eles anulam-se.
    A solução passa, talvez por um gerador de pressão (ou gravidade artificial). Imagina uma nave a acelerar, os motores impulsionam-na de A para B. A pressão que vai gerar será de X. Então o que é que precisas? De algo dentro da nave que exerça SÓ dentro da nave (porque senão a nave parava) pressão X também, mas de B para A. Assim o interior fica "estático" enquanto o veiculo se move.
    Não me parece algo fácil de conseguir. ;)

  11. #11
    Piloto de Rallye Baiones's Avatar
    Data de Registo
    May 2004
    Localização
    Alarmolandia
    Posts
    14,102

    Por Defeito

    citação:Originalmente colocada por Torres

    citação:Originalmente colocada por Baiones

    citação:Originalmente colocada por Torres

    Viajar à velocidade da luz como? Por meios artificiais? [u]Inserido dentro de um objecto que fosse acelerado até essa velocidade?</u>
    Nesse caso não será o corpo a sofrer os efeitos que possam adevir da velocidade, será o objecto. O que o corpo humano não conseguirá é resistir à aceleração ou desaceleração. Mas isso é válido para praticamente qualquer velocidade. Se a aceleração/desaceleração for abrupta não há fisico que aguente. Se for gradual, penso que não há limite. Por exemplo, se estiveres num carro que faz dos 0-100Km/h em 10 segundos, ao acelerares a fundo, sentes uma determinada pressão, se for num que o faça em 2 segundos, sentes uma pressão muito maior. Se fosse algo que fizesse dos 0-velocidade da luz instântaneamente o corpo simplesmente desintegrava-se.
    Teoricamente, para as viagens espaciais a velocidades extremas é necessário inventar uma coisinha vinda da ficção cientifica, chamado "amortecedor de inércia", que é o que impede os efeitos da aceleração/desaceleração se manifestarem no interior do objecto.
    Mas se estiveres inserido dentro de um objecto, não vais sofrer as mesmas acelerações e desacelerações do mesmo?


    Um "amortecedor de inércia" deve mesmo ser coisa de filmes, pelo menos não estou a ver como isso seria conseguido, pela mesma afirmação que fiz em cima...


    A gravidade penso que se consegue simular, através da introdução de movimento de rotação no objecto...


    para esse "amortecedor de inércia", não seria necessa´rio contrariar o "sentido vectorial" da aceleração/velocidade do "veiculo" em questão?
    Sim, não sofres é os efeitos da velocidade em si. Por exemplo, ao ires dentro de um submarino não vais a sentir a pressão da àgua a bater em ti.

    Sim, é mesmo isso que o amortecedor faria, produzir um efeito contrário. É por isso que é teórico, ora se estás a produzir um efeito não podes estar a produzir o contra-efeito, porque eles anulam-se.
    A solução passa, talvez por um gerador de pressão (ou gravidade artificial). Imagina uma nave a acelerar, os motores impulsionam-na de A para B. A pressão que vai gerar será de X. Então o que é que precisas? De algo dentro da nave que exerça SÓ dentro da nave (porque senão a nave parava) pressão X também, mas de B para A. Assim o interior fica "estático" enquanto o veiculo se move.
    Não me parece algo fácil de conseguir. ;)
    Não me parece facil também até porque não estou a ver como se contraria a pressão exercida pela aceleração/velocidade, com "algo" que não passe por contrariar o sentido vectorial da origem dessa mesma pressão...


    Contrariar a pressão exercida num submarino é relativamente simples: a agua faz pressão de fora para dentro, logo só tens de arranjar também pressão de dentro para fora.


    Agora contrariar a pressão gerada pela aceleração de um movimento, não estou a ver outro modo que contrariar o sentido desse movimento, mas ai lá se vai o movimento...


    Quem descobrir maneira de contrariar essa pressão, sem contrariar o movimento, tem memso de ser um génio...


    Ou então tem de se começar a abster das teorias convencionais e começar a pensar para la do obvio...

  12. #12
    Banido Nthor's Avatar
    Data de Registo
    Jul 2004
    Localização
    Veritatis simplex oratio.
    Posts
    21,085

    Por Defeito

    Probing Question: Can anything travel faster than the speed of light?
    http://www.physorg.com/news12084.html


    Speed of light made faster (Update)
    http://www.physorg.com/news5929.html


    In tunneling physics, a decades-old paradox is resolved
    http://www.physorg.com/news73152138.html




  13. #13
    Piloto de Testes Flyer's Avatar
    Data de Registo
    Feb 2005
    Localização
    Lx, Portugal.
    Posts
    3,086

    Por Defeito

    ao te aproximares da velocidade da luz, segundo Einstein (que apesar de já se saber que n é assim tão certo como isso, nmas até hoje é a melhor teoria q se tem), começaria uma transformação massa/energia.

    Agora o que aconteceria ao corpo humano?....no one knows, nem ao humano nem a nada pois ainda n se consegue fazer "método experimental" nesses campos ;)

  14. #14
    Piloto de Testes Flyer's Avatar
    Data de Registo
    Feb 2005
    Localização
    Lx, Portugal.
    Posts
    3,086

    Por Defeito

    Resumindo, ser possível até pode ser que sim, MAS segundo o nosso conhecimento e teorias actuais, a resposta é que tal é impossível.

    Para perceberem um bocadito de teoria geral e especial de relatividade (pois é isso q se trata aqui) há um ou 2 livros pequenitos (em inglês) que explicam isso muito bem, vou ver se os encontro cá em casa.

  15. #15
    jcc
    jcc está offline
    Piloto de Testes jcc's Avatar
    Data de Registo
    Mar 2003
    Localização
    PAREDE
    Posts
    3,935

    Por Defeito


    citação:Originalmente colocada por Pé Leve

    citação:Originalmente colocada por jcc


    ...se um objecto conseguisse viajar à velocidade da Luz, segundo Einsten, no processo de aceleração ele acabaria por concentrar nele mesmo toda a massa do universo (o que torna a viagem à velocidade da luz, portanto, impossível)...
    Porquê? É isso que acontece à luz?...

    ??? Não é o que acontece à luz mas ao objecto que conseguisse atingir essa velocidade...

    By the time an object reached the speed of light, Einstein calculated, its mass would be infinite, and so would the amount of energy required to increase its speed. To go beyond the infinite is impossible.

    Sic natura iubet.
    Assim manda a natureza

  16. #16
    Piloto de Fórmula 1 Torres's Avatar
    Data de Registo
    Aug 2003
    Localização
    Lisboa
    Posts
    17,968

    Por Defeito

    citação:Originalmente colocada por Baiones


    Quem descobrir maneira de contrariar essa pressão, sem contrariar o movimento, tem memso de ser um génio...


    Ou então tem de se começar a abster das teorias convencionais e começar a pensar para la do obvio...
    Mas é mesmo essa a ideia! Para conseguir isso é preciso ir para além de todas as regras que já existem. É por isso que só existe na ficção cientifica. Tens maneiras óbvias de conseguir isso, no campo da ficção cientifica. Podes causar essa reacção ao nível molecular, por exemplo, e aí influências o que quiseres até individualmente, podes usar teorias trans-dimensionais, o que significa que te moves através de dimensões o que não é uma "velocidade", mas dependendo da perspectiva movimentas-te a uma determinada velocidade. Podes mover-te temporalmente, que vai dar ao mesmo, etc.
    A velocidade Warp (conhecidissima da ficção cientifica) é isso mesmo. Não é uma verdadeira velocidade, mas corresponde a várias velocidades até acima da velocidade da luz. O principio da "coisa" é criar um desfazamento, uma distorção no espaço-tempo continuo e formar uma "bolsa" onde a nave se insere e vai assim deslocando-se. Para a perspectiva exterior o resultado é velocidade.
    Só que isto tudo na realidade e pelo menos presentemente é impossível, até mesmo pelas regras da fisica, não só a implementação. ;)

  17. #17
    Banido
    Data de Registo
    Oct 2005
    Localização
    , , .
    Posts
    2,038

    Por Defeito

    citação:Originalmente colocada por Nthor

    citação:Originalmente colocada por Baiones

    Vamos imaginar ser plausivel viajar á velocidade da luz.


    O corpo humano aguenta velocidades tão elevadas?


    Ou é só a aceleração até a velocidade da luz que o corpo não aguenta?


    Para quem percebe disto, como é afinal?
    O problema nem deve ser acelerar até lá, abrandar e parar é que deve dar problemas.

    ;)





    O problema era as curvas! :D

  18. #18
    Piloto de Rallye Baiones's Avatar
    Data de Registo
    May 2004
    Localização
    Alarmolandia
    Posts
    14,102

    Por Defeito

    citação:Originalmente colocada por Torres

    citação:Originalmente colocada por Baiones


    Quem descobrir maneira de contrariar essa pressão, sem contrariar o movimento, tem memso de ser um génio...


    Ou então tem de se começar a abster das teorias convencionais e começar a pensar para la do obvio...
    Mas é mesmo essa a ideia! Para conseguir isso é preciso ir para além de todas as regras que já existem. É por isso que só existe na ficção cientifica. Tens maneiras óbvias de conseguir isso, no campo da ficção cientifica. Podes causar essa reacção ao nível molecular, por exemplo, e aí influências o que quiseres até individualmente, podes usar teorias trans-dimensionais, o que significa que te moves através de dimensões o que não é uma "velocidade", mas dependendo da perspectiva movimentas-te a uma determinada velocidade. Podes mover-te temporalmente, que vai dar ao mesmo, etc.
    A velocidade Warp (conhecidissima da ficção cientifica) é isso mesmo. Não é uma verdadeira velocidade, mas corresponde a várias velocidades até acima da velocidade da luz. O principio da "coisa" é criar um desfazamento, uma distorção no espaço-tempo continuo e formar uma "bolsa" onde a nave se insere e vai assim deslocando-se. Para a perspectiva exterior o resultado é velocidade.
    Só que isto tudo na realidade e pelo menos presentemente é impossível, até mesmo pelas regras da fisica, não só a implementação. ;)
    Que tal isto?

    Teoricamente é "fazivel"...


  19. #19
    Piloto de Rallye Baiones's Avatar
    Data de Registo
    May 2004
    Localização
    Alarmolandia
    Posts
    14,102

    Por Defeito

    citação:Originalmente colocada por Baiones

    citação:Originalmente colocada por Torres

    citação:Originalmente colocada por Baiones


    Quem descobrir maneira de contrariar essa pressão, sem contrariar o movimento, tem memso de ser um génio...


    Ou então tem de se começar a abster das teorias convencionais e começar a pensar para la do obvio...
    Mas é mesmo essa a ideia! Para conseguir isso é preciso ir para além de todas as regras que já existem. É por isso que só existe na ficção cientifica. Tens maneiras óbvias de conseguir isso, no campo da ficção cientifica. Podes causar essa reacção ao nível molecular, por exemplo, e aí influências o que quiseres até individualmente, podes usar teorias trans-dimensionais, o que significa que te moves através de dimensões o que não é uma "velocidade", mas dependendo da perspectiva movimentas-te a uma determinada velocidade. Podes mover-te temporalmente, que vai dar ao mesmo, etc.
    A velocidade Warp (conhecidissima da ficção cientifica) é isso mesmo. Não é uma verdadeira velocidade, mas corresponde a várias velocidades até acima da velocidade da luz. O principio da "coisa" é criar um desfazamento, uma distorção no espaço-tempo continuo e formar uma "bolsa" onde a nave se insere e vai assim deslocando-se. Para a perspectiva exterior o resultado é velocidade.
    Só que isto tudo na realidade e pelo menos presentemente é impossível, até mesmo pelas regras da fisica, não só a implementação. ;)
    Que tal isto?

    Teoricamente é "fazivel"...

    Ou não...

    Acabei de me lembrar que a propria aceleração ja empurraria o carro para trás...

  20. #20
    Piloto de Testes
    Data de Registo
    Feb 2006
    Localização
    , , .
    Posts
    2,535

    Por Defeito

    Não sei se é isto que Einstein quer dizer mas sempre achei que para atingirmos a velocidade da luz temos necessidade de consumir a energia da materia do universo. Daí a impossibilidade de atingir semelhantes velocidades. Ainda assim é possivel ver ja os efeitos da velocidade no tempo nos proprios avioes com relogios de funcionamento nuclear.




  21. #21
    Piloto de Fórmula 1 Torres's Avatar
    Data de Registo
    Aug 2003
    Localização
    Lisboa
    Posts
    17,968

    Por Defeito

    citação:Originalmente colocada por Baiones


    Que tal isto?

    Teoricamente é "fazivel"...
    É mas não resulta. A roldana tem de girar na mesma direcção, assim impede o bonequito de ser atirado para trás. Mas continuava a não resultar, porque depois era o movimento da roldana que o atirava para trás e não o da nave.
    O que pode resultar é:




    Agora, como dissipas a força é que é o problema ;)
    Talvez com um gerador de gravidade artificial, não sei.

  22. #22
    Piloto de Rallye Baiones's Avatar
    Data de Registo
    May 2004
    Localização
    Alarmolandia
    Posts
    14,102

    Por Defeito

    citação:Originalmente colocada por Torres

    citação:Originalmente colocada por Baiones


    Que tal isto?

    Teoricamente é "fazivel"...
    É mas não resulta. A roldana tem de girar na mesma direcção, assim impede o bonequito de ser atirado para trás. Mas continuava a não resultar, porque depois era o movimento da roldana que o atirava para trás e não o da nave.
    O que pode resultar é:




    Agora, como dissipas a força é que é o problema ;)
    Talvez com um gerador de gravidade artificial, não sei.
    Não estou a ver como um gerador de gravidade artificial pode ajudar, ja que são forças de sentidos diferentes...


    Já agora, ja se consegue gerar gravidade artificial nos tempos que correm?

  23. #23
    Banido worldtiki's Avatar
    Data de Registo
    Oct 2004
    Localização
    chipmix powa!
    Posts
    9,996

    Por Defeito

    citação:Originalmente colocada por Baiones

    Já agora, ja se consegue gerar gravidade artificial nos tempos que correm?
    Sim, a maneira mais fácil é tirando partido da força centrífuga

    Já viste o filme "Solaris"?



    Mas há mais maneiras, material ultra-denso, aceleração constante.

    A Nasa e a Esa têm também alguns projectos ligados a geradores de gravidade ou gravitomagnetismo.

  24. #24
    Piloto de Rallye Baiones's Avatar
    Data de Registo
    May 2004
    Localização
    Alarmolandia
    Posts
    14,102

    Por Defeito

    citação:Originalmente colocada por worldtiki

    citação:Originalmente colocada por Baiones

    Já agora, ja se consegue gerar gravidade artificial nos tempos que correm?
    Sim, a maneira mais fácil é tirando partido da força centrífuga

    Já viste o filme "Solaris"?



    Mas há mais maneiras, material ultra-denso, aceleração constante.

    A Nasa e a Esa têm também alguns projectos ligados a geradores de gravidade ou gravitomagnetismo.
    Eu sei como funciona.

    A minha pergunta surge porque sempre que se vêm gravações de missões espaciais, nunca existe gravidade dentro dos vai-vens...


    Se ja existe a tecnologia para tal, porque não a aplicam?

    Não haveria até vantagem para a saude dos astronautas?

  25. #25
    Piloto de Provas de Perícia
    Data de Registo
    Jun 2005
    Localização
    , , .
    Posts
    542

    Por Defeito

    citação:Originalmente colocada por Pé Leve

    citação:Originalmente colocada por jcc


    ...se um objecto conseguisse viajar à velocidade da Luz, segundo Einsten, no processo de aceleração ele acabaria por concentrar nele mesmo toda a massa do universo (o que torna a viagem à velocidade da luz, portanto, impossível)...
    Porquê? É isso que acontece à luz?...
    A luz é uma radiação electromagética num comprimento de onda que é visível ao olho humano. A teoria mais recente - e actualmente vigente - que explica o comportamento da luz é a dualidade onda-partícula de Einstein (isto porque a luz se comporta como uma onda em certas situações e como um conjunto de partículas noutras - segundo essa teoria, esta teoria extende-se a tudo).

    Para simplificar, podes pensar na luz de acordo com a Teoria Quântica do Planck: isto é, a luz é composta por um conjunto de partículas - os fotões - sem qualquer massa, mas com Energia. Isto tudo para justificar que a impossibilidade de um objecto se deslocar à velocidade da luz (porque teria de acumular toda a massa do Universo para o efeito, de acordo com a famosa equação de Einstein E = mc^2) não se aplica à luz propriamente dita (porque os fotões não têm massa).

  26. #26
    Piloto de Provas de Perícia
    Data de Registo
    Jun 2005
    Localização
    , , .
    Posts
    542

    Por Defeito

    citação:Originalmente colocada por Baiones

    citação:Originalmente colocada por worldtiki

    citação:Originalmente colocada por Baiones

    Já agora, ja se consegue gerar gravidade artificial nos tempos que correm?
    Sim, a maneira mais fácil é tirando partido da força centrífuga

    Já viste o filme "Solaris"?



    Mas há mais maneiras, material ultra-denso, aceleração constante.

    A Nasa e a Esa têm também alguns projectos ligados a geradores de gravidade ou gravitomagnetismo.
    Eu sei como funciona.

    A minha pergunta surge porque sempre que se vêm gravações de missões espaciais, nunca existe gravidade dentro dos vai-vens...


    Se ja existe a tecnologia para tal, porque não a aplicam?

    Não haveria até vantagem para a saude dos astronautas?
    Não existe tecnologia para tal no presente. O que existe são experiências e projectos para a geração artificial de campos gravitacionais.

    Recentemente a ESA divulgou o resultado de um desses projectos segundo o qual foi produzido e medido com sucesso, em laboratório, um campo gravitacional extremamente ténue.

    Podes ler mais sobre isto aqui - http://www.technovelgy.com/ct/Scienc...sp?NewsNum=579

  27. #27
    Piloto de Fórmula 1 Torres's Avatar
    Data de Registo
    Aug 2003
    Localização
    Lisboa
    Posts
    17,968

    Por Defeito

    citação:Originalmente colocada por Baiones


    Não estou a ver como um gerador de gravidade artificial pode ajudar, ja que são forças de sentidos diferentes...
    Não seria um gerador de gravidade normal. Seria um projector de gravitões (que primeiro é preciso que existam :D), que criava um escudo unidireccional. Um "buffer" que protegia a nave da própria força do impulso. Mas nem sei se é possível direccionar um campo gravitacional.
    Agora, se eu te soubesse explicar como fazer isto, não trabalhava no que trabalho, trabalhava na NASA :D

    Eu só estou a falar de pura teoria, nada cientificamente praticável (ainda).

  28. #28
    Banido Nthor's Avatar
    Data de Registo
    Jul 2004
    Localização
    Veritatis simplex oratio.
    Posts
    21,085

  29. #29
    Piloto de Fórmula 1 Torres's Avatar
    Data de Registo
    Aug 2003
    Localização
    Lisboa
    Posts
    17,968

    Por Defeito

    Ei, eu disse que NÃO era possível
    Eu gosto muito de Sci-Fi, mas ainda consigo destinguir ficção da realidade :D

  30. #30
    imported_n/a
    Guest

    Por Defeito

    o problema iria ser mesmo as mutas da policia, e operacoes stop em que se demoravam anos a poder parar o veiculo [**][**][**]

Página 1 de 2 12 ÚltimaÚltima

Regras de Colocação

  • Não pode criar tópicos
  • Não pode responder
  • Não pode colocar anexos
  • Não pode editar os seus posts
  •  

A Motorpress Lisboa S.A. não pode ser responsabilizada pelas opiniões, imagens, links ou outros conteúdos submetidos pelos utilizadores deste Fórum.
Este Website encontra-se registado na Comissão Nacional de Protecção de Dados.